Jornalista e professor, Heródoto Barbeiro atua no rádio e na TV há muitos anos. Com uma voz marcante, que se tornou referência no jornalismo de rádio.

É difícil desvincular sua imagem do jornalismo.

Entre colegas de trabalho, ele é sempre chamado de professor, não só por ser um exemplo para muitos, mas por sua simplicidade, simpatia e humildade frente sua competência.
No comando do Jornal da Record News desde 23 de maio de 2011, Heródoto é uma figura difícil de não admirar.

Trabalhador, e por que não dizer workalcoholic, pois dorme poucas horas e se dedica a estudar e conhecer diferentes assuntos, interessa-se por tudo, é difícil terminar uma conversa com ele depois que se inicia uma, suas palavras são sempre uma aula, é incrível.

Mestre Heródoto não para, trabalha na TV, grava e distribui podcasts, publica livros, artigos em vários jornais e revistas e, como não poderia deixar de ser, na internet. Seu blog no R7 fala de tudo, faz pensar, rir e calar, sempre com palavras pertinentes e muito bem direcionadas.

Heródoto nasceu e cresceu no Parque Dom Pedro II, região central de São Paulo. É bacharel, licenciado, pós-graduado e mestre em História pela USP (Universidade de São Paulo), onde lecionou durante 12 anos. É também inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, em São Paulo.

Fora isso, o “Professor”, que nunca para, é autor de vários livros sobre jornalismo, história, media trainning em TV e filosofia budista. Filosofia budista? Sim, e é adepto fervoroso da sustentabilidade.

Apesar de dizer que entrou para o jornalismo por acaso –prefiro dizer que é por ser simplesmente brilhante -, depois de sua aparição ficou impossível não tê-lo como referência do jornalismo sério e comprometido. Prova disso são os inúmeros prêmios que acumula, entre os quais o Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo (2001).

Heródoto não é o que é à toa.

Quando decidiu ser jornalista, já com carreira acadêmica consolidada, voltou para uma sala de aula após estar atrás da mesa por 12 anos. Segundo o “grande mestre”, com gosto de chamá-lo, foi estudar Comunicação Social para conseguir o MTB (registro de jornalista).

Conseguiu seu registro, ainda bem, pois com todo o seu conhecimento mais o MTB, ele é hoje um nome que todo mundo conhece, que todos os profissionais da área admiram, respeitam e que podemos chamar de amigo, sempre.