27
março
06h00

Mercado estagnado, como agir?

Ninguém gosta de ser demitido, mas com a desaceleração da economia muitas empresas devem reduzir seus quadros. O que fazer? Quem recebe o cartão vermelho começa a questionar sua capacidade profissional, fica deprimido, não sabe como chegar em casa e contar a notícia para a família. O dia seguinte torna-se um grande tormento. Parece que a vida não tem mais sentido, que os amigos se foram.

Preste atenção

1
Deixe seu CV sempre atualizado.
2
Reveja seus contatos e procure manter o seu relacionamento com pessoas de cargos importantes.
3
Não desanime, tenha um plano B e encare o futuro de frente.

R7 Demitido 200x300 Mercado estagnado, como agir?Sobreviver a uma demissão não é fácil, mas ser demitido não será mais uma exceção ou um acontecimento incomum na vida das pessoas. Com certeza você será demitido uma, duas ou até mais vezes durante a vida profissional. Acabou-se o tempo em que o emprego durava para sempre.  Não que você seja incompetente. O fato é que não há emprego para todo mundo.

Por isso, procure manter seus dados atualizados em sites como LinkedIN e seja sempre ativo no Twitter. Não deixe nunca que sentimentos de fracasso ou de depressão batam à sua porta. Faça um planejamento diário de ações: como abrir novas portas, manter relacionamento com pessoas importantes em sua rede de contatos e para quem vai enviar seu currículo.

Pense no futuro, tenha um plano B, trace metas de longo prazo para não ser pego de surpresa. É preciso mudar a forma de enxergar o mundo.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
25
março
06h00

Até que ponto vale a pena ser verdadeiro no trabalho

Com o passar do tempo, é natural que você revele mais seu lado pessoal no trabalho. Tem chefe que tenta entender um pouco mais sobre sua equipe para lidar com ela. Em todas as situações, o mais aconselhável é você se resguardar o máximo que puder sobre sua vida. Nunca se sabe qual a finalidade das pessoas em saber mais sobre você.

Preste atenção

1
Preserve sua intimidade no local de trabalho.
2
Não se exponha contando sua vida particular para seus colegas.
3
Cuidado com comentários sobre colegas e chefias.

R7 Boicotada pela chefe 200x300 Até que ponto vale a pena ser verdadeiro no trabalhoTenha uma postura profissional em quaisquer circunstâncias e cuidado com o que você fala. Não diga nada que seja polêmico ou desagradável. Evite fazer críticas muitos duras sobre seu chefe com os colegas, muito menos revele coisas pessoais para quem você tem intimidade. Lembre-se que no ambiente de trabalho ninguém é amigo de ninguém. No happy hour com colegas, seja discreto. Mais discreto ainda seja naquele churrasco de final de semana ou fim de ano com o pessoal do escritório.

Seus problemas pessoais ou brigas em casa devem ficar apenas com você. Há pessoas no trabalho que adoram fazer fofoca sobre os colegas ou querem puxar o tapete usando informações sobre você para o lado negativo. Por isso, seja reservado.  Não exponha seu lado frágil e deixe sempre uma dúvida pairando no ar sobre sua vida. As pessoas adoram ter o controle sobre o outro e quem você realmente é só interessa para quem não usará essas informações contra você.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
23
março
06h00

Não está se adaptando ao novo emprego?

Apesar daquele friozinho na barriga, todo emprego novo sempre traz uma perspectiva de salto na carreira. Esta pode ser a chance de você conseguir uma posição melhor, com desafios que te levem a um salário maior do que se tinha até então, certo? Nem sempre. Toda aquela expectativa pode resultar numa tremenda frustração.

Preste atenção

1
Você está animado com o emprego novo? Mas e se não gostar da empresa?
2
Analise, pense e não haja precipitadamente pedindo demissão.
3
Dê um tempo. Converse com o seu chefe direto e veja se ainda existe a chance de mudar de atividade.

R7 Curriculo etica 218x300 Não está se adaptando ao novo emprego?Há situações em que a mudança de emprego se transforma em um tormento. Tem gente que não se adapta à nova empresa ou ao novo chefe. Até mesmo as atividades desenvolvidas ficam aquém do esperado. Pedir demissão logo no início pode pegar mal para o profissional? Dependendo do contexto, chega a atrapalhar.

Não gostar do novo emprego é compreensível. Mas antes de tomar uma atitude precipitada, vale a pena refletir sobre alguns aspectos. Veja primeiro se não é apenas uma questão de adaptação. Mudanças sempre geram insegurança e podem levá-lo a querer buscar de volta o cenário antigo, de total controle. Agora, se você descobrir que realmente fez a escolha errada, não se desespere.

Se houver uma graninha guardada, dá pra arriscar. Se não, busque outro emprego em paralelo. Caso perguntem durante o processo de seleção a razão de querer sair do emprego em tão pouco tempo, fale a verdade, diga que não gostou. O importante é ser transparente. Só evite agir por impulso ou apenas com a emoção.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
20
março
06h00

Seguro-desemprego: o que muda com as novas regras?

As regras para solicitar o seguro-desemprego mudaram. Você sabe que alterações são essas para a obtenção do benefício?  Confira abaixo:

Preste atenção

1
Confira as novas regras do seguro-desemprego antes de pedir.
2
Você sabe como pedir da primeira vez?
3
Ficar bem informado sobre assunto ajuda a agir corretamente.

R7 Como falar com o chefe 230x300 Seguro desemprego: o que muda com as novas regras?- Quando solicitar o seguro-benefício pela primeira vez?

O profissional só poderá solicitar o benefício pela primeira vez se estiver trabalhado por, no mínimo, 18 meses. Na segunda vez, exige-se um tempo mínimo de 12 meses de vínculo empregatício.

- E quem pedir o benefício pela terceira ou quarta vez?

A partir da terceira solicitação, serão aceitas solicitações de quem trabalhou por um período mínimo de 6 meses até a data de demissão.

- Qual o número de parcelas recebidas?

Aqueles que entrarem com pedido pela primeira vez terão direito a até quatro parcelas, desde que tenha trabalhado entre 18 e 23 meses nos 36 meses anteriores. A partir de 24 meses trabalhados nos últimos 36 meses, o beneficiário receberá cinco parcelas do seguro-desemprego.

Na segunda solicitação, para ter direito a quatro parcelas é preciso comprovar vínculo empregatício entre 12 e 24 meses nos 36 meses anteriores.

Para ter direito a cinco parcelas, deve-se ter trabalhado por 24 meses, no mínimo, nos últimos 36 meses.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
18
março
06h00

E aí você vira chefe dos colegas…

De repente você é promovido e passa a ser chefe daqueles que eram seus colegas de trabalho. O que fazer para não ser visto como o amigo “chapa”, que não vai dar bronca e muito menos cobrar mais pesado da equipe? Antes de mais nada, é preciso se impor e ter uma conversa séria com os antigos pares. Nada de ser bonzinho ou passar a mão na cabeça de quem não cumpre suas atividades.

Preste atenção

1
Não continue a ser o colega, da sua equipe, seja líder.
2
Você tem a seu favor o conhecimento do perfil de cada um da equipe.
3
O momento é perfeito para toda a equipe ter sucesso.

R7 Chefe reconhecimento 300x199 E aí você vira chefe dos colegas...Agora você é chefe e será cobrado por isso.

Então, ao assumir a função coloque as cartas na mesa. Afinal, acima do coleguismo e da amizade, você é um profissional com deveres e metas. O que não quer dizer que a pessoa vai deixar de fazer parte do grupo. Manter um bom relacionamento com os colegas é uma coisa, mas o time precisa aprender a diferenciar o colega do chefe. O líder deve deixar claro que vai assumir o papel de chefe, ao delegar tarefas e cobrar resultados.

Se logo no início as regras ficarem claras, melhor será a percepção de quem está abaixo. Atitude que só fortalecerá o desempenho do grupo. Aliás, quando um líder se destaca do próprio time, é mais fácil obter o engajamento de todos. Ele conhece o perfil de cada um, os pontos fortes e os que precisam ser desenvolvidos. Não há nada a temer, basta adotar uma gestão transparente e uma comunicação aberta.

Ao trazer as pessoas para perto, certamente você como chefe só tem a ganhar e seu time também. Aproveite esse momento para engajar quem está ao lado e reconhecer cada um por seus méritos. Nada melhor do que uma equipe unida para gerar resultados. Isso é bom pra todos!

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
16
março
06h00

Nada de sair detonando os colegas

Tem muita gente sem noção no ambiente de trabalho. Acha que pode sair fazendo críticas não construtivas e acaba sendo rude. Pior ainda é quando o chefe em situações de pressão, sai agredindo todos da equipe. Há ainda aqueles sempre prontos para emitir um comentário ácido sobre os outros. Lidar com gente assim não é nada fácil. Não leve desaforo pra casa, mas procure manter a calma. Não altere o tom de voz para não perder a razão. Deixe que ele por si próprio sinta-se mal por suas ações.

Preste atenção

1
Mantenha a calma no ambiente de trabalho.
2
Critique trabalhos mas sem exagerar. Não gere antipatias.
3
No ambiente de trabalho todo o cuidado é pouco.

R7 Entrevista falar demais 300x199 Nada de sair detonando os colegasAgora, se você é quem quer ajudar um colega, mas acaba exagerando na forma como faz suas críticas ou observações a respeito dele, pense duas vezes antes falar alguma coisa. Não seja azedo, nem jogue suas insatisfações em cima de quem não tem nada a ver com seus problemas.

Tome uma atitude e mude rápido. Sua vida e seu trabalho vão ficar muito melhor. Não seja grosso e entenda que as pessoas têm limitações, assim como você mesmo. Não seja arrogante. Lembre-se que quem quer ajudar, jamais pode ter uma atitude contraditória.

Na dúvida, fique calado. Às vezes é melhor não emitir comentários e impedir que sua opinião seja mal interpretada ou destrua a autoestima do colega. Da mesma forma que não se deve fazer piadinhas de mal gosto. Todo cuidado é pouco!

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
13
março
06h00

Aprenda a lidar com o mau-caráter dentro da empresa

Muita gente não entende como as empresas mantêm pessoas desse tipo. Minha experiência no mundo corporativo mostra que há inúmeros cenários. Um deles é o desconhecimento por parte dos líderes das empresas de que há um mau-caráter entre eles. Quando se está no topo, muitas informações são triadas e há coisas que nem chegam aos ouvidos do presidente, por exemplo.

Preste atenção

1
Não se desespere, há muitas empresas que admitem profissionais mau-caráter.
2
Se estiver chateado com a situação, procure ajuda no RH discretamente.
3
Seja hábil e aprenda a lidar com os mau-caráter.

R7 Inveja e Ciumes1 200x300 Aprenda a lidar com o mau caráter dentro da empresaTambém existem lugares em que o líder não quer reconhecer que fez uma má escolha e fecha os olhos. Ou empresas que estimulam a competição, mesmo que para isso seja necessário os funcionários “se matarem”.  Nesse último caso, tudo vai depender do perfil do profissional. Se você é competitivo, mas se importa com a forma de agir, o melhor caminho é procurar outro emprego. Ética é uma característica super valiosa e quem a preza, não deve jamais sucumbir.

Agora, nos outros dois casos que citei tudo vai depender da forma como você lida com isso. Se não tiver muito jeito, procure mudar de área e fugir contato direto com o mau-caráter. Não tem como? Procure ignorar suas ações e se imponha na medida do possível, mas nunca bata de frente. Caso você tenha abertura, tente de alguma forma fazer com que a liderança da empresa saiba do problema. Se na sua empresa tiver um canal direto com o RH que permita fazer reclamações anônimas, recorra a ele.

Não esqueça que o mundo é cheio de gente do mal e aprender a lidar com essas pessoas é uma arte. Não desista!

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
11
março
06h00

Quais habilidades são valorizadas pelos recrutadores

Está buscando emprego e quer saber o que os recrutadores avaliam na hora da entrevista? Para encarar esse momento, capriche no currículo. Destaque seus pontos fortes e aspectos que podem interessar à empresa. Como descobrir que qualidades, qualificações ou habilidades são valorizadas pela empresa? Pesquisando.

Preste atenção

1
Analise seus talentos antes de partir para uma entrevista.
2
Informe-se muito sobre a empresa onde pretende trabalhar.
3
Peça para um amigo ajudar a avaliar suas características comportamentais.

R7 Emprego ok 300x217 Quais habilidades são valorizadas pelos recrutadoresPergunte a pessoas que trabalham lá ou alguém que tenha essa informação (amigo do amigo), dê um Google, procure notícias no jornal ou nos anúncios de emprego que a empresa faz. Com um pouco de informação já dá pra saber se você tem aquilo que a empresa está querendo. Se você não se sentir preparado, vá atrás para se qualificar.

Também descubra que habilidades comportamentais você possui e que podem se encaixar à cultura da empresa. Por exemplo: Você sabe se comunicar? Você tem capacidade de liderança?  Gosta de trabalhar em equipe? Sabe se “vender” ?

Tudo isso, além de avaliar seu poder de argumentação e de articulação com o grupo em que se vai trabalhar são aspectos muito mais valorizados do que um bom currículo apenas. As empresas, cada vez mais, estão de olho nas habilidades comportamentais dos candidatos. Por isso, fique ligado!

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
8
março
06h00

Ter vários trabalhos é bom ou ruim?

Tem gente que odeia trabalho fixo, com rotina de horários e chefe no pescoço. Mas será que viver de fazer bico é bom? O lado positivo é que você tem a chance de uma nova experiência avaliar se é isso que você quer. Se for na sua área, amplia sua rede de relacionamentos e lhe proporciona uma bagagem maior naquilo que você já faz.

Preste atenção

1
Fazer bico é uma maneira de ampliar seus conhecimentos.
2
Lembre-se: o quanto antes encerrar esse tipo de carreira, melhor para alavancar seus rendimentos fixos.
3
Encare os bicos como um plano B, caso fique por muito tempo desempregado.

R7 Empresa Junior 210x300 Ter vários trabalhos é bom ou ruim?O lado ruim é que com o bico você pode ganhar menos, mas se fizer uma comparação proporcional a quantidade de horas em que trabalha, vai achar mais interessante. Mas fique esperto, não se vive de bicos a vida toda. Vivemos de uma atividade motivadora, que escolhemos no início da carreira porque nos dará satisfação. Conheço gente que tem mais de dois bicos e até quatro empregos diferentes. Isso não é bom. Exige muito do profissional que se vê no limite do estresse para ter uma renda suficiente.

Ainda sou a favor de se escolher uma atividade, uma carreira e persegui-la com obstinação. Claro que ter um plano B é importante, mas não acredito que fazer muitas coisas ao mesmo tempo funcione. Siga seu rumo com garra e determinação, fazendo sempre uma avaliação honesta do seu desempenho.

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
8
março
06h00

Será que ainda existem Amélias?

Dá pra acreditar que os homens brasileiros ainda são machistas, embora pareçam mais descolados e liberais? Pois é, o Instituto Avon, há pouco tempo, fez pesquisa sobre as "Percepções dos homens sobre a violência doméstica contra a mulher", abordando o machismo em diversas modalidades. E, infelizmente, alguns conceitos ultrapassados continuam presentes na vida de milhares de brasileiras! Vejam alguns exemplos:

  •  R7 Empregado bom 300x300 Será que ainda existem Amélias?69% não querem que a mulher saia com amigos (as) sem o marido;
  •  46% não gostam que mulheres usem roupas justas e decotadas;
  •  43% acham que quem deve cuidar da casa é a mulher;
  •  47% deles concordam que o homem precisa mais de sexo do que a mulher.

Sem falar da violência propriamente dita que, graças à lei Maria da Penha, vem diminuindo.

As mulheres continuam na luta como esposas, profissionais, mulheres e mães! Profissionais que sabem como agendar a vida e tomar decisões pessoais e profissionais, competindo mais e mais por um espaço cada vez maior. Não é à toa que foi criado o conceito de “pessoa multitarefa”, onde cabem os três importantes papéis desempenhados pelas mulheres: mãe, mulher e profissional. Para isso a mulher desenvolveu um equilíbrio e aprendeu a dividir seu tempo distribuindo e compartilhando tarefas.

Mas não se engane, ninguém consegue ser 100% realizadora como pessoa multitarefa. Como mulher moderna e empreendedora, cada uma pode se esforçar para atingir a meta próxima a 100% e, para isso, é preciso separar bem as funções desempenhadas evitando cruzar os papéis, ou seja:

  • Problemas do trabalho ficam no trabalho;
  • Curta a família com qualidade mesmo que em pouca quantidade;
  • Aprenda a delegar e a dizer não;
  • Invista na sua vida pessoal e faça o que é necessário, o desnecessário fica pra depois;
  • Encare os problemas de frente e aproveite o presente.

As mulheres são vencedoras da batalha que vêm enfrentando há muitos anos sem, no entanto, perder a característica feminina que lhe é peculiar. Ainda há muito por vencer com outros desafios que virão, equilibrando todas as funções de forma eficaz, delegando tarefas, compartilhando todos seus papéis e conquistando seu lugar de direito com honra, força, paixão e amor.

Feliz Dia Internacional da Mulher!

 

Dicas bacanas sobre carreira e planejamento de vida em  http://www.facebook.com/OMelhorVemDepoisOficial e no http://twitter.com/juliocardozo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com