distrito federal

E a farra dos caminhões continua!

Quase um ano depois que denunciamos a farra dos caminhões em Águas Claras (DF), quase nada mudou por lá! Quer dizer... mudar, até mudou... para pior! A qualquer hora, do dia ou da noite, você é obrigado a desviar dos caminhões parados no meio da via PÚBLICA!

Nesta terça-feira (27), por exemplo, contei nada mais nada menos que 12 caminhões estacionados ao longo da Avenida Castanheiras (Uma das principais da cidade). Você seguia na faixa da direita e, do nada, era obrigado a desviar para a faixa central. Pouco mais a frente, os carros da esquerda também eram obrigados a desviar para o centro. E foi assim ao longo de toda a extensão da pista!

Tinha de tudo! Desde os já famosos caminhões das construtoras, velhos conhecidos dos motoristas de Águas Claras, até caminhões de entregas de móveis, de frutas, de gás, de refrigerante famoso.... Só não encontrei o trenó do Papai Noel por que o Natal já passou.

Aí o motorista se pergunta: "Cadê a fiscalização?"

Quer a resposta? Basta parar o seu carrinho de passeio em qualquer lugar da cidade, para ver brotar viaturas por todos os lados! VOCÊ terá que desembolsar até R$ 127,69, para pagar a multa por ferir o artigo 181 do Código de Trânsito Brasileiro: "Parar na área de cruzamento de vias, prejudicando a circulação de veículos e pedestres". Nesse caso, além perder o dinheiro, o condutor ainda comete infração grave, e recebe cinco pontinhos na habilitação!

Mas, e quanto aos caminhões? Quem fiscaliza? Quais as penalidades?

Repassei a pergunta para o Departamento de Trânsito do Distrito Federal. Segundo o Detran/DF, "90 agentes, distribuídos em escalas diuturnas, são destacados para o policiamento e fiscalização de trânsito na Região Oeste, que compreende Taguatinga, Ceilândia, Brazlândia, Samambaia, Águas Claras e Vicente Pires. E, sempre que flagrados em discordância com o estabelecido no Código de Trânsito Brasileiro, os veículos estacionados nas vias são autuados". Porém (aqui vem o X da questão) "em alguns casos, as construtoras possuem autorização da Diretoria de Engenharia do Detran para parar os veículos na via".

E os caminhões de entregas? E os caminhões de mudança? E o trenó do Papai Noel?

Ou seja: Eles podem e vocês não! Coisas do nosso querido quadradinho!!!

Novos radares identificam irregulares

Atenção você que está em débito com os órgãos de trânsito, ou roda por aí, contando com a sorte, para não ser pego por alguma irregularidade no veículo! A partir de fevereiro vai ficar quase impossível driblar a fiscalização do Departamento de Trânsito do DF. É que deve ser concluído no próximo mês a instalação da nova central de monitoramento do Detran.

Ao todo, 206 novos radares devem estar em pleno funcionamento nos próximos dias. Além do "feijão com arroz" feito pelos conhecidos pardais, o novo equipamento apresenta uma série de novidades tecnológicas. A principal delas é Registro Ótico de Caracteres (OCR), que permite, além da leitura das placas, a identificação imediata da situação do veículo - se ele está com o IPVA em dia, se tem multas em aberto, se o carro foi roubado, etc... Uma mão na roda para as autoridades de segurança. As informações serão repassadas para as viaturas mais próximas, e o veículo poderá, até, ser interceptado.

Segundo dados do Detran, quase 40% da frota que roda pelo Distrito Federal circula por aí com algum tipo de pendência! Se você é proprietário de um desses carros é bom correr (no bom sentido, é claro!) para regularizar seu possante! É que se ele for flagrado por um dos pardais e parado na fiscalização, você terá que desembolsar mais R$ 191,54, além dos 7 pontos extras na habilitação.

Pardais “inteligentes” não deixam escapar nada!

Se você é daqueles motoristas que acham que uma olhadinha no Whatsapp enquanto dirige não vai te fazer mal, cuidado! Mais de vinte “olhos” eletrônicos estão vigiando você e os outros 1,5 milhão de motoristas que dirigem pelas Estradas Parque do DF. As câmeras de monitoramento do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) não deixam escapar nada! Além do uso do celular, as lentes também registram as ultrapassagens indevidas, o trânsito pelos acostamentos, os excessos de velocidade, faróis ou luzes de freio queimadas e até a falta do cinto de segurança – inclusive no banco de trás!

É isso mesmo!

Absolutamente nada escapa! As imagens captadas em vias como a EPTG, EPNB, EPIA, EPGU e Estrutural são enviadas para uma central de monitoramento onde agentes do DER acompanham tudo, 24 horas por dia. Os flagrantes ficam armazenados por até 30 dias e podem ser usados, caso solicitados.

Desde o início do ano passado, as imagens feitas pelo monitoramento eletrônico passaram a ser usadas para a emissão de multas de trânsito. Elas têm a mesma validade dos flagrantes feitos pelos agentes. O infrator recebe o “bilhetinho” em casa com direito aos pontos na carteira e tudo mais!

Além das multas, as câmeras ajudam no controle de tráfego. Caso aconteça algum acidente, a central consegue deslocar agentes para o local no menor espaço de tempo possível e, ainda, sugerir alternativas para aliviar o trânsito.

Agora que você já sabe, muito cuidado na próxima vez que pensar em teclar ou falar ao telefone – mesmo enquanto o veículo estiver parado no congestionamento!

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com