Como saber se minha carreira de profissional liberal está no caminho certo???

Ola amigo

para ter dicas como essa em vídeos, acesse o link  abaixo e cadastre seu e-mail gratuitamente...

http://bit.ly/Ultravisão

Um dos primeiros passos para saber se a carreira do profissional está no caminho certo é identificar qual é o comportamento que ele tem diante do mercado e principalmente na conquista de clientes. Algumas pessoas, quando se qualificam como profissionais liberais, acham que basta ter conhecimento técnico e os clientes agora devem respeitá-lo como autoridade. Em alguns casos, mesmo tendo feito uma mera graduação, ou seja, ensino superior, fazem questão de serem chamados de doutores. Ora, meu amigo, doutor é quem faz doutorado e não quem acha que tem esse título apenas por uso comum no mercado.

Mas é justamente esse senso comum, esse sinal de respeito com algumas profissões que se chamam doutores que faz com que algumas pessoas achem que tem o direito de saber muito e principalmente de fazer com que os clientes coloquem-se na posição de pessoas ignorantes, ou seja, que não tem o direito e nem o conhecimento necessário para questioná-los. Logo, uma das funções importantíssimas para saber se uma carreira de profissional liberal está no caminho certo é a pessoa se perguntar se ela está no exercício da sua profissão, servindo aos seus clientes, ou está apenas atendendo o que os clientes pedem.

Quem atende está muito limitado e vai continuar limitado até entender que prestador de serviços é aquela pessoa que existe para servir e não para impor ao cliente a sua opinião. Resumindo, para saber se a sua carreira de profissional liberal está no caminho certo se pergunte de maneira simples: você se sente realizado quando ajuda alguém pelo prazer de ajudar ou somente quando há muito dinheiro envolvido? Essa resposta vai valer a diferença entre você ser um profissional comum e um profissional de destaque no mundo dos profissionais liberais.

PESQUISA INÉDITA DA BOSSTECH!!!!!

Para muitos profissionais um momento constrangedor é a aquela hora de pedir um aumento de salário para o chefe.

De outro lado, as chefias estão cada vez mais preparadas para esses pedidos...

Assista o video no link abaixo e entenda o que estou dizendo!!!!

http://bit.ly/bosstechaumentodesalario

Devo tolerar aquele que perde a paciência, mas gera resultados???

No meio corporativo não é tão difícil assim encontrar pessoas que têm um bom desempenho profissional, que sabem executar bem determinadas tarefas e apresentar excelentes resultados para uma organização.

O problema é encontrar pessoas que não sejam estouradas, pessoas que conseguem controlar o seu impulso, a sua ansiedade e, principalmente, que não descarregam a sua raiva, o seu estresse, o seu mau humor, nos demais colegas de trabalho.

resili ncia Devo tolerar aquele que perde a paciência, mas gera resultados???Já, encontrar profissionais que não ap enas saibam apresentar resultados, mas que também saibam contar até dez antes de reagir, que saibam suportar a pressão, contornar situações difíceis é que está cada vez mais raro no meio corporativo.

Tenho observado que está cada vez mais fácil encontrar pessoas que fazem de tudo para transformar uma pequena situação num grande problema e, ainda, adoram discussões inúteis, adoram procurar culpados e ficam o tempo todo discutindo quem fez, do que propriamente como resolver a questão.

Resumindo, o meio corporativo precisa de gente competente, não apenas em gerar resultados, mas principalmente em suportar a pressão e contornar problemas no dia-a-dia.
Luciano Salamacha

Por que o mercado valoriza tanto quem tem equilíbrio emocional???

Para algumas pessoas, ter equilíbrio emocional é nunca manifestar de maneira veemente, de maneira exacerbada, toda emoção que se está sentindo, seja na alegria, seja na tristeza. Isso está longe de ser equilíbrio emocional. Na verdade, ter um equilíbrio emocional leva uma pessoa a ter maior liberdade de expressar suas emoções sem, entretanto, se deixar dominar por elas e, principalmente, se deixar dominar pelo impulso.nash equilibrium1 300x199 Por que o mercado valoriza tanto quem tem equilíbrio emocional???

Conto aqui uma situação. Um determinado gestor que é extremamente carismático com a equipe também costuma ter desequilíbrio emocional. Basta levar até ele uma notícia negativa para que perca o controle e passe a procurar culpados de maneira desmedida, descontrolada, até que finalmente sua raiva passe. Nesses períodos, nesses picos de total irracionalidade, esse gestor muitas vezes troca os pés pelas mãos, fala o que não deve, acha que tem razão, não pondera o lado do outro e fatalmente acaba criando problemas no relacionamento e até mesmo perdendo boas pessoas.

O equilíbrio emocional permite que a pessoa vibre quando vê o gol do Brasil na Copa, vibre quando atinge uma meta na empresa e também fique triste quando algo não dá certo. O equilíbrio emocional está em manifesta r as suas emoções sem ofender e sem magoar o outro.

É aí que está o segredo para que o profissional, o gestor, consiga fazer das suas emoções algo extremamente verdadeiro, porém algo que não machuque os outros, mas apenas a si mesmo. Pense nisso!

Simplifica Brasil!!!!!!

Ola pessoal: vamos curtir no facebook a fan page https://www.facebook.com/SimplificaBrasil/

vamos simplificar a vida do brasileiro: em vez de números diferentes para cada documento, vamos unificar tudo em torno do CPF e pronto!

O número da sua carteira de motorista?  seria o mesmo do CPFCaptura de Tela 2014 06 09 às 00.33.451 280x300 Simplifica Brasil!!!!!!

O número da sua carteira de identidade?  seria o mesmo do CPF

O número da sua carteira de trabalho?  seria o mesmo do CPF

O número da sua inscrição de PIS/PASEP?  seria o mesmo do CPF

O número da sua carteira da sua conta no Fundo de Garantia?  seria o mesmo do CPF

O número do seu titulo de eleitor?  seria o mesmo do CPF

O número do seu certificado de reservista?  seria o mesmo do CPF

O número de seu plano de saúde?  seria o mesmo do CPF

O número da sua carteira de profissional liberal (OAB, CRM, CRO, etc)?  seria o mesmo do CPF

 

 

Como convencer seu chefe que é ele o motivo da perda de tempo na empresa???

Há algo mais estranho que seu chefe pedir para que você melhore a sua produtividade, melhore a gestão do seu tempo quando, na verdade, é o próprio chefe que provoca toda essa confusão?

Conto aqui a história de um amigo, o Alberto, que sempre teve dificuldades com a sua chefia.

chefe enrolado Como convencer seu chefe que é ele o motivo da perda de tempo na empresa???

Primeiro porque o Alberto é extremamente organizado. Segundo, porque o Alberto sempre teve como seu chefe imediato uma pessoa extremamente enrolada, uma pessoa que toda vez que tinha algum tipo de problema logo tratava de fazer uma reunião com todos da equipe para ficar discutindo apenas com uma pessoa enquanto que os outros pacientemente ficavam observando.

Ainda, o Manoel era daqueles gestores que gostava de literalmente ficar perguntando coisas óbvias demais. Ele sentia que seria mais importante, teria maior controle das atividades se soubesse de absolutamente tudo. A questão é que o Manoel, com as suas perguntas óbvias demais acabava irritando os próprios funcionários, inclusive o Alberto que toda vez que já sabia o que deveria fazer, era questionado pelo Manoel se sabia o que deveria fazer.

Por isso quando se tem gestores que são enrolados deve-se tomar cuidado para não querer demonstrar que você é mais competente que ele. Quando o chefe é enrolado você não precisa ser igual, mas também não precisa invalidar essa atitude principalmente quando não há ambiente para isso. Pense nisso!

 

O que um profissional deve fazer quando a chefia demonstra alta instabilidade no dia-a-dia da empresa???

O mundo empresarial já seria complicado o suficiente somente com as variáveis incontroláveis que toda pessoa tem de enfrentar. Estou falando das variações econômicas, dos clientes, dos fornecedores e se não bastasse tudo isso que já torna a vida da pessoa um verdadeiro inferno, ainda muitas vezes tem de se lidar com a instabilidade da própria chefia. É o caso daquelas organizações em que o chefe nem sempre tem o humor estável.

Gangorra 03 300x225 O que um profissional deve fazer quando a chefia demonstra alta instabilidade no dia a dia da empresa???Praticamente é uma pessoa bipolar que um dia che ga cumprimentando todos, agradando-os, sendo gentil e educado, mas no dia seguinte simplesmente não olha ninguém e dá respostas curtas, grosseiras e mal-educadas. Trabalhar com chefias assim é mais que um desafio. É uma verdadeira gangorra que o profissional tem de tomar cuidado para não perder o equilíbrio e cair.

Isso mesmo! Quando o chefe é desequilibrado o profissional deve ser equilibrado em dobro para poder se moldar ao humor do chefe. Sabendo que em alguns dias poderá abordar temas que são relevantes para a empresa porque o chefe está de bom humor. Em outros casos, equilibrado também para sequer tocar no assunto ainda que seja extremamente importante para a empresa quando o chefe demonstra de maneira inequívoca que não está nos seus melhores dias.

Resumindo, para lidar com um chefe totalmente inconstante um profissional deve sempre lembrar o exemplo da gangorra. Não interessa se você está subindo ou descendo, interessa sim se você está se sentindo equilibrado para continuar no jogo de maneira segura. Pense nisso!

Como desenvolver minha carreira se os colegas me incentivam a permanecer acomodado???

Quando colegas de trabalho incentivam uma pessoa a não desenvolver a sua carreira, dois cuidados devem ser tomados. O primeiro é porque esses colegas efetivamente estão longe de serem amigos da pessoa.Cook Islands Assets Best Friend Como desenvolver minha carreira se os colegas me incentivam a permanecer acomodado???

Quem é amigo deseja o melhor, deseja o desenvolvimento, deseja a melhor condição. Já, quem teme a concorrência, prefere muitas vezes estimular bons colegas, bons potenciais a se acomodarem, a fazer com que toda a equipe mantenha uma média de mediocridade.

Outras vezes o conselho é para evitar a concorrência, principalmente de uma pessoa que pode se tornar competente a cada dia. Logo, meu amigo, quando os colegas da sua equipe começarem a aconselhar para que permaneça acomodado você deve entender isso como um sinal, um recado de pessoas que não vão medir esforços para lhe prejudicar e para evitar que você se destaque na corporação.

Por isso mesmo é necessário que você comece a ter cuidado com o que fala e também como age perto dessas pessoas. Às vezes a única coisa que elas irão fazer é complicar a sua vida para fazê-lo desistir e voltar ao estágio de acomodação.

Contudo, preste atenção! Quem não segue os bons acaba se tornando mais um dentro os tantos ruins que existem n o mundo corporativo.

Posso confessar ao meu chefe que estou com medo de tomar uma decisão???

Não há nada de errado em um profissional reconhecer suas fraquezas. Isso efetivamente é visto na maioria das organizações como um sinal de franqueza, de transparência, além de ser um forte indicador da existência de autocrítica na pessoa. Logo, quando um profissional confessa ao seu chefe que está tendo medo de tomar uma decisão, via de regra, ele está demonstrando cautela. Ele está demonstrando para o chefe que prefere demonstrar uma falsa fraqueza a colocar em risco algo que a empresa poderá pagar.

confessionariorommer2 300x225 Posso confessar ao meu chefe que estou com medo de tomar uma decisão???Como disse, há uma maioria que pensa assim, porém existe também a minoria, empresários e gestores que acham que se um funcionário tem medo de tomar decisão e pede ajuda é porque esse funcionário, na verdade, está tentando fazer com que o chefe assuma a responsabilidade. É quando o funcionário não quer assumir para si o ônus da sua decisão e fica se fazendo de bobo, dando uma de inseguro para que a alta gestão tome decisões em seu lugar. Para que isso não aconteça, basta que o profissional tenha duas regras em mente.

A primeira é revelar para o chefe que ele vai tomar a decisão. A segunda é que ele apenas quer dividir com o chefe a opinião, um ângulo de análise, ou seja, quer partilhar com o chefe o raciocínio sobre aquela situação e não efetivamente qual é a melhor decisão a tomar. Assim, amigo, preste atenção. Você pode confessar ao seu chefe sempre que estiver com medo de tomar uma decisão, mas não esqueça de que quem vai ter de tomar a decisão continua sendo você. Portanto, o principal é dividir raciocínios e não decisões.

Como dosar o medo e a coragem na hora de tomar uma decisão na empresa???

Para algumas pessoas, principalmente para aqueles que estão iniciando no processo de gestão, dosar o medo e a coragem passa a

medo1 150x150 Como dosar o medo e a coragem na hora de tomar uma decisão na empresa???

ser um dos critérios mais complicados de se exercer. O primeiro porque quando a pessoa não era gestor, não era chefe, era muito mais fácil sugerir ao seu superior que tomasse atitudes mais corajosas ou que utilizasse mais cautela numa determinada decisão. Já, na medida em que é você quem está assumindo riscos, as coisas não parecem tão simples assim.

Um dos motivos é porque quem está envolvido no problema nem sempre tem a mesma clareza de análise, de raciocínio, de interpretação como aquela pessoa que tem o seu cargo envolvido diretamente na decisão. Por isso uma das primeiras dicas para quem acaba de assumir um cargo de chefia, de liderança e está tendo problemas para dosar o seu medo, ou então, para dosar a sua coragem é justamente buscar se apoiar, buscar se aconselhar com pessoas que já exerçam cargos de chefia ou liderança e que podem lhe auxiliar a entender a situação.

ousadia 300x176 Como dosar o medo e a coragem na hora de tomar uma decisão na empresa???Perceba que é importante você se aconselhar com pessoas que já exercem esse cargo, pois assim como você, quando não era chefe, tinha uma interpretação diferente sobre a realidade, também os seus funcionários deverão ter o mesmo tipo de visão. Já, as pessoas que tomam decisões todos os dias, que são obrigadas a colocar o seu emprego em jogo, a cada ousadia ou a cada temor que utilizam para tomar uma decisão podem se auxiliar a desenvolver critérios para tomada de decisão.

 

Página 1 de 1112345...Último