Levar os mais de 135,8 milhões de brasileiros às urnas vai custar aos cofres públicos R$ 480 milhões de reais, trinta milhões a mais que a eleição de 2006. O gasto é inferior à verba reservada no orçamento, de R$ 549  milhões. Considerando o número total de eleitores, significa dizer que cada voto custará cerca de R$ 3,56 – valor que está sendo reduzido a cada eleição. Em 2006, o custo por voto foi de R$ 3,58, e em 2002, de R$ 4,31.

Só o transporte das urnas, inclusive a locais de difícil acesso, custará R$ 35 milhões.  Outros R$ 82 milhões serão gastos em lanches para os mais de dois milhões de mesários escalados para trabalhar nesta eleição.

Um dos investimentos mais importantes diz respeito ao equipamento utilizado pela Justiça Eleitoral para transmissão de dados via satélite. É este sistema que possibilita que os dados sejam computados na central de apuração do TSE, em Brasília, em poucas horas após o fim da votação.

Veja mais:

+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques
+
Todos os blogs do R7