cha verde Chá verde ajuda a reduzir gordura, mas tomar após a refeição pode te prejudicarVocê conta com a ajuda alimentos termogênicos? Aqueles que os especialistas dizem que podem ajudar a acelerar o metabolismo e potencializar a perda de peso?

Os mais comuns são os chás, os cafés, a canela, o gengibre, a pimenta....Porém, de acordo com a nutricionista do Vigilantes do Peso Gabriella Gachet, ainda não existem muitos estudos que apontem exatamente como esses alimentos funcionam, a dose exata necessária para trazer algum benefício à saúde e a melhor forma de serem consumidos. Porém, ainda assim, são alimentos que trazem certos benefícios ao organismo, auxiliando de alguma maneira na perda de peso.

Veja a seguir o que diz a nutricionista:

Chá verde –  tem compostos bioativos, o que significa que provoca benefícios ao corpo humano, entre eles substâncias com ação antioxidante, anti-inflamatória e termogênica. Possui substâncias chamadas polifenóis que auxiliam na redução da absorção de gordura e no envio de sinais de saciedade, o que auxiliaria no processo de perda de peso. Porém, alguns compostos, podem prejudicar a absorção de certos nutrientes provenientes da alimentação, então o seu consumo deve ser feito longe do almoço e jantar.

Chá de hibisco – não possui ação termogênica. Por ser muito diurético, ele faz com que a retenção de líquidos no organismo seja reduzida, o que dá a sensação de diminuição de inchaço, o que é diferente de perda de peso. Além disso, possui compostos antioxidantes, que contribuem para a prevenção do envelhecimento precoce e de doenças cardiovasculares.

Café – possui cafeína, substância altamente estimulante. Por isso, é associado a uma maior disposição para a prática de atividades físicas. Porém deve ser consumido com cuidado, principalmente por pessoas com problemas de pressão ou cardíacos.

Canela, gengibre e pimenta – estão associadas a um aumento da temperatura corporal e aceleraria o metabolismo. Assim, daria um efeito termogênico.

Óleo de coco – apesar de muitos acreditarem que auxilia na perda de peso, até hoje nenhum estudo apontou se realmente esse benefício é real. Recentemente, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia lançou um posicionamento contra o uso de óleo de coco com função de emagrecimento, já que, o óleo de coco possui gorduras saturadas em quantidades elevadas, o que pode aumentar o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.