distrito federal

Bandidos estupram e matam empresária para roubar rodas do carro

preso 300x228 Bandidos estupram e matam empresária para roubar rodas do carro

Ednei Hilder Manoel (24) contou para a polícia detalhes de como estuprou e matou empresária.

Mais um crime bárbaro registrado no Entorno do Distrito Federal. Depois que o DF no Ar mostrou, nesta quinta-feira (17), o sequestro de uma mulher em Valparaíso de Goiás, a polícia civil recebeu várias denúncias anônimas. Uma delas levou os agentes até uma fazenda nos arredores de Cristalina (140 km de Brasília). Lá, eles encontraram o corpo da empresaria Cleonice Marinho de Araujo (44 anos). Ela foi morta com requintes de crueldade. Foi esfaqueada e teve o corpo carbonizado. Antes, segundo a polícia, ainda foi abusada sexualmente por três criminosos, que teriam sequestrado Cleonice apenas para roubar as rodas do carro da empresária.

As denúncias anônimas também levaram a polícia aos suspeitos. Ednei Hilder Manoel de 23 anos e um menor de 16, foram presos e confessaram a participação no crime. Um terceiro bandido,Eduardo da Cunha Silva, de 22 anos, está foragido. Eles teriam recebido 60 reais, cada um, para roubar as rodas do veiculo de Cleonice. O sequestro aconteceu na noite da última terça-feira (15) no bairro Jardim Oriente, em Valparaíso. A vítima foi abordada na frente da casa de uma funcionária e obrigada a entrar no carro.

Os três criminosos seguiram pela BR 040, sentido Cristalina. No meio do caminho pararam em um posto de gasolina para comprar preservativos. O estupro aconteceu em uma fazenda que fica entre Luziania e o Novo Gama. Depois do abuso, Ednei teria dado uma facada no pescoço da vítima. Em seguida, Eduardo (o foragido) teria ateado fogo, com Cleonice ainda viva.

Em um vídeo, obtido com exclusividade pelo jornalismo da Record, um dos criminosos presos conta detalhes de como tudo aconteceu. Segundo ele, a empresária foi assassinada por que “tinha visto demais”.

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com