Enfim, após meses de enrolação, apesar das provas fartas que o incriminavam, o ex-presidente da Câmara e ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi preso pela Polícia Federal (PF).

A prisão preventiva do peemedebista foi pedida pelo juiz Sérgio Moro, e ocorreu no começo da tarde desta quarta-feria (19), em Brasília.

Cunha deverá ser levado ainda hoje (19) para Curitiba (PR) onde será interrogado por Moro, que conduz os processos relativos à Operação Lava Jato.  Por ter sido preso preventivamente, não há prazo para que ele saia da cadeia. (aguarde mais detalhes)