tigre J O R N A L  D E  T A I A Ç U P E B A

Foto feita em 2016. Galego vive há anos na floresta de várzea da Reserva Mamirauá, mas só foi capturado e examinado agora. Foto: Registro de uma armadilha fotográfica do Instituto Mamirauá

 

                                                                                                        MARCOS MELO

                                                                                                        ____________ 

 

                                                                                                        O prefeito de  Mogi das Cruzes, Marcos Melo, recebeu o diretor do Parque das Neblina, Paulo Groke, e o presidente da SAT, Aparecido do Ó, em uma reunião na última segunda feira. Em pauta as parcerias que a prefeitura e essas entidades podem realizar para o desenvolvimento sustentável do distrito de Taiaçupeba. Entre outros assuntos foi dada a partida para uma avaliação da construção de um portal na SP 102, uma ideia que foi acalentada pelo líder comunitário Mário Ronchi. O prefeito Marcos Melo disse também que está atento aos loteamentos clandestinos no distrito e que a política da prefeitura é tolerância zero.

 

                                                                                                       SABESP E OS ATERROS
_________________

 

                                                                                  Empresa de água e esgoto do governo paulista, a Sabesp estuda agora ampliar sua área de atuação e começar a tratar também da destinação de lixo na Grande São Paulo. A ideia, segundo o presidente Jerson Kelman, é que a empresa possa diminuir o impacto do lixo causado nos aterros sanitários da região metropolitana e, ao mesmo tempo, obtenha energia a partir da queima do material. Essa energia seria usada pela própria Sabesp dentro dos processos de tratamento de esgoto. No ano passado, por exemplo, a empresa gastou R$ 935 milhões com despesas de energia elétrica.

 

 

                                                                                                       SABESP E A ÁGUA PURA

                                                                                                        ____________________

 

                                                                                                       O Programa de Uso Racional da Água (PURA) foi criado pela Sabesp em 1996 e é direcionado às entidades públicas da administração direta  como Secretarias de Estado, prefeituras e unidades do governo federal. Pelas regras estabelecidas, os participantes ganham direito a uma redução de 25% na tarifa praticada pela Sabesp, desde que atendidos requisitos como obedecer a uma meta de consumo mensal definida pela empresa e estar adimplente com a companhia – ou seja, o programa também colabora para manter estes órgãos adimplentes. 

 

                                                                                                        ORQUÍDIAS NA MODA

                                                                                                         __________________ 

 

                                                                                   Em 2020, se tudo der certo, a indústria de cosméticos do Brasil terá à sua disposição uma matéria-prima de origem incomum: aromas produzidos por leveduras geneticamente modificadas, que carregam o DNA de orquídeas e outras plantas da mata atlântica e crescem "comendo" rejeitos agrícolas. Em síntese, esse é o plano da startup Bio Bureau, criada por pesquisadores da UFRJ. Graças a uma parceria com a Votorantim, a equipe da empresa de biotecnologia está analisando o material genético de mais de 50 espécies vegetais de uma floresta do Vale do Ribeira.               

 

                                                                                                      ESCOLA DE TAIAÇUPEBA

                                                                                                      ____________________

 

                                                                                                    A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e a SABESP dão início à implementação do Programa de Uso Racional da Água em mais 380 escolas da rede estadual. Com investimentos da ordem de R$ 20 milhões, as ações envolvem reformas nos prédios e o uso de tecnologia para a economia de água, além do remanejamento de redes, campanhas educacionais, detecção e correção de vazamentos internos e acompanhamento do consumo em tempo real. No total, a economia de água em todas as instituições de ensino beneficiadas chegará a 7 milhões de litros por mês, o que equivale ao consumo de 2.200 pessoas

 

                                                                                                        ATENCÃO PROFESSORES

                                                                                                       _____________________

 

                                                                                                        Concurso da Educação SP vai contar em vídeo vida e obra da escritora Lygia Fagundes Telles. Estudantes do Fundamental e Médio devem enviar material até 15 de maio; vencedor conhecerá a Academia Paulista de Letras A primeira fase do concurso é local. As escolas devem escolher quais vídeos vão representar a unidade na etapa estadual. A criação deve ter, no máximo, 10 minutos e pode utilizar desenhos, trechos de vídeos e/ou áudios, imagens, fotos, sons, textos e entrevistas. Serão avaliados fluência, conteúdo, qualidade técnica e originalidade. O regulamento completo e as fichas de inscrições estão no Portal da Educação, em www.educacao.sp.gov.br .

 

                                                                                                         ACORDA PARANÁ!!!!!

                                                                                                         __________________

 

                                                                                   A Área de Proteção Ambiental (APA) da Escarpa Devoniana é a maior unidade de conservação do Estado do Paraná, contribuindo com a preservação de dois importantes ecossistemas brasileiros: a Floresta com Araucária e os Campos Naturais. Esta área, com mais de 392 mil hectares, corre risco de ser reduzida por conta do projeto de Lei, em trâmite na Assembleia Legislativa, que aceleraria o processo de extinção de espécies e comprometeria a existência de patrimônios arqueológicos e sítios geológicos únicos da região.

 

                                                                                    Uma ação de fiscalização nas principais áreas de desmatamento de mata atlântica no Paraná, realizada no fim de março, descobriu que desmatadores da região chegaram a enterrar árvores derrubadas para esconder o crime. A prática foi encontrada em duas fazendas na região central do Estado, onde estão os principais remanescentes da mata de araucárias, parte integrante da mata atlântica e ameaçada de extinção. O Paraná tem sido campeão no desmatamento da mata atlântica nos últimos 30 anos, segundo levantamento da Fundação SOS Mata Atlântica e do Inpe.

 

                                                                                   DE OLHO NO DESMATAMENTO

                                                                                   ___________________________   

 

                                                                                                        De um lado, uma constelação de nanos satélites capaz de gerar diariamente um mapa completo da Terra. De outro, um cabo submarino com centenas de sensores que coletam informações das profundezas do Oceano Pacífico. Esses são apenas dois exemplos de sistemas observacionais capazes de monitorar, praticamente em tempo real, os mais remotos recantos do planeta. Com o barateamento e a miniaturização das tecnologias e a interconexão com a internet, pesquisadores estão desenvolvendo novas plataformas, capazes de provocar uma revolução sem precedentes no campo científico.

 

                                                                                    SAMARCO ENVENENA

                                                                                    ___________________

                                                                                   Um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em parceria com o Greenpeace, revelou que, além do Rio Doce, as águas subterrâneas da região estão contaminadas com altos níveis de metais pesados. A água dos poços artesianos locais apresentaram níveis desses metais acima do permitido pelo governo brasileiro. Os pequenos agricultores são os mais prejudicados, já que não têm outra fonte de água para a produção e para beber .As águas do Rio Doce foram contaminadas pelo rompimento da Barragem de Fundão, pertencente à mineradora Samarco, no município mineiro de Mariana, em 5 de novembro de 2015. O incidente devastou a vegetação nativa e poluiu toda a bacia do Rio Doce, atingindo outros municípios de Minas Gerais e do Espírito Santo. Dezenove pessoas morreram e diversas comunidades foram destruídas. O episódio é considerado a maior tragédia ambiental do país.