Vive-se mais, com pior saúde

Estudo realizado pelo Instituto de Métrica e Avaliação em Saúde e pela Universidade de Washington, Estados Unidos aponta que doenças crônicas, causadas por  hipertensão, tabagismo e obesidade, vem aumentando no mundo ao longo dos últimos 20 anos.

Atualmente, a população mundial vive mais,  porém com menos qualidade de vida.

O estudo, publicado na revista Lancet, analisou os quadros de saúde de 180 países. O trabalho é considerado o maior já feito para descrever as doenças e os fatores de risco ao redor do mundo.

Verificou-se que a hipertensão é o maior fator de risco para a saúde e responde por 9 milhões de óbitos no mundo em 2010, seguido de tabagismo e  alcoolismo. Cerca de 5 milhões de pessoas foram a óbito em 2010 em todo o mundo por doenças associadas à bebida.

hipertensao hg Vive se mais, com pior saúde

Outro fator de risco para a saúde  é o excesso de peso decorrente de maus hábitos alimentares e sedentarismo.  O sobrepeso foi responsável por três milhões de mortes ao redor do mundo em 2010.

"Precisamos refletir sobre nosso futuro, como a vida será nossa qualidade de vida aos 70 ou 80 anos. Este estudo chama atenção para a necessidade de políticas de saúde tendo em vista esta nova realidade”, comenta Christopher Murray, diretor do Instituto de Métrica e Avaliação em Saúde.

Veja mais:

+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7