distrito federal

Eu acredito em Brasília

Essa semana participei da campanha “Eu acredito em Brasília”, feita pela nossa Record Brasília.

Voltei às origens, 206 Sul.

Morei na quadra por mais de 30 anos.

A brincadeira era debaixo do prédio: banco imobiliário, finca, bete, carniça, bolinha de gude... que saudade.

No gramadão em frente ao prédio rolava a pelada. O perigo era apenas os “graminhas”, fiscais da época que chegavam de surpresa e furavam a bola.

Era proibido pisar na grama.

Na escada do Bloco F, o encontro musical. Hora de cantar Legião Urbana. Bom demais.

Estudava na escolinha da quadra, ia a pé todos os dias.

Vendo Brasília chegar aos 54 anos tão crescida e tão diferente fico um pouco nostálgico. Mas, ainda acredito nessa cidade.

Aqui é a minha casa. Aqui me formei, casei e tenho dois filhos brasilienses: o Pedro Henrique e o Arthur.

Devo tudo a Brasília e adoro esse verde e esse céu azul maravilhoso.

Ainda acredito na Capital da Esperança.

O perigo dos eventos em lonas

A semana foi marcada por pânico e desespero em Ceilândia (DF).
Milhares de pessoas escaparam por pouco de um temporal que destruiu toda estrutura montada para a realização do "mutirão de catarata", ao lado da UPA da cidade.

Vinte pessoas ficaram feridas, entra elas um ambulante que fraturou a perna.
Poderia ter sido uma tragédia. Não foi, graças a Deus.

O que chama a atenção é a fiscalização para a montagem dessas tendas.
Hoje em dia elas são usadas para todos os tipos de eventos e  mostrou, dessa vez, que nem sempre elas são tão seguras.
Que o temporal de Ceilândia sirva de alerta para a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros.
A fiscalização dessas estruturas temporárias precisa ser ainda mais severa. São vidas que estão em jogo.

Agora mesmo teremos os festejos do aniversário de Brasilia, 54 anos, na Esplanada dos Ministérios, e lá estão elas, as tendas por toda parte do gramado.
Chuva forte e temporal não avisa a hora que chega.
É só um alerta.
 
 

O Mengão vem aí

Faltam apenas detalhes burocráticos para a Secretaria da Copa confirmar Flamengo e Goiás pelo Brasileirão/14 no Estádio Nacional de Brasília , o Mané Garrincha.

O jogo será no domingo, dia 20, às 18h30.
 
O  Rubro Negro carioca volta a Brasília depois do sucesso de público no ano passado.
 
Aqui na capital, é garantia de um público médio de 20 mil pessoas.
 
Número bem diferente da média do Flamengo no Campeonato Carioca desse ano, em torno de 3 mil pessoas por partida.
 
Seja bem vindo  Mengão!!!
 

Briga de cachorro grande

henrique 224x300 Briga de cachorro grande

Não é fácil, todo mundo sabe, mas não custa tentar.
As obras do Itaquerão em São Paulo vão no ritmo Martinho da Vila – “devagar, devagarinho...” e, já que é assim, porque a FIFA não faz a abertura da Copa do Mundo no Estádio Nacional de Brasília, o nosso Mané Garrincha, que já está pronto e testado.
A partir de hoje, o Balanço Geral entra nessa briga.
Se você concorda entra no R7/DF e mande a sua foto.
#aberturanomané

Clique aqui para mandar sua foto

A pista da morte em São Sebastião

A pergunta é: o que pode ser feito na pista de acesso à cidade de São Sebastião?
Detran e DER dizem que já fizeram o que é possível: diminuíram a velocidade da pista de 80 para 60km,colocaram placas de advertência e quebra-molas.
A tragédia dessa semana, que matou quatro pessoas quando um caminhão desgovernado desceu arrastando tudo mostra que algo mais deve ser feito.
Moradores e comerciantes da região pedem socorro. Nos últimos meses, sete mortes no mesmo local.
Talvez a proibição da passagem de caminhões pela via seja uma boa medida.
O fato é que algo precisa acontecer e rápido .
Dizer que já foi feito o que é possível e simplista demais.

Romário detona CBF e Fifa

Em entrevista exclusiva para o repórter Bruno José, o deputado federal Romário não fez cerimônia.
Ele detonou a CBF: “um câncer para o futebol Brasileiro”.
Para a FIFA, sobrou uma canelada: “não existe legado nenhum após a Copa”.
Nos bastidores, o ex-craque de futebol disse que se prepara para tentar uma vaga no Senado pelo Rio de Janeiro.

Clique aqui e veja a entrevista completa

COMEÇOU A ELEIÇÃO!!!

Anunciada mais uma chapa para concorrer ao Palácio do Buriti.
Teremos: Arruda para governador, deputada distrital Liliane Roriz para vice e Gim Argello para o Senado.
Portanto, confirmados na disputa até agora: Agnelo Queiroz, que tenta a reeleição, Arruda e o senador Rollemberg.
Essa promete ser uma eleição muito disputada.
O fiel da balança, segundo as pesquisas, o deputado federal Reguffe, ainda não decidiu que rumo vai tomar.
Vamos aguardar os próximos capítulos.

Saindo do sufoco

A cada dia o quadro "Saindo do sufoco", do Balanço Geral DF, cresce em importância e ganha mais espaço no programa.
A fórmula do sucesso é simples: o programa, ao lado do parceiro Claudecy da Luart Calçados, paga a conta do telespectador até o valor de R$ 5.000,00.
São centenas de cartas que chegam semanalmente. Muitas histórias, muitos apertos, muitos sufocos.....
Anote aí o endereço e se você deseja sair do sufoco, envie uma carta: SRTVS, Quadra 701 – Edifício Record – 2º andar – Cep – 70.340-910 - Balanço Geral

Boa sorte !!!!

A tragédia no viaduto de Ceilândia

Em outubro do ano passado, um ônibus escolar tentou passar num dos viadutos que cortam Ceilândia (DF) e não conseguiu.

A água subiu demais e no desespero dos alunos uma criança morreu afogada.

Agora, tudo acontece de novo.

No mesmo viaduto, um jovem e dois amigos tentam passar com o carro e não conseguem.

No sufoco, dois deles escapam, mas um passageiro de apenas 20 anos morre afogado, ainda no local, após atendimento dramático do Corpo de Bombeiros.

Entre uma tragédia e outra, três meses se passaram e nada foi feito.

Dessa vez, o Governador Agnelo agiu rápido. O viaduto foi interditado e a ordem de execução de uma obra urgente no local foi dada.

Não é possível que tragédias como essas se repitam.

Veja a reportagem com imagens exclusivas exibida no Balanço Geral.

Valeu a briga

O mais difícil, o GDF fez: construiu e colocou pra funcionar a Clínica da Família em Sobradinho II.
O mais fácil, que era facilitar o acesso das pessoas ao local, não tinha sido feito.
Depois da denúncia do Balanço Geral, o Detran-DF resolveu tomar a providência.
A região não tem uma passarela e precisava pelo menos de uma faixa de pedestre pra garantir a segurança das pessoas. Valeu a briga. O local ganhou essa semana uma faixa de pedestre novinha.

Clique aqui e veja a reportagem exibida no Balanço Geral

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com