Vacina contra Alzheimer

foto 1 Vacina contra Alzheimer

Pesquisadores do Centro de Investigação Biomédica EuroEspes desenvolveram uma vacina contra a doença de Alzheimer. A vacina EB-101 já foi testada, com resultados promissores, em ratos transgênicos. A equipe está preparada para começar dentro de três meses ensaios clínicos em humanos, que poderão durar entre seis e oito anos.

A vacina tem duas versões: preventiva e terapêutica. Segundo os pesquisadores espanhóis, os animais que foram imunizados não desenvolveram a doença, nem sofreram desordens imunológicas.

No modelo terapêutico, conseguiu-se conter a degeneração mental e reduzir-se os traços patogénicos que caracterizam o cérebro do paciente (depósitos de beta-amilóide, emaranhados neurofibrilares, reacções neuro-inflamatórias). Para seus criadores, a vacina poderá duplicar a esperança de vida dos doentes. Não apenas prolongar a sobrevida, mas proporcionar aos afetados pela doença, dignidade e melhor condição de saúde.

No Brasil não há dados sobre a incidência da doença de Alzheimer, entretanto, a partir de dados do IBGE, pode se estimar em 1,2 milhões de pessoas com a doença, com cerca de 100 mil novos casos por ano. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, o Alzheimer e as desordens relacionadas afetaram cerca de 36 milhões de pessoas em todo o mundo em 2010.

Veja mais:
+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7