Considerado um dos políticos mais habilidosos da cena brasileira, Renan Calheiros obteve o improvável: reconquistou o cargo do qual foi apeado há cinco anos, arrastado por um escândalo que durante longos sete meses pareceu liquidar com sua carreira política. O alagoano fecha agora um ciclo, marcado pelo obstinado e permanente trabalho para recuperar o que perdeu. Para isso, abandonou os holofotes desde o primeiro dia, e dedicou-se exclusivamente ao trabalho de articulação política, agregando-se a Sarney e trabalhando pelos interesses governistas.

Conciliador e discreto, Calheiros driblou as acusações que agora voltam a bater-lhe à porta e sinaliza que dedicará o mandato de presidente para tentar o resgate da própria imagem. Vai precisar administrar a oposição que acaba de derrotar. Foram apenas 18 votos para o candidato adversário, Pedro Taques, que busca identificar-se com a imagem de independente e renovador. Especialista na gestão de interesses e conflitos, terá também de garantir a satisfação da maioria que o elegeu.

No discurso da vitória, o novo presidente enviou sinais em diversas direções. O primeiro deles, claro, de agradecimento ao padrinho Sarney. Outros buscam reafirmar a independência do Senado em relação ao Executivo, como a batida crítica às medidas provisórias e as promessas de votar vetos presidenciais e mudar regras de aplicação do orçamento. Nada que de fato assuste o Planalto. Faz parte do espetáculo.

Não faltaram ainda afagos à presidente Dilma Rousseff, promessas de trabalhar pela melhoria do cenário econômico, garantias de transparência nos gastos do Senado, e até um longo aceno pacificador para a imprensa - seu algoz de sempre. É o velho e tarimbado Renan Calheiros, em mais um esforço de conciliação geral e de agradar a todos. Só não se sabe se a estratégia terá sucesso e por quanto tempo.

Renan Calheiros arrancou uma segunda chance - coisa rara na política. Estará em suas mãos o resgate de si próprio.

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com