- André Forastieri - http://noticias.r7.com/blogs/andre-forastieri -

Os artistas do Brasil precisam ser mais Mick Jagger e menos Chico Buarque

Postado por aforastieri em 28 de julho de 2017 às 15:54 em Sem categoria | Nenhum comentário

jagger 81325a 616x427 Os artistas do Brasil precisam ser mais Mick Jagger e menos Chico Buarque [1]

Mick Jagger lançou duas músicas novas. Ambas têm forte conteúdo político. Mick escreveu no passado algumas das letras mais radicais do rock. Hoje tem 74 anos. É rico e famoso. Continua incomodado com a estupidez e a injustiça.

As músicas são boas? Jagger se permite efeitos e eletrônica impensáveis dentro dos Stones, que afinal são os Stones, uma banda de blues. "England Lost" é escancaradamente sobre o crescente isolamento do Reino Unido, sua saída da União Européia. "I went to see England but England Lost... I went to see England but it wasn´t there", diz o narrador fã de futebol, mas está falando do Brexit, da crise de refugiados, do establishment careta, carola, mentiroso. Ganhou vários remixes. Meu favorito [2] tem rap e lembra em trechos o Clash - "This is Radio Clash", "This Is England".

"Gotta Get a Grip" é menos interessante musicalmente, mas que letra. Não resisto a publicar inteira ali embaixo. Mas antes disso, te pergunto: porque no Brasil, com tantas razões para nossos músicos radicalizarem em suas letras, eles tão comportados? Não estou falando de denúncias genéricas contra violência policial, racismo, "o sistema" etc. Estou falando de ir pra cima dos nossos poderosos, de enfrentamento explícito.

É certo que o artista brasileiro se acostumou a depender das leis de incentivo e da simpatia dos diretores de marketing para financiar seus projetos, e não só na música. É uma das razões porque nossos grandes nomes são tão invertebrados. Não querem correr o risco de ofender ninguém, jamais.

Mas não estou falando da música que faz sucesso. Pode ser música que não faz sucesso nenhum, não está na TV, na FM, nem bombando no YouTube. Cadê nossa música de combate?

Botei hoje essa pergunta no Facebook, me recomendaram uma banda chamada Merda. Que tem uma música chamada "Roqueiro Reaça". Beleza, mas queria entender porque não há músicas contra Temer, 95% de desaprovação. Ou mesmo Dilma, quando ela era o vilão do momento. Quando Collor era presidente, os Garotos Podres bateram nele com uma música chamada "Fernandinho Viadinho". Politicamente incorreto - mas politicamente correto, uma porrada juvenil em um poderoso que ferrava o país.

No mesmo dia Chico Buarque, contemporâneo de Mick Jagger, lançou sua nova música. "Tua cantiga" é uma canção de amor, na linha que tantas que já fez, e não faz bonito na sua obra. Chico, o melhor letrista que o país já teve, dá cotidianamente a cara a bater, e já teve que aturar muita malcriação pela sua explícita rejeição do impeachment, da Lava-Jato etc. É injusto cobrar mais participação política de Chico. Mas impressiona a dissonância entre sua atuação pública e sua produção artística.

Palmas para os dois, pela sua disposição de continuarem arrumando tretas. São razão para esperança: você não precisa virar um bundão só porque está velho, enrugado e bem-de-vida. Mas se é para os artistas do Brasil se espelharem em alguém, torço que seja em Mick Jagger - um cara que sabe que o rock é sempre do contra, e que o melhor rock´n´roll nunca é só rock´n´roll.

Gotta get a grip

Beat it with a stick
Gotta get a grip
She goin' for the hit
THe world is upside down
Everybody lunatics and clowns
No one speaks the truth
And madhouse runs the town
Well you gotta get a grip
Beat it with a stick
You gotta get a grip

Everybody's stuffing their pockets
Everybody's on the take
The news is all fake
Let 'em eat chicken and let 'em eat steak
Let 'em eat shit, let 'em eat cake
You gotta get a grip
You gotta get a grip
You gotta keep it zipped
And shoot 'em from the hip
Yeah, yeah, you gotta get a grip
Beat it with a stick

I tried diversion and I tried coercion
Mediation and medication
LA culture and aquapuncture
Overeating and sex in meetings
Induced insanity, Christianity
Long walks and fast drives
And wild clubs and low dives
I pushed and I strived
But I can't get you, can't get you
Can't get you out of my mind
Gotta get a grip

Oh you, oh you
Oh you, beat it with a stick
Immigrants are pouring in
Refugees under your skin
Keep 'em under, keep 'em out
Intellectual, shut your mouth
Beat 'em with a stick
Oh you
Gotta get a grip
Gotta get a grip
Chaos crisis instability, ISIS
Lies and scandals, wars and vandals
Metadata scams and policy shams
Put 'em in a slammer
Gotta get a grip
Gotta get a grip
Come on

http://r7.com/Xw_S

  [3]
  [4]


Artigo impresso de André Forastieri: http://noticias.r7.com/blogs/andre-forastieri

Endereço do artigo: http://noticias.r7.com/blogs/andre-forastieri/2017/07/28/os-artistas-do-brasil-precisam-ser-mais-mick-jagger-e-menos-chico-buarque/

Endereços neste artigo:

[1] Imagem: http://noticias.r7.com/blogs/andre-forastieri/files/2017/07/jagger_81325a-616x427.jpg

[2] favorito: https://www.youtube.com/watch?v=o3CfxgXfDxo

[3]  : http://noticias.r7.com/blogs/andre-forastieri http://noticias.r7.com/blogs/andre-forastieri/2017/07/28/os-artistas-do-brasil-precisam-ser-mais-mick-jagger-e-menos-chico-buarque//emailpopup

[4]  : http://noticias.r7.com/blogs/andre-forastieri http://noticias.r7.com/blogs/andre-forastieri/2017/07/28/os-artistas-do-brasil-precisam-ser-mais-mick-jagger-e-menos-chico-buarque//print