Publicado em 17/10/2017 às 06h55

Acontecia de tudo nos famosos plantões policiais do Doutor Gravatinha

Por Renato Lombardi A Praça da Sé, nos anos 60, era ponto de encontro de namorados, políticos, comerciantes, jogadores de futebol, garçons e até dos românticos batedores de carteiras, verdadeiros artistas. O que acontecia na praça era registrado... Continue lendo

Publicado em 11/10/2017 às 12h48

Português é demitido, mata o patrão, a esposa e ganha apelido curioso da polícia

Por Percival de Souza Cheguei pela manhã ao pequeno prédio no bairro dos Campos Elíseos, sede de uma famosa fábrica de tecidos, a Mitidieri. Numa das salas, dois homens mortos. Tiros. Lá dentro, ainda, o assassino — um senhor de idade,... Continue lendo

Publicado em 05/10/2017 às 06h59

Marcelinho, de 13 anos, assassinou seus pais policiais e se matou. Por quê?

Por Renato Lombardi A dúvida ainda persiste na cabeça dos familiares. Passados quatro anos e um mês, tios e primos não acreditam que um menino de 13 anos pôde matar os pais, que eram policiais militares — ele da Rota —, a avó materna que ele... Continue lendo

Publicado em 02/10/2017 às 08h43

Massacre do Carandiru: quando feridos agonizavam junto aos mortos

Por Percival de Souza A Casa dos Mortos, não a de Dostoievski, mas a dos 111 da Detenção, é uma construção de paredes que continuam — jurídica, social e institucionalmente — frágeis. 25 anos depois, ainda é tempo de percorrer os túneis do... Continue lendo

Publicado em 29/09/2017 às 10h44

Quase 30 anos depois, quem é o assassino da Rua Cuba?

Por Renato Lombardi O plantão na véspera de Natal indicava que seria um dia calmo. Mas o telefone toca. Era o rapaz que trabalhava no setor de rádio escuta do  jornal. O Estadão, onde eu trabalhava, tinha uma central de informações onde... Continue lendo

Publicado em 28/09/2017 às 10h56

O violento e sedutor Bandido da Luz Vermelha saiu da prisão para morrer nas ruas

Por Percival de Souza Demorou para ser definido o apelido que tornaria o Bandido da Luz Vermelha, nos anos 60, uma celebridade no mundo do crime. Usando de vez em quando, mas não sempre, uma lanterna vermelha para assustar as vítimas, ele começou... Continue lendo

Publicado em 26/09/2017 às 14h15

Ex-prostituta, Elize Matsunaga matou e esquartejou o marido para se vingar de ameaça cruel

Por Percival de Souza Palavras ferem. Palavras sensibilizam. Palavras podem ser mortíferas. Palavras podem ser restauradoras. Os peixes morrem pela boca. O empresário Marcos Kitano Matsunaga, diretor do império de alimentos Yoki, também morreu pelo... Continue lendo

Publicado em 25/09/2017 às 11h27

Encontrado com silicone no peito, o esquartejador Farah morreu de maneira macabra

Por Renato Lombardi A cena impressionou até o mais experiente dos policiais, o delegado Nico Gonçalves. Sobre a cama naquele sobrado de Vila Mariana, na zona sul de São Paulo, todo fechado com grades e circuito de câmeras, estava o corpo do homem... Continue lendo

Publicado em 22/09/2017 às 09h22

Truculência do coronel Erasmo Dias irritou até os policiais militares

No post anterior aqui do Arquivo Vivo você viu Percival de Souza comentando os 40 anos da invasão da PUC-SP promovida pelo coronel Erasmo Dias. Agora é a vez de conhecer uma outra história deste mesmo personagem. Acompanhe. Por Renato Lombari... Continue lendo

Publicado em 20/09/2017 às 11h16

Há 40 anos, o coronel Erasmo Dias jogava bombas em alunos da PUC-SP

Por Percival de Souza O coronel Antonio Erasmo Dias estava furioso. Antes do setembro de 1977 chegar, estudantes arrancaram um enorme cartaz, anunciando a exibição do filme King Kong, exposto em frente ao antigo cine Marrocos, na rua Conselheiro... Continue lendo

Percival de Souza

É um dos mais reconhecidos jornalistas investigativos da imprensa brasileira. Com mais de 50 anos de carreira, Percival ganhou quatro prêmios Esso de jornalismo, o principal do País, e um Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Estreou na profissão na Folha de S. Paulo, passou por Quatro Rodas, foi um dos fundadores do Jornal da Tarde e também teve passagem pelo Notícias Populares. É autor de 18 livros, entre eles “Autópsia do Medo”, “Narcoditadura”, “Eu, Cabo Anselmo”. Desde 2003, atua como comentarista de segurança da Record TV.

Renato Lombardi

Italiano radicado no Brasil desde os 7 anos de idade, Lombardi é um dos grandes repórteres policiais das últimas décadas. Foi ganhador dos prêmios Esso de reportagem, Prêmio Jornal O Estado de S. Paulo de jornalismo e Príncipe das Astúrias (Espanha). Formado em jornalismo pela USP, começou como repórter do Notícias Populares, foi repórter especial de O Globo e trabalhou por 27 anos em O Estado de S. Paulo, sempre cobrindo as áreas de Segurança e Justiça. Teve passagem pela TV Bandeirantes e pela TV Cultura. Desde 2009, atua como comentarista de segurança da Record TV.

Publicidade

Home de Blogs +