distrito federal

A chuva mal chegou e a novela já se repete!

Longe de mim reclamar da chegada da chuva! Depois de quase um mês de muito calor, ela é muito mais que bem-vinda! O problema é ter de acompanhar, ano após ano, a mesma novela aqui no nosso quadradinho! Todo mundo sabe que as primeiras chuvas da estação trazem consigo ventos fortes, granizo e muita, muita, muita água!

Se até o seu Zé da esquina sabe disso, me pergunto por que o problema se repete. Obras tão antigas quanto a nossa capital como as “tesourinhas” ou mesmo as mais novas como EPTG e o aeroporto JK sofrem com a chegada das chuvas. Elas estão apenas começando!

A previsão é de mais temporais ao longo desta e da próxima semana. Então, se tiver que sair de casa pelos próximos dias é melhor carregar uma boia de braço ou um bote salva-vidas.

Clique no link para assistir ao vídeo gravado por um telespectador:

Chuva no Aeroporto JK

http://r7.com/takT

Depois, não digam que não avisei!

Faltando menos de uma semana para o início da cobrança do licenciamento veicular 2014, quase um terço dos motoristas do DF ainda não providenciaram a documentação dos seus carros. Até o momento, 879.833 automóveis estão licenciados (57% da frota do nosso quadradinho). Outros 667.183 ainda não providenciaram o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

Se você faz parte destes 43%, cuidado! A partir da próxima terça-feira, dia 01 de outubro, o motorista que for pego rodando sem o documento vai cometer uma infração gravíssima, com multa prevista de R$ 191, sete pontos na carteira e terá o veículo apreendido. E não adianta só pagar e não andar com o documento! Nesse caso, a infração é leve, com multa de R$ 53,20, três pontos na CNH e retenção do veículo até a apresentação do CRLV.

Como retirar o CRLV?

Você tem que estar com o IPVA em dia, taxa de licenciamento anual, DPVAT e multas pagas. Quem já quitou todos os débitos, mas ainda não recebeu o documento, deve acessar o site do Detran no endereço www.detran.df.gov.br ou ligar para o telefone 154 para consultar a situação do veículo.

Se você deixou para última hora... prepare-se! Mesmo com um verdadeiro esforço de guerra, montado pelo DETRAN, as filas são inevitáveis. Para evitar aborrecimentos, separe uma manhã ou uma tarde inteira para resolver o problema... e, de quebra, baixe um joguinho interessante para passar o tempo!

Depois, não diga que não avisei!

http://r7.com/MGuG

Filhos de chocadeiras?

Nas últimas semanas tenho acompanhado nos noticiários, locais e nacionais, reportagens sobre crianças agredidas e abandonadas. Em todos os casos que me recordo, os autores da violência eram pessoas muito próximas das vítimas. Pessoas que deveriam zelar pela segurança desses pequeninos, envolvidas em verdadeiras barbáries! Aqui mesmo, no nosso outrora pacato quadradinho, três casos recentes me fizeram "embrulhar as tripas”.

Como pode uma mãe – alguém que gera e carrega uma vida dentro do próprio ventre por aproximadamente 40 semanas -agredir a sua própria carne? Fazer mal a uma criatura tão inocente e indefesa? No primeiro episódio, foi a babá quem abriu a boca e chamou a polícia. O menino, de apenas quatro anos, aparecia constantemente com marcas das surras que levava da mãe e do padrasto.

Uma semana depois, outra criança da mesma idade aparece na telinha da Record, em um vídeo gravado pela avó, implorando para não voltar para a casa da mãe. O motivo, outra vez, supostas agressões sofridas entre quatro paredes.

Aí, quando parecia que o trem não poderia piorar, me chega, do Entorno do DF, a notícia de que duas crianças foram encontradas abandonadas no meio do mato. Uma delas, um bebê de apenas seis meses. A mãe, se é que tal criatura pode ser chamada assim, sumiu no mundo e deixou os pequeninos a própria sorte.

As crianças de Brasília, agora, estão sob os cuidados das famílias paternas, que lutam pela guarda definitiva. Já os anjinhos de Goiás, estão sob os cuidados do Conselho Tutelar, à espera de um futuro melhor ou, simplesmente, da chance de ter um futuro!

Pense nisso!!!!!

http://r7.com/VzpO