Quando a seleção brasileira entrar em campo na África do Sul, o funcionalismo público estará diante da TV, assim como boa parte da nação, mas não poderá enforcar o dia de trabalho. O exemplo promete ser dado pelo próprio presidente Lula. De qualquer maneira, o Brasil deve ser o único país do mundo em que o Ministério do Planejamento baixa uma norma regulando a folga, ainda que parcial – o que confirma que aqui futebol é quase uma questão de Estado.

Para evitar que os dias das partidas do Brasil na Copa se transformem em feriado nacional para o funcionalismo, por portaria, o Planejamento determina que, quando as partidas acontecerem às três e meia, o expediente nas repartições públicas será encerrado às duas da tarde. Já quando os jogos acontecerem às onze da manhã, o expediente será interrompido às dez e meia e recomeçará às duas e meia da tarde. Resta saber se a regra será respeitada nos casos de vitória do Brasil, quando é quase impossível conter a comemoração da torcida, regada a álcool e a manifestações de rua.

A portaria destaca que o horário especial não vale para a Presidência da República, que se encaixa nos serviços considerados de natureza essencial e contínua.

Um torcedor fanático, o presidente Lula,  promete cumprir a norma. Já disse em entrevistas que vai assistir  aos jogos que ocorrerem perto do horário do almoço em sua residência oficial, o Palácio da Alvorada, e depois voltará normalmente ao trabalho. Quando as partidas acontecerem à tarde, Lula promete acompanhá-las em seu gabinete, na sede provisória do governo.

Abaixo, a quase inacreditável portaria do Ministério do Planejamento, assinada pelo Secretário-Executivo da pasta, João Bernardo de Azevedo Bringel

“Ministério do Planejamento,Orçamento e Gestão

SECRETARIA EXECUTIVA
PORTARIA No- 491, DE 7 DE JUNHO DE 2010
O SECRETÁRIO EXECUTIVO DO MINISTÉRIO DO
PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso de suas atribuições,
com vistas a possibilitar que os servidores públicos federais
acompanhem a transmissão dos jogos da Seleção Brasileira de Futebol
na Copa do Mundo FIFA 2010, resolve:


Art. 1º Estabelecer, em caráter excepcional, os horários de
expediente dos órgãos e entidades da Administração Pública Federal
direta, autárquica e fundacional, nos dias de jogos da Seleção Brasileira
de Futebol na Copa do Mundo FIFA 2010, de acordo com as
seguintes regras:


I - nos dias em que os jogos se realizarem às 15:30 (horário
de Brasília), o expediente encerrar-se-á às 14:00;
II - nos dias em que os jogos se realizarem às 11:00 (horário
de Brasília), o expediente será interrompido às 10:30 e recomeçará às
14:30.
§ 1º O disposto no caput não se aplica nos casos de serviços
essenciais de natureza contínua.
§ 2º As horas não trabalhadas deverão ser objeto de compensação

+ Veja as principais notícias do dia