R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

2 de Setembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias

Icone de Agenda do Dia Agenda do Dia

publicado em 09/01/2013 às 07h47: atualizado em: 09/01/2013 às 07h47

Mutirão para emissões de documentos vai até sexta-feira em Xerém

No primeiro dia da ação, foram realizados 150 atendimentos

Do R7
  • Texto: 
  • Aumentar a fonte da matéria
  • Aumentar a fonte da matéria

O mutirão para emissões de documentos no distrito de Xerém, na Baixada Fluminense, vai até a próxima sexta-feira (11), segundo informou a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro. Na última terça-feira (8), foram emitidos 50 documentos de identidade e 50 certidões de casamento e nascimento.

A ação é uma parceria da secretaria com a Fundação Leão 13, a Defensoria Pública, o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e o Cartório de Registro Civil local. No primeiro dia da ação, foram realizados 150 atendimentos, sendo emitidos 80 documentos de identidade e 70 certidões de casamento e nascimento.

Até terça, o estado do Rio somava 889 pessoas desabrigadas e desalojadas nos municípios de Angra dos Reis, região da Costa Verde, e Duque de Caxias, os mais afetados pelos temporais da semana passada. Em Angra dos Reis, há 396 desabrigados e 293 desalojados. A Defesa Civil já realizou vistorias em 319 residências, das quais 99 foram interditadas. No distrito de Xerém, 103 pessoas estavam em dois abrigos. Segundo a prefeitura de Caxias, 40 casas haviam sido demolidas até terça-feira.

O Governo do Estado enviou 2.527 colchonetes para as regiões afetadas, 1.417 kits cama, 1.000 cestas básicas, 500 kits de higiene, 18.780 litros de água, dentre outros itens de primeira necessidade, como fósforos, velas, papel higiênico, sabão, sabonete, kit limpeza e cobertor. Os suprimentos foram enviados a Angra dos Reis, Duque de Caxias, Mangaratiba, Belford Roxo, Petrópolis, Teresópolis e Seropédica.

Em Xérem, os donativos mais necessários atualmente são fraldas descartáveis infantil e geriátrica, roupas íntimas masculinas e femininas, roupas de bebê e criança, chupetas, mamadeiras, sacos de lixo, sal, óleo e pratos.

 

Ajuda federal

O prefeito de Duque de Caxias, Alexandre Cardoso, afirmou, na manhã desta terça-feira (8), que irá a Brasília ainda esta semana tratar com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, o recebimento da verba para o pagamento do aluguel social para as vítimas da chuva. Segundo o prefeito, a ideia é que as pessoas que tiveram suas casas afetadas pelas chuvas comecem a receber o aluguel social no início da segunda quinzena de janeiro.

O prefeito anunciou que vai solicitar R$ 30 milhões ao Ministério da Integração Social para o pagamento do aluguel social como também a recuperação de ruas e estradas da região. O aluguel social, segundo disse Alexandre Cardoso, será de R$ 500 e pago para cerca de 150 pessoas.Alexandre Cardoso afirmou também que conversará com o ministro sobre a urbanização das áreas afetadas pelo temporal.

O prefeito disse também que 150 casas localizadas às margens do rio Capivari deverão ser demolidas.

Alexandre Cardoso explicou que depende ainda de um decreto do governador Sérgio Cabral para começar a pagar a indenização de R$ 5 mil a cerca de 300 famílias para que estas comprem eletrodomésticos e móveis que foram destruídos durante as chuvas. 

Durante visita a Xerém nesta manhã, o prefeito de Duque de Caxias, atendendo pedidos de moradores, determinou que a Secretaria de Obras retire a lama e carros empilhados da rua Hilário de Souza Bastos.

Veja outros fatos que acontecem nesta quarta-feira



 

 


Shopping