R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Agosto de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias

Icone de Agenda do Dia Agenda do Dia

publicado em 17/09/2012 às 18h05: atualizado em: 17/09/2012 às 18h05

Pacto da Saúde é lançado em Santa Catarina

Serão investidos R$ 500 milhões na saúde dos catarinenses

Do R7
  • Texto: 
  • Aumentar a fonte da matéria
  • Aumentar a fonte da matéria

O Pacto pela Saúde é lançado nesta terça-feira (18), às 10h, no Teatro Governador Pedro Ivo, em Florianópolis. Serão investidos R$ 500 milhões na saúde dos catarinenses. O programa faz parte do Pacto por Santa Catarina, que prevê a aplicação de R$ 5 bilhões em setores básicos de atendimento à população como Infraestrutura, Segurança Pública, Educação, entre outros.

O Pacto da Saúde é uma ação de reestruturação da área que traz novos conceitos de gestão e de organização do sistema de saúde no Estado. O objetivo do programa é oferecer tratamento médico de alta resolutividade para atendimento de alta e média complexidade mais próximo da casa das pessoas. Isso pressupõe a descentralização do atendimento com a criação de 21 policlínicas (construção de 10 unidades e readequação de outras 11 já existentes) em pontos estratégicos do Estado.

Não será mais preciso atravessar Santa Catarina em busca de tratamento especializado ou exames em equipamentos especiais como ressonância magnética, por exemplo. A ideia é erguer uma torre ao lado de uma unidade hospitalar existente. Dessa forma, serviços administrativos de manutenção podem ser centralizados. Maior controle permite, além da padronização do serviço, redução de custo.

O Pacto da Saúde vai atacar duas frentes. A primeira contempla a construção, ampliação e reforma do Hospital Florianópolis, Hospital Governador Celso Ramos, Hospital Infantil Joana de Gusmão (Florianópolis), Novo Instituto de Cardiologia de SC e Hospital Regional de São José (São José), Hospital Regional Hans Dieter Schmidt (Joinville), Hospital Tereza Ramos (Lages), Hospital São Paulo (Xanxerê), Hospital Regional do Oeste (Chapecó), Hospital Marieta Konder Bornhausen (Itajaí), Hospital Waldomiro Colautti (Ibirama), Hospital Regional de Araranguá (Araranguá), e reforma dos hospitais Santa Tereza (São Pedro de Alcântara), Instituto de Psiquiatria (São José), Maternidade Catarina Kuss (Mafra), Maternidade Carmela Dutra (Florianópolis) e Maternidade Darci Vargas (Joinville). A segunda incluirá serviços de alta resolutividade com a construção de 10 policlínicas e a reforma de 11.

A expectativa do coordenador do Pacto por Santa Catarina, Murilo Flores, é de que as obras estejam concluídas em um período que pode variar de 1,5 ano até 3 anos, dependendo do projeto.

- O importante é que não construiremos um prédio, mas uma estrutura completa com equipamentos e pessoas capacitadas para atender a população. Temos os projetos, os recursos e a determinação para fazer.

Veja outros fatos que acontecem nesta terça



 

 


Shopping