Para evitar novos problemas com a Justiça Eleitoral, o presidente Lula nesta sexta, em Bogotá, não fez elogios ao desempenho de sua candidata, Dilma Rousseff, no debate entre os presidenciáveis. Esquivou-se de comentar o desempenho individual dos outros concorrentes, e surpreendeu ao se declarar frustrado por não ser um dos debatedores.

Lula não esclareceu se ficou insatisfeito com a defesa de seu governo ou com a apresentação dos resultados de sua gestão, mas afirmou: “fiquei sinceramente frustrado de não me ver ali de pé debatendo", confessando-se triste por estar ausente pela primeira vez de um debate presidencial dos últimos vinte anos.  O petista, no entanto, não compareceu a nenhum evento do tipo, quando candidato à reeleição em 2006.

Sem mencionar especificamente o desempenho de Dilma, Lula preferiu comentar a qualidade do debate, que segundo ele, depende da pergunta que um candidato faça ao outro.  “É normal que as pessoas fiquem ansiosas porque é sempre uma novidade” - declarou, acrescentando que o “nível foi bom” e que “todos passaram no teste”.

Veja mais:

+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7