O senador Aécio Neves (PSDB) anda em baixa junto ao eleitorado de Minas Gerais. Segundo levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas, 36,9% dos entrevistados  acham que Aécio não deveria se candidatar nas próximas eleições. E mais da metade deles (50,8%) acredita serem verdadeiras as denúncias de corrupção existentes contra o tucano.

A Paraná Pesquisas ouviu 2015 eleitores de 88 municípios mineiros entre os dias 31 de março e 5 de abril.

No mesmo levantamento, contudo, 19,9% dos entrevistados afirmaram que Aécio deveria disputar a Presidência da República, enquanto outros 19% disseram que o mais indicado seria concorrer ao governo de Minas. Já para 13,3% deles, o melhor seria uma vaga ao Senado.

Caso saia para a reeleição no Senado, ele teria hoje os votos de 39% dos entrevistados, número bem  à frente da segunda colocada, a ex-prefeita de Contagem Marília Campos (PT), que aparece com 24% das intenções de voto.

Os outros nomes que aparecem na disputa para as duas vagas de senador que estarão em jogo na eleição do ano que vem são os do atual senador Zezé Perrela (PMDB), com 19,3%;  do presidente do PMDB mineiro, Antônio Andrade, com 8,7%, e o do radialista e apresentador de televisão Carlos Viana, com 7,5%.