O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luis Roberto Barroso autorizou nesta terça-feira (12) abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer (PMDB) pelos supostos crimes de corrupção, ativa e passiva, e de lavagem de dinheiro.

O pedido de investigação foi feito em junho deste ano pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O inquérito envolve possível repasse de valores a Temer e ao ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures e a eventual vinculação de serviços prestados por representantes da empresa Rodrimar S/A, à edição do Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017), assinado pelo presidente da República.