Logo mais às 11h30 da manhã, o candidato a candidato a vice, Michel Temer (PMDB/SP), vai pessoalmente ao escritório de campanha de Dilma Rousseff para um encontro com a petista. Temer estará acompanhado dos principais caciques do PMDB na Câmara e no Senado, entre eles José Sarney.

No encontro, os pemedebistas farão a entrega oficial das propostas do partido para o programa de governo da pré-candidata. O documento traz 68 páginas com as principais diretrizes da legenda para a próxima gestão – nada que represente, é claro, nenhuma ruptura ou inovação ao que foi o governo Lula até aqui, do qual o PMDB participou, inclusive com ministérios.

O partido, cuja fama de fisiológico transformou-se em sua maior marca, tenta com isso demonstrar que não está apenas interessado nos poderosos cargos que administram verbas milionárias no Executivo, mas que pretende assumir, juntamente com os demais integrantes da aliança petista, a tarefa de garantir a governabilidade.

O encontro é também uma oportunidade fotográfica, antecedendo as convenções partidárias que acontecem neste final de semana. A partir da oficialização da aliança é esperada uma maior integração dos pemedebistas ao QG de Dilma, e uma conciliação de agendas entre a pré-candidata e seu vice, que deverá passar a  viajar com a petista.

+ Veja as principais notícias do dia