R7.com

E-mail @R7
R7 E-mail
Usuário @R7.com
Senha
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Pinterest
  • Instagram
  • You Tube
  • RSS
  • Youops
Publicado em 19/08/2010 às 12:40

O país mais bem governado do mundo

fotoandreblog O país mais bem governado do mundo

Estamos todos muito acostumados com o modelo habitual de governo - presidente com muitos poderes, câmara, senado, juízes, supremo tribunal, eleições a cada quatro anos, e nós aqui embaixo assistindo os outros mandarem.

Não precisa ser assim. Existem outros modelos.

O país mais bem governado do mundo tem um sistema bem diferente. Ele é governado por um Conselho de 500 pessoas, 50 de cada um dos dez estados do país.

A seleção é feita por sorteio e o mandato é de um ano, sendo que ele só pode ser exercido duas vezes na vida - ou seja, nada de políticos profissionais. A cada 36 dias, um grupo de 50 exerce o poder.

No que consiste o trabalho do Conselho? Ele supervisiona o trabalho dos funcionários do governo, tanto civis como militares.

Além disso, o conselho dos 50 também convoca a Assembleia, pelo menos quatro vezes, durante cada período de 36 dias. Ou seja, a Assembleia ser reúne a cada nove dias.

Quanto ganha o participante do Conselho? Um salário equivalente a um pouco menos que o salário mínimo, só que neste país o salário mínimo é diário, não mensal.

Se fosse no Brasil, para as quatro reuniões que cada Conselheiro participa nos seus 36 dias, ele ganharia no total uns R$ 60,00.

É baixo de propósito. Porque se fosse um cargo muito bem pago, naturalmente ia se tornar um antro de vagabundos que não querem trabalhar. Deste jeito, é um dever a ser cumprido que pode até dar algum prejuízo para o Conselheiro.

Quem participa da Assembleia? Ora, qualquer cidadão. Basta ir até a praça principal da capital e votar, levantando da mão.

Para as decisões da Assembleia terem poder, o quórum mínimo é de seis mil cidadãos. E qualquer pessoa pode falar a qualquer momento nestes encontros.

Nestas mesmas reuniões são julgados os principais crimes. Acusado e acusador têm direito de falar e se defender. Nada de advogados ou juízes profissionais. As penas mais leves são multas.

A pior, a pena de morte, mas é muito rara. Políticos que aprontam são normalmente condenados a dez anos de exílio. Independente da gravidade do crime, o julgamento pode durar no máximo um dia.

E é proibido propor uma lei que vá contra a Constituição do país. E os pequenos crimes? São julgados por indivíduos.

Quem? Alguém que acusado e acusador concordem que fará um julgamento imparcial. Se eles não chegarem a um acordo, a Corte de Arbitramentos Públicos indicará um cidadão do país com 60 anos ou mais.

Perceba que tanto para crimes grandes como pequenos, a justiça é rápida e a probabilidade de um criminoso escapar porque tem dinheiro, ou de suborno dos jurados, é muito pequena.

É um país atrasado? Nada disso. Está entre os mais avançados do mundo. Aceita imigrantes de toda parte, que possuem total liberdade religiosa. É uma potência comercial e militar e centro cultural e científico de sua região.

É ano de eleição, e no Brasil temos muito orgulho da nossa democracia, e de fato avançamos bastante desde a ditadura militar - embora não na velocidade e amplitude desejáveis.

Mas precisamos ter uma visão mais aberta. Existem outras maneiras de exercer a democracia, e temos muito a aprender com elas.

Veja mais:

+ Leia o blog Eleições 2010
+ Veja a cobertura dos Jogos da Juventude - Cingapura 2010
+ Leia os principais destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Ir para o Topo