17
abril
06h00

Cuidado ao usar o celular durante reuniões

Tem gente que não se segura. Nem mesmo em reuniões importantes durante o trabalho perde a mania de ficar digitando no celular, conversando pelo WhatsApp ou trocando SMS com amigos. Não seria uma tremenda falta de educação?

Preste atenção

1
Atenda às reuniões com atenção total.
2
O uso do celular só é permitido para ligações esperadas e urgentes.
3
Respeito a equipe e a reunião e deixe seu celular do lado de fora.

R7 Medo de tirar ferias e perder o emprego 199x300 Cuidado ao usar o celular durante reuniõesPois é, pesquisa feita pela University of Southern California revela que para 76% dos 554 profissionais ouvidos nos Estados Unidos é inaceitável checar mensagens durante reuniões. Número que sobe para 87% quando o assunto é atender o celular.

De fato, não há nada mais chato e inconveniente ver alguém que não está nem aí para o que discute em uma reunião pra ficar de papo no celular. O que muitos esquecem é que ali é um ambiente de trabalho e se faz necessário prestar atenção ao que acontece ao redor. Que tal deixar o celular com alguém da equipe para que atendam as ligações, caso sejam importantes.

Exceções são permitidas quando você espera uma ligação urgente. Aí, é permitido dar uma pausa para atender. Fora isso, esqueça o celular. Para quem é chefe, esse cuidado deve ser ainda maior. Não existe coisa pior do que olhar seu chefe respondendo mensagens particulares ou interrompendo a reunião para atender ligações pessoais. Além de abuso de poder, pode dar a impressão de que os chefes não se importam com sua equipe. Uma grande falta de respeito!

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
15
abril
06h00

Como você encara mudanças no trabalho?

O ser humano, em geral, é resistente a mudanças. Mas na era da informação em que vivemos, onde tudo muda o tempo inteiro e muito rapidamente, é preciso ser flexível. Por isso, nada de comodismo. As empresas valorizam profissionais que não se contentam com as coisas do jeito que estão e querem mais.

Preste atenção

1
Não fique para trás. Atualize-se.
2
As empresas querem que seus profissionais tragam ideias novas e ajam com ousadia.
3
Os acomodados têm vida curta. Encare os desafios e tenha progresso na sua carreira.

R7 Nome sujo 300x219 Como você encara mudanças no trabalho?Engana-se quem acredita naquele famoso ditado “em time que vence não se mexe”. A ordem nas organizações é mexer, trazer ideias novas, pensar fora da caixa, ter um olhar diferente e agir com ousadia. Saber lidar com as mudanças, seja diante de tarefas novas, seja de atividades importas pelo chefe, é uma característica fundamental do bom profissional.

Funcionários que não lidam bem com mudanças são vistos como reativos.  Claro que mudanças sempre geram insegurança. No entanto, estamos sempre encarando desafios novos no dia a dia, com situações diferentes no cotidiano. Assim, vale a pena aprender a pode reagir de formas variadas, sem ter medo de errar. Não enxergue mudanças como algo negativo que vai tirá-lo da zona de conforto. Isso não existe mais.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
13
abril
06h00

Se você está no limite, repense seu trabalho

Muita gente reclama que vive estressado e se sente bastante pressionado. Será possível equilibrar vida pessoal e profissional? Costumo dizer que é bem difícil conciliar a vida corporativa com a pessoal, a menos que você não queira subir na carreira. Claro que não é algo impossível, mas acaba sendo uma ilusão achar que os finais de semana serão livres e você terá tempo para fazer a lição com seus filhos.

Preste atenção

1
Equilibrar a vida profissional com a pessoal não é nada fácil.
2
Quer crescer? Esteja preparado porém sem se sentir massacrado profissionalmente.
3
Exerça o seu direito de escolha. Não trabalhe infeliz. Decida o que é melhor para sua vida e vá em frente.

R7 Problema pessoal 223x300 Se você está no limite, repense seu trabalhoA realidade é dura, mas quem quer crescer e tem grandes ambições precisa estar preparado.  Não que eu ache certo, muito pelo contrário. O ideal é encontrar o equilíbrio. Se você se sente massacrado, sem tempo para nada, talvez seja a hora de repensar a carreira. Há lugares que exigirão muito de você. Talvez, a divisão de tarefas no trabalho não esteja equilibrada.

Já conversou com o chefe para rever isso?  Se não houver solução, veja até que ponto a situação te incomoda.  Equilibrar vida pessoal e profissional não é fácil. Tudo na vida tem um preço, se você não está disposto a pagar, pese na balança o que de fato você deseja do fundo do seu coração. A vida é cheia de opções e a escolha é sua.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
10
abril
06h00

Baixar a cabeça para o chefe já era

Manda quem pode, obedece quem tem juízo. Você já ouviu essa máxima alguma vez na vida, certo? Apesar de sabermos que não se deve afrontar o chefe, hoje as coisas mudaram. Não bater de frente com o chefe não quer dizer que você deva baixar a cabeça. Muito pelo contrário. As empresas querem profissionais proativos, que deem ideias e sugestões, contestem quando não concordam com algo.

Preste atenção

1
Discordar do chefe pode. Bater de frente não.
2
Saiba como questionar as decisões e oferecer soluções.
3
Não tenha medo de dizer o que pensa desde que tenha argumentos bem fundamentados para isso.

R7 Plano B2 238x300 Baixar a cabeça para o chefe já eraO importante é saber a forma como questionar. Dizer simplesmente que não concordar não é o caminho. Na hora de contestar, tenha argumentos bem fundamentados. Explique a razão da sua discordância e aproveite pra dar sua opinião. Ah, você tem medo de dizer o que pensa?  Reflita os motivos desse medo. Será que o chefe é carrasco ou você que não está acostumado a dar sugestões?

Se o problema for do chefe, talvez seja o momento de repensar o quanto vale a pena trabalhar com alguém que nunca vai querer ouvi-lo. Agora, se você está acomodado e prefere ficar na posição de vítima, saiba que esse tipo de postura tem preço. De repente, você encontrou aí a explicação pra não ser promovido. Já pensou nisso?

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
8
abril
06h00

Recomeçar exige força e coragem

Todo mundo começa a detectar sinais de crise profissional quando percebe que não há mais desafios naquilo que faz ou não encontra chances de crescer. Aí vem aquele desejo de mudar de área e até de carreira, mas o caminho não é tão simples assim.  É preciso encarar as várias curvas que encontrará pela frente, que passam por dar vários passos pra trás e retomar à estaca zero.

Preste atenção

1
Não desanime, recomeçar a carreira requer humildade.
2
Use a sua experiência para entender melhor o novo desafio.
3
Peça ajuda aos seus novos colegas.

R7 Escolher o caminho 300x188 Recomeçar exige força e coragemIsso mesmo. Apesar de toda a experiência de anos e anos de estrada, na nova área ou na nova carreira, você é considerado um novato. Nesse momento, você estará disputando espaço com quem já construiu uma trajetória, de erros e acertos, na atividade. Por isso, pense bem se você está disposto a começar tudo de novo, bem debaixo.

Se a sua decisão for pela mudança, não mostre que caiu ali de paraquedas. Aproveite os pontos positivos da sua carreira que podem ser interessantes em aplicar na nova área. Vá aos poucos aprendendo tudo que puder com quem estiver ao seu lado, faça cursos, arregace as mangas. Seja objetivo e não fique comparando o cenário que está vivendo com o passado.

Na hora de optar pela mudança de rota, é importante seguir em frente sem remoer as coisas. O caminho é árido mesmo. Força e coragem. Se a escolha não for acertada, lembre-se de você acabou ampliando o seu escopo de atuação e seu currículo ficará ainda mais rico. Afinal, toda e qualquer experiência é sempre válida, principalmente quando suas habilidades comportamentais forem avaliadas. A diferença é saber usar todo esse aprendizado a seu favor, em qualquer circunstância.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
1
abril
06h00

Você é frequentemente chamado a atenção pelo chefe?

Se seu chefe vem te chamando a atenção com frequência, este é um sinal de algo não vai bem. Já pensou em avaliar o que está errado com você? Pode ser que no início exista uma certa resistência do seu lado, afinal ninguém gosta de receber advertências. Mas vale a pena deixar o orgulho de lado e estar aberto a críticas se não quiser receber uma má surpresa mais para frente.

Preste atenção

1
Analise o que está fazendo de errado.
2
Reconheça o seu erro e trate da solução.
3
Peça ajuda para melhorar o seu trabalho.

R7 Entrevista falar demais 300x199 Você é frequentemente chamado a atenção pelo chefe?Busque um diálogo franco com o chefe e seja o mais aberto possível. Saiba ouvir, fique atento ao que ele diz e nada de desculpas para se justificar. Quanto mais você mostrar-se disposto a mudar aquilo que não vem funcionando no seu trabalho, menores são as chances do seu chefe considerá-lo como alvo em uma futura demissão.

Assuma seus erros e procure estabelecer pontos de melhorias. Todo líder gosta de subordinados que sempre estão dispostos a superar barreiras e dar o melhor de si. Quanto mais resistente você for, pior será a imagem que causará no trabalho. Não há demais em reconhecer as falhas e encontrar saídas para reverter o jogo. O que não dá é pra insistir nos erros e se tornar alvo constante de críticas. Um dia, a casa cai.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
27
março
06h00

Mercado estagnado, como agir?

Ninguém gosta de ser demitido, mas com a desaceleração da economia muitas empresas devem reduzir seus quadros. O que fazer? Quem recebe o cartão vermelho começa a questionar sua capacidade profissional, fica deprimido, não sabe como chegar em casa e contar a notícia para a família. O dia seguinte torna-se um grande tormento. Parece que a vida não tem mais sentido, que os amigos se foram.

Preste atenção

1
Deixe seu CV sempre atualizado.
2
Reveja seus contatos e procure manter o seu relacionamento com pessoas de cargos importantes.
3
Não desanime, tenha um plano B e encare o futuro de frente.

R7 Demitido 200x300 Mercado estagnado, como agir?Sobreviver a uma demissão não é fácil, mas ser demitido não será mais uma exceção ou um acontecimento incomum na vida das pessoas. Com certeza você será demitido uma, duas ou até mais vezes durante a vida profissional. Acabou-se o tempo em que o emprego durava para sempre.  Não que você seja incompetente. O fato é que não há emprego para todo mundo.

Por isso, procure manter seus dados atualizados em sites como LinkedIN e seja sempre ativo no Twitter. Não deixe nunca que sentimentos de fracasso ou de depressão batam à sua porta. Faça um planejamento diário de ações: como abrir novas portas, manter relacionamento com pessoas importantes em sua rede de contatos e para quem vai enviar seu currículo.

Pense no futuro, tenha um plano B, trace metas de longo prazo para não ser pego de surpresa. É preciso mudar a forma de enxergar o mundo.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
25
março
06h00

Até que ponto vale a pena ser verdadeiro no trabalho

Com o passar do tempo, é natural que você revele mais seu lado pessoal no trabalho. Tem chefe que tenta entender um pouco mais sobre sua equipe para lidar com ela. Em todas as situações, o mais aconselhável é você se resguardar o máximo que puder sobre sua vida. Nunca se sabe qual a finalidade das pessoas em saber mais sobre você.

Preste atenção

1
Preserve sua intimidade no local de trabalho.
2
Não se exponha contando sua vida particular para seus colegas.
3
Cuidado com comentários sobre colegas e chefias.

R7 Boicotada pela chefe 200x300 Até que ponto vale a pena ser verdadeiro no trabalhoTenha uma postura profissional em quaisquer circunstâncias e cuidado com o que você fala. Não diga nada que seja polêmico ou desagradável. Evite fazer críticas muitos duras sobre seu chefe com os colegas, muito menos revele coisas pessoais para quem você tem intimidade. Lembre-se que no ambiente de trabalho ninguém é amigo de ninguém. No happy hour com colegas, seja discreto. Mais discreto ainda seja naquele churrasco de final de semana ou fim de ano com o pessoal do escritório.

Seus problemas pessoais ou brigas em casa devem ficar apenas com você. Há pessoas no trabalho que adoram fazer fofoca sobre os colegas ou querem puxar o tapete usando informações sobre você para o lado negativo. Por isso, seja reservado.  Não exponha seu lado frágil e deixe sempre uma dúvida pairando no ar sobre sua vida. As pessoas adoram ter o controle sobre o outro e quem você realmente é só interessa para quem não usará essas informações contra você.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
23
março
06h00

Não está se adaptando ao novo emprego?

Apesar daquele friozinho na barriga, todo emprego novo sempre traz uma perspectiva de salto na carreira. Esta pode ser a chance de você conseguir uma posição melhor, com desafios que te levem a um salário maior do que se tinha até então, certo? Nem sempre. Toda aquela expectativa pode resultar numa tremenda frustração.

Preste atenção

1
Você está animado com o emprego novo? Mas e se não gostar da empresa?
2
Analise, pense e não haja precipitadamente pedindo demissão.
3
Dê um tempo. Converse com o seu chefe direto e veja se ainda existe a chance de mudar de atividade.

R7 Curriculo etica 218x300 Não está se adaptando ao novo emprego?Há situações em que a mudança de emprego se transforma em um tormento. Tem gente que não se adapta à nova empresa ou ao novo chefe. Até mesmo as atividades desenvolvidas ficam aquém do esperado. Pedir demissão logo no início pode pegar mal para o profissional? Dependendo do contexto, chega a atrapalhar.

Não gostar do novo emprego é compreensível. Mas antes de tomar uma atitude precipitada, vale a pena refletir sobre alguns aspectos. Veja primeiro se não é apenas uma questão de adaptação. Mudanças sempre geram insegurança e podem levá-lo a querer buscar de volta o cenário antigo, de total controle. Agora, se você descobrir que realmente fez a escolha errada, não se desespere.

Se houver uma graninha guardada, dá pra arriscar. Se não, busque outro emprego em paralelo. Caso perguntem durante o processo de seleção a razão de querer sair do emprego em tão pouco tempo, fale a verdade, diga que não gostou. O importante é ser transparente. Só evite agir por impulso ou apenas com a emoção.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
20
março
06h00

Seguro-desemprego: o que muda com as novas regras?

As regras para solicitar o seguro-desemprego mudaram. Você sabe que alterações são essas para a obtenção do benefício?  Confira abaixo:

Preste atenção

1
Confira as novas regras do seguro-desemprego antes de pedir.
2
Você sabe como pedir da primeira vez?
3
Ficar bem informado sobre assunto ajuda a agir corretamente.

R7 Como falar com o chefe 230x300 Seguro desemprego: o que muda com as novas regras?- Quando solicitar o seguro-benefício pela primeira vez?

O profissional só poderá solicitar o benefício pela primeira vez se estiver trabalhado por, no mínimo, 18 meses. Na segunda vez, exige-se um tempo mínimo de 12 meses de vínculo empregatício.

- E quem pedir o benefício pela terceira ou quarta vez?

A partir da terceira solicitação, serão aceitas solicitações de quem trabalhou por um período mínimo de 6 meses até a data de demissão.

- Qual o número de parcelas recebidas?

Aqueles que entrarem com pedido pela primeira vez terão direito a até quatro parcelas, desde que tenha trabalhado entre 18 e 23 meses nos 36 meses anteriores. A partir de 24 meses trabalhados nos últimos 36 meses, o beneficiário receberá cinco parcelas do seguro-desemprego.

Na segunda solicitação, para ter direito a quatro parcelas é preciso comprovar vínculo empregatício entre 12 e 24 meses nos 36 meses anteriores.

Para ter direito a cinco parcelas, deve-se ter trabalhado por 24 meses, no mínimo, nos últimos 36 meses.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com