R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

19 de Setembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias

Icone de Agenda do Dia Agenda do Dia

publicado em 17/09/2012 às 17h34: atualizado em: 17/09/2012 às 17h34

Bancários entram em greve a partir desta terça-feira

Financiamentos em andamento nos bancos podem ficar prejudicados

Do R7
  • Texto: 
  • Aumentar a fonte da matéria
  • Aumentar a fonte da matéria

A partir desta terça-feira (18) os bancários iniciam o movimento nacional de greve e agências de todo País devem suspender o atendimento aos correntistas. Ainda não há previsão de quantos bancos devem aderir, mas a Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) informa que somente os serviços disponíveis em caixa-eletrônico e pela internet vão funcionar normalmente.

Quem precisar sacar dinheiro ou pagar contas diretamente no caixa, não vai conseguir resolver os problemas. No entanto, o diretor de imprensa da Contraf, Ademir Wiederkehr, diz que não haverá problemas no pagamento de salários.

— Aposentados e pensionistas vão conseguir sacar o dinheiro normalmente no caixa eletrônico. A nossa intenção não é prejudicar a vida dos correntistas. A culpa da greve é dos bancos.

Prejuízos

Mas quem está em processo de financiamento de casa própria ou de um carro pode ser prejudicado se os serviços forem suspensos. Se quem está comprando um veículo, por exemplo, pagar a entrada e a greve começar antes do financiamento ser aprovado, o carro novo não será liberado na concessionária sem a autorização do banco.

O mesmo pode ocorrer com quem está negociando o saldo devedor de um imóvel. O valor pode aumentar durante o período da greve e o comprador será obrigado a pagar mais. Nesse caso, o presidente do Ibedec (Instituto Brasileiro de Defesa das Relações de Consumo), Gerado Tardin, diz que é preciso guardar os comprovantes do prejuízo.

— O consumidor que tiver prejuízo financeiro comprovado, pode, depois da greve, recorrer ao Judiciário para ser ressarcido. Na questão de pagamentos de contas, não tem sido acatada a cobrança de juros e multa porque há inúmeras formas de realizar o pagamento, como pela internet ou em postos de autoatendimento.

Reivindicações

Os bancários pedem um aumento de 10,25% nos salários. No entanto, os patrões oferecem 6% de reajuste. Segundo a Contraf, a paralisação é por tempo indeterminado, até que os banqueiros façam uma nova proposta.

Nessa segunda-feira (17) serão realizadas assembleias regionais em todo o país para referendar o movimento de greve e organizar o movimento. Somente no fim do dia desta terça será divulgado o balanço de adesão das agências.

A última greve dos bancários durou 21 dias, em setembro do ano passado.

Veja outros fatos que acontecem nesta terça



 

 


Shopping