O professor e jurista mineiro Antônio Augusto Cançado Trindade foi reeleito na quinta-feira (10) para a Corte Internacional de Justiça, em Haia (Holanda). Esta foi a primeira vez que um brasileiro é reconduzido para ocupar um posto naquela Corte.

Direitos Humanos

Autor de diversas obras jurídicas, Cançado Trindade tornou-se uma das figuras mais respeitadas na área de Direitos Humanos no cenário internacional.

Professor de Direito Internacional Público na Universidade de Brasília e no Instituto Rio Branco, ele é membro do "Curatorium" da Academia de Direito Internacional da Haia e titular do Instituto de Direito Internacional, na Bélgica.

De 1995 a 2006 foi juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos e presidente de 1999 a 2004. Em 2009 foi eleito pela primeira vez juiz da Corte Internacional de Justiça, em Haia.

Ainda no Brasil, exerceu o cargo de Consultor Jurídico do Ministério das Relações Exteriores, de 1985 a 1990.