O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou nesta quinta-feira (8/5), por unanimidade, denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o deputado federal Carlos Melles (DEM-MG) e outros, por falta de provas. A acusação era de fraude contra o sistema financeiro nacional, mediante a obtenção de um financiamento no valor de R$ 313,3 mil junto ao Banco do Brasil para a Cooperativa Regional dos Cafeicultores de São Sebastião do Paraíso Ltda. e para a Cooperativa dos Cafeicultores de Guapé (MG).

O relator do caso, ministro Gilmar Mendes, acolheu a proposta do procurador-geral da República, para quem o MPF não conseguiu provar a efetiva participação do parlamentar nos fatos apontados na denúncia.  Mendes votou pela rejeição da denúncia e arquivamento dos autos e foi seguido pelos demais ministros.