Veja abaixo a reação de alguns políticos à inclusão de Lula na lista dos 25 líderes mais influentes do planeta:

“Com Lula, o Brasil ganhou importância política e econômica no exterior. Esse reconhecimento do mundo da liderança do Lula e agora pelo Time é motivo de comemoração.”Deputado Cândido Vaccarezza (PT/SP), líder do PT na Câmara

“Deve ser uma demonstração de simpatia pelo Brasil, pela origem do presidente, pelo seu passado tão bonito, enfim... Eu sou diplomata de carreira e não estou aqui para oba-oba, não faço parte de claque, de bateção de palma, não sou cabo eleitoral. Sei o que estou falando. Líder influente é o que mexe com o balance of power. Aproveito para dizer que a política externa está totalmente equivocada.” Senador Artur Virgílio (PSDB/AM), líder do PSDB no Senado

“Lula está sendo reconhecido porque realiza um esforço de grande relevância pela paz mundial.” Senador Eduardo Suplicy (PT/SP)

“Eu fico encantado. Estamos vivendo uma época inédita na história do Brasil. Por outro lado, Obama andou tomando atitudes duras lá. A popularidade dele vem caindo. O pessoal, para não deixar o Obama ganhar, votou no Lula.” Senador Pedro Simon (PMDB/RS)

“Para vocês é alguma surpresa?” Celso Amorim, Ministro das Relações Exteriores, respondendo aos jornalistas sobre a lista de Time.

“O presidente Lula é muito maior que qualquer um destes cargos.” Celso Amorim, perguntado se o título ajuda Lula a ser escolhido Secretário Geral da ONU.

“É bom para o Brasil que ele seja reconhecido desta maneira. E é algo que não temos porque não comemorar. Muito bem, presidente! Temos certeza de que o presidente Lula é alguém que tem liderança, que se impõe como líder aqui no Brasil e fora dele. Mas não temos necessariamente de concordar com muitas coisas que ele faz aqui e outras que faz lá fora. São coisas diferentes.” Senador Sérgio Guerra, presidente do PSDB