Suspeito confessa morte de ex-agente penitenciário por achar que ele era informante

Laurêncio foi flagrado com drogas e confessou a morte

  • Bahia
  • Do R7

Laurêncio Francisco Souza Neto, mais conhecido como Ló, foi preso em Salvador depois de ser flagrado com drogas. Mas ao chegar na delegacia, nesta quinta-feira (18), ele confessou ter participado da morte de um ex-agente penitenciário.

Leia mais notícias no R7 BA

As informações foram divulgados pela Polícia Civil. O homem foi levado ao DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) com 32 dolões de maconha e 18 pinos de Cocaina.

Experimente grátis toda a programação da Record no R7 Play

No depoimento que prestou no departamento, Laurêncio confessou a sua participação na morte de  Ricardo dos Santos Costa, ocorrida no dia 1º de abril, deste ano. Ele e mais três comparsas executaram o ex-agente por acreditarem que ele era informante da polícia.

Assista à programação da Record TV 24 horas

Ainda de acordo com a polícia, a desconfiança surgiu quando Adailton Santos Souza, apelidado de Dal, que integra a quadrilha, foi preso.

Luan Silva Santos, o Luan BCL, preso no mês passado, também participou da morte de Ricardo. O DHPP já identificou os demais envolvidos no homicídio e solicitou a Justiça a prisão preventiva deles