R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

28 de Novembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias

Icone de Agenda do Dia Agenda do Dia

publicado em 16/12/2012 às 20h16: atualizado em: 16/12/2012 às 20h20

Amiga de modelo que morreu em cirurgia deve falar à polícia

Jovem teria afirmado a um médico que a colega usava drogas

Do R7
  • Texto: 
  • Aumentar a fonte da matéria
  • Aumentar a fonte da matéria

Uma das amigas da modelo Louanna Adrielle Castro Silva, de 24 anos, que morreu durante uma cirurgia plástica, em Goiânia, deve ser ouvida pela polícia no começo desta semana. A jovem teria afirmado a um médico, após a morte da modelo, que a amiga usava drogas. Ainda para os próximos dias, estão previstos os depoimentos de outros médicos.

A delegada Miriam Borges, que investiga o caso, quer saber sobre os hábitos de Louanna. A família nega o consumo de entorpecentes e diz que a jovem era uma pessoa saudável.
A amiga da modelo que vai ser ouvida esteve no hospital logo após a notícia do falecimento. Ela dividia uma casa com a vítima e outras amigas em Goiânia. A modelo morava em Jataí, no interior de Goiás, mas ia à capital quando tinha algum compromisso.

Os médicos ouvidos pela polícia estranharam a reação do corpo de Louanna durante a cirurgia. O cirurgião, Rogério Morale, e a anestesista, Beatriz Vieira Espíndola, afirmaram que não é normal uma jovem sem problemas de saúde aparentes não responder aos medicamentos.

A anestesista contou, na tarde de quarta-feira (12), que quando já estava com os implantes, Louanna teve uma queda nos batimentos cardíacos. Após ser medicada, a pressão arterial da modelo subiu. Beatriz pediu ao cirurgião plástico que interrompesse o procedimento e aplicou uma anestesia geral na paciente. Poucos minutos depois ela teve a primeira parada cardiorrespiratória.

Os médicos estabilizaram a modelo durante cerca de 90 minutos. O cirurgião retirou as próteses e foi solicitada uma ambulância para transferir Louanna do Hospital Buriti para o Hospital Monte Sinai, que tem UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Duas horas após a primeira parada, a modelo teve mais uma.

Ela deu entrada por volta de 12h no Hospital Monte Sinai em estado grave. Na unidade, ela teve uma terceira parada cardiorrespiratória e não resistiu.

A polícia aguarda os laudos do IML (Instituto Médico Legal) que deve esclarecer se Louanna tinha algum problema de saúde que não foi identificado ou se havia consumido algum tipo de droga.

Veja outros fatos que acontecem nesta segunda-feira



 

 


Shopping