R7.com

E-mail @R7
R7 E-mail
Usuário @R7.com
Senha
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Pinterest
  • Instagram
  • You Tube
  • RSS
  • Youops
Publicado em 18/01/2011 às 13:13

Como medir o desenvolvimento de um país (e evitar enchentes)

A maneira mais comum de medir o desenvolvimento de um país é pelo crescimento de seu produto interno bruto, PIB. Ou variações. O PIB per capita. O poder de compra real de cada classe social. Que percentual da população tem esgoto, água encanada, eletricidade. Números, números, números.

Um método predileto da esquerda e odiado pela direita é o índice de igualdade. País desenvolvido seria aquele que tem a menor desigualdade entre as classes sociais. Ou seja: mais desenvolvido um país não tão rico, mas com pouca diferença entre ricos e pobres, que um país riquíssimo, com diferenças enormes.

Diferenças culturais sempre entram na discussão. Os americanos trabalham mais horas por ano e compram mais coisas. Os europeus trabalham menos horas e compram menos coisas. Mas os europeus gastam muito mais com comida que os americanos. Comida e tempo livre são itens mais importantes para um francês que para um ianque, sejam eles pobres ou ricos.

O Butão desenvolveu um índice nacional de felicidade, para guiar suas políticas públicas. Se fez muita piada sobre isso. Justo um país tão pobre como o Butão? Hoje, países como a França e a Inglaterra começam a incorporar métricas semelhantes - crescimento econômico não é tudo, mesmo para Sarkozy e Cameron.

Existem métodos que não envolvem tantos números. Você pode, por exemplo, listar quais países pagam os melhores salários para seus professores públicos e policiais. Tem um desses gurus modernos de business que recentemente propôs outro dado: se você quer saber se um país é civilizado, basta observar seu grau de tolerância com os homossexuais.

Esses dias um gringo observou: o Brasil não tem vulcão, furacão, tsunami; o único tipo de desastre natural que enfrenta são enchentes; e nem isso consegue enfrentar? Talvez uma boa maneira de medir o desenvolvimento de um país seja pela competência com que enfrenta esse tipo de catástrofe. As comparações com a Austrália chocam.

Mas as cenas do desastre na região serrana do Rio e a desconversa das autoridades me sugeriu outra maneira de medir o desenvolvimento de cada país.

Porque o Estado do Rio de Janeiro tinha informações precisas, há anos, sobre o perigo de catástrofe em Teresópolis e região. Catástrofe que de natural não tem nada. Podia ser evitada. Não foi por negligência criminal do governo do Estado e dos municípios atingidos.

New Image 4 Como medir o desenvolvimento de um país (e evitar enchentes)

Na televisão, este domingo, um secretário paulistano sobrevoava de helicóptero minha cidade. Garantiu que são 115 mil pessoas em situação de risco, morando em casas que podem desmoronar, serem soterradas ou tomadas pela água. E o que o governo vai fazer sobre isso, secretário?

New Image 2 Como medir o desenvolvimento de um país (e evitar enchentes)

Nada - seria muito caro, ia demorar anos, e quem garante que as mesmas áreas não seriam ocupadas novamente por outros?

New Image 3 Como medir o desenvolvimento de um país (e evitar enchentes)

Existe uma maneira simplicíssima de evitarmos novos desastres como os do Rio, São Paulo, Minas. Ou, em anos anteriores: Santa Catarina, Ilha Grande, etc.

É preciso responsabilizar financeiramente os governos responsáveis, e criminalmente os gestores públicos. Se prefeito, governador ou presidente sabem do grande risco à vida da população e elegem não agir, precisam responder por isso.

A maior parte da imprensa apoiou os atuais gestores dos estados do Rio, São Paulo, Minas Gerais. Não vai mandar para eles a conta desta desgraceira. Melhor condenar a natureza - como se não tivéssemos chuvas perigosas todos os anos em algum canto do país. A enxurrada de reportagens sobre solidariedade, voluntários, etc. é cortina de fumaça.

New Image 1 Como medir o desenvolvimento de um país (e evitar enchentes)

Você pode ajudar quanto quiser os desgraçados do momento. Talvez deva. Isso em nada vai impedir novas enchentes, novas mortes, novos prejuízos.

New Image 5 Como medir o desenvolvimento de um país (e evitar enchentes)
O curto prazo é garantir água, comida, remédios para quem precisa. E o longo prazo?

Eu acredito que a melhor maneira de medir se um país é desenvolvido é pela severidade das punições a seus governantes.

Veja mais:

+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7


Ir para o Topo