fome Como pouco e não emagreço. O que faço de errado?

Gente, eu como pouco e tenho muita dificuldade para emagrecer. Estou a pouco mais de um mês do meu casamento e gostaria de estar magra (BEM MAGRA) rsrs. Mas não sei o que rola comigo. =( Corto várias comidinhas gordas, e mesmo assim tenho dificuldade em perder peso. Essa não é só uma reclamação minha!! Tenho várias amigas que sofrem com o mesmo problema.

Mas o que será que ocorre com nosso corpo?

Para entender, conversei com o médico nutrólogo e neurologista Rafael Higashi e a explicação é simples:

— Existe no nosso organismo uma taxa metabólica de repouso, que representa a quantidade de calorias que queimamos para viver. Algumas pessoas têm essa taxa baixa, independente da atividade que estão fazendo, por isso enfrentam mais dificuldade para perder peso. A boa notícia é que essa taxa pode ser modificada com o auxílio de algumas estratégias.

É o famoso metabolismo lento em que a queima calórica durante 24 horas mais baixa do que deveria, me disse o médico.

Idade pesa mesmo viu!

Segundo  Higashi, a partir dos 30 anos as pessoas têm mais dificuldade para perder peso (que é o meu caso). Pois, a partir dessa idade “a gente começa a envelhecer, então, os hormônios começam a diminuir lentamente. E essa queda está associada à diminuição da taxa metabólica de repouso”.

Uma das sugestões do especialista para reverter esse quadro é investir na dieta VLCD proteinada (very low caloric diet ou dieta de baixa caloria em português), que costuma ser indicada para quem sofre de metabolismo lento e precisa emagrecer. Confesso que não conheço, mas achei interessante.

— É uma dieta bastante restrita em calorias. Ela atua oferecendo poucas calorias e, sendo à base de proteína de alto valor biológico, faz com que o organismo gaste mais calorias para digerir esse alimento e transformá-lo em energia, aumentando a taxa metabólica de repouso do paciente.

Mas antes de seguir essa ou qualquer outra dieta, você deve procurar ajuda médica para saber o que é mais eficiente e saudável para você, garante o nutrólogo.

— O médico está apto para lidar com o emagrecimento de uma maneira global. O organismo é um sistema complexo, então, além do sobrepeso, o paciente pode ter outros problemas, como artrose, gordura no fígado, hipertensão e colesterol alto, e o médico está habilitado para cuidar da saúde do paciente como um todo. Especificamente, no caso das VLCD, por exemplo, é um tipo de dieta que não pode ser utilizada por conta própria, porque exige suplementação vitamínica, hidratação correta e orientação específica de atividade física.

Além disso, Higashi diz que para emagrecer com saúde o ideal é ir atrás de ajuda de uma equipe multidisciplinar, em que serão consideradas a alimentação, exercícios físicos, equilíbrio vitamínico e hormonal, além de questões neuropsiquiátricas, como quadros de ansiedade, compulsão e depressão.

Eu já marquei minha consulta e você?