febre amarela Vacina é maneira mais eficaz de prevenir febre amarela. Já tomei a minha Mora na cidade de São Paulo, próximo ao Horto Florestal, na zona norte, e ainda não tomou sua vacina de febre amarela? Então, você precisa ir.

Eu já tomei a minha na sexta-feira (3) na UBS Horto. Sou da zona norte de São Paulo (na verdade, vivo no bairro de Santa Terezinha, um pouco mais longe do parque), mas me adiantei para poder contar a minha experiência para vocês.

Aliás, antes de continuar aqui, vale explicar: a Prefeitura de São Paulo faz uma campanha preventiva de vacinação contra a doença, após um macaco bugio ter sido encontrado morto no parque no dia 21 de outubro. Mais de 500 mil pessoas já foram imunizadas em 15 dias e, agora, a ação está na 2ª fase voltada para pessoas que vivem a 1km do parque. Haverá também 3ª fase, que irá se estender para toda a zona norte.

Quem não mora na zona norte e vai viajar para regiões consideradas de risco, pode tomar o imunizante nos demais postos de São Paulo. Veja a lista completa aqui!

Clima de tranquilidade

Cheguei logo após a abertura do posto, às 8h10. No feriado não havia filas, cenário muito diferente dos últimos dias. Bati um papo com quem esperava comigo e o clima era de tranquilidade, também bem diferente da primeira semana. Aliás, confesso que fiquei surpresa, pois, de forma geral, elas bem conscientes de que os casos de morte (até o momento) se restringem apenas aos macacos.

Ao chegar na sala de vacinação, havia quatro funcionários. Dois preparavam os insumos (instrumentos para vacinação) e outros dois aplicavam a vacina. Tudo muito organizado, higiênico e rápido.

Aliás, confesso que foi das vacinas que menos senti dor. Geralmente, o braço fica meio pesado por alguns minutos. Mas dessa vez, isso não aconteceu. Deve ter sido a mão leve da moça que aplicou em mim [risos].

Tive reação?

Como tomei a vacina há apenas três dias, ainda não posso contar para vocês se vou ou não ter alguma reação (espero que não). Os efeitos colaterais graves são raros. Não é frequente a ocorrência de reações no local da aplicação. Mas 5% da população pode desenvolver sintomas como febre, dor de cabeça e dor muscular de cinco a dez dias.

Uma amiga minha, Rosana Furlanis, teve má sorte. Ela, que se vacinou na primeira semana de campanha começou a ter mal-estar três dias após a aplicação: “Comecei a sentir leve dor de cabeça com dores nas juntas e um cansaço imenso. No dia seguinte foi se amenizando e passou dois dias depois”.

Dose única e quem não deve se vacinar

A vacina contra a febre amarela é a maneira mais eficaz de se prevenir e controlar a doença, já me explicou o vice-presidente da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), Renato Kfouri. O imunizante tem eficácia de 95% a 99%.

A recomendação é para crianças a partir dos nove meses de idade. Basta apenas uma dose para ter a proteção para toda a vida, de acordo com recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde). Se você não lembra se tomou, não tem problema, pode tomar novamente.

Porém, nem todo mundo deve se vacinar. Há um grupo de pessoas que deve procurar orientação médica, antes de procurar o posto de saúde para se imunizar. São elas: grávidas, crianças com menos de seis meses, idosos, pessoas que têm imunidade baixa, pessoas com câncer, que fazer radioterapia, pessoas com HIV, pessoas que tomam corticoide e supressores, pessoas que tem alguma doença cardíaca.

Sintomas e tratamento

Na maioria dos casos, a febre amarela não provoca sintomas. Quando provoca são calafrios, dor de cabeça, dores nas costas e no corpo, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. Os primeiros sintomas aparecem de três a seis dias depois da infecção.

Não há tratamento para febre amarela, apenas para aliviar os sintomas.

NÃO DÊ BOBEIRA, tome LOGO A SUA vacina!