Navalhada do dia

 Navalhada do dia

F

Finalmente o presidente da FIFA, Joseph Blatter, esclareceu um ponto importante. Não foi a FIFA que impôs a Copa do Mundo ao Brasil. Foi o Brasil que fez tudo o que pode para ser sede da competição.

A partir do momento que o Brasil assinou o contrato com a poderosa entidade do futebolficou à mercê de suas diretivas e teve que até que adaptar a sua legislação como, por exemplo, permitir a venda de bebidas alcoólicas nas arenas.

Os bilhões gastos nos estádios são o caraminguás que faltam para melhorar os centros de saúde e as escolas públicas.

Os preços dos ingressos inviabilizam os pobres. Uma garrafa de água mineral no estádio custa R$ 7.

As grandes empresas fizeram investimentos só em áreas onde vão ganhar muito mais do que gastaram.

A conta, a despesa, os desperdícios, a lambança vão ser pagos por todos os brasileiros, os que gostam e os que não gostam de futebol. A FIFA está na dela.

É uma gigantesca empresa comercial e está aqui para ganhar dinheiro. Até recentemente, teve que demitir o ex-presidente João Havelange e o seu genro Ricardo Teixeira por suspeita de corrupção.

Enfim, a Copa está aí e não tem volta. Pelo menos a da Confederação.

A Copa do Mundo ninguém sabe. O que fazer com a competição?

Mande o seu comentário para o nosso twitter.com/jornalrecnews ou para o Blog do Barbeiro que sou eu.

Heródoto Barbeiro - escritor e jornalista  da RecordNews e R7.com

Veja mais:

+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!
+ Curta o R7 no Facebook
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7