O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Basrbosa, afastou, em entrevista nesta quinta, qualquer risco de abuso na formulação de normas que busquem o controle da atividade de imprensa e da mídia em geral. O ministro ressaltou que existe uma "incontrolável tentação tirânica da maioria" e lembrou que Judiciário existe para garantir o equilíbrio entre as instituições.

Ressalvando que não desceria a detalhes "sobre medidas em cogitação", Barbosa destacou que a Justiça entrará em ação contra iniciativas que afetem a liberdade de imprensa: "Se isso ocorrer, num país com instituições consolidadas como o Brasil, existe uma instituição para impedir, que é o Judiciário. Qualquer tentativa de domesticar a imprensa, poderá ser coibida pela mesma via."

Desde o início do julgamento do mensalão, setores do PT defendem como prioridade a criação de normas para controlar a mídia. A idéia chegou a constar como prioridade em nota oficial do comando da legenda, em reação a condenações de ex-dirigentes e ao que petistas classificam de campanha para "acabar com o partido".

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com