INICIANDO A CAMINHADA

chaplin 300x259 INICIANDO A CAMINHADA

Afirma o ministro da Educação: sabemos o que queremos fazer, mas também o que podemos fazer! A nova caminhada será longa...

Olá.

O novo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, está iniciando o seu trabalho com os pés no chão. Afirma que:

- É um problema de todo governo saber o que quer fazer e o que pode fazer;

- É preciso respeitar o ajuste fiscal em benefício do futuro do País;

O ministro, com essas palavras, deixa claro que atravessaremos anos de vacas magras.

O PRONATEC, programa que investe no Ensino Técnico está com represamento de verbas e adiamento do início de novas turmas.

Quanto ao FIES, financiamento para o estudo em Escola Superior, os contratos existentes serão cumpridos mas novos contratos estarão sujeitos a novas regras (no ENEM, mínimo de 450 pontos e nota de Redação diferente de zero).

As universidades federais vão penar com a diminuição de verba que já não é suficiente. As escolas estão recebendo as mensalidades do PROUNI com atraso.

E o Ensino Básico? A presidente Dilma gastou o que quiz e não conseguiu tirá-lo da mediocridade. E agora, gastando apenas o que pode, o que conseguirá o ministro?

Não devemos esperar milagres para a Educação brasileira. Operando com eficiência e honestidade, o que se espera do ministro Renato Janine Ribeiro, em 10 anos sentiremos progressos.

Abraços.

O QUE SE SABE? O QUE SE QUER?

IMG 0310 300x203 O QUE SE SABE? O QUE SE QUER?

"O que se sabe? O que se quer?" é a ferramenta criada pelo saudoso Prof. Carlos Marmo para resolver os problemas de Geometria Descritiva e Desenho Geométrico e pode ser utilizada para demais disciplinas.

Olá.

É a coisa mais normal você ouvir de um estudante, após uma prova: "Eu sabia a teoria e não consegui resolver a questão!".

Para começar, uma coisa é saber a teoria, outra coisa é ter uma vaga ideia da teoria. Para saber a teoria é preciso ter lido e refletido sobre ela e, a seguir, ter resolvido as questões propostas.

Eu vou supor que você seja um estudante, que estudou seriamente a teoria envolvida em determinada questão e não conseguiu resolvê-la. Pergunte baixinho:

- O que se sabe?

- O que se quer?

O que se sabe? A teoria envolvida (sabe mesmo?) e os dados fornecidos pelo enunciado.

O que se quer? Em geral, está muito claro no enunciado o que deve ser obtido.

Agora, a terceira parte: raciocine, partindo do que sabe e chegue aonde quer.

Caro estudante, acredite: praticando, desenvolve-se a capacidade de raciocinar, de encontrar no enunciado informações úteis que serão relacionadas com as teorias disponíveis no seu hall de conhecimentos para a resolução da questão.

Quanto maior o número de questões que você resolver, tanto melhor.

Presto aqui homenagem ao saudoso professor Carlos Marmo, meu irmão, que idealizou a ferramenta "O que se sabe? O que se quer?" para resolver os problemas de seus cursos de Geometria Descritiva e Desenho Geométrico.

Abraço.

 

 

FEBRACE

 FEBRACE

O "FAZER"é um ótimo instrumento de aprendizagem.

Olá.

Eu tenho falado de criatividade, de empreendedorismo, de como o ser humano é criativo, em articular, os jovens brasileiros.

O Estadão divulgou em reportagem de Luiz Fernando Toledo a próxima Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE) que desafia a criatividade de jovens estudantes do Ensino Médio e Técnico. O alvo é a crise hídrica e a falta de energia.

Trezentos e trinta e dois trabalhos selecionados foram apresentados na FEBRACE, instalada na Escola Politécnica da USP.

Alunos do Colégio 12 de Outubro, no Alto da Boa Vista, zona sul de São Paulo, inventaram um sistema de aproveitamento da água da máquina de lavar roupa, batizado de Eco Laundry.

Dois alunos da Escola Técnica Profa. Dra. Q. Karashiro Toyohara, do Centro Paula Souza, em Pirituba, na zona norte de São Paulo, criaram uma maquete com ideia para uma casa sustentável.

Feira de Ciências é um excelente caminho para o desenvolvimento da criatividade do estudante e entendimento de disciplinas que somente tratadas com giz e lousa se tornam áridas. O "FAZER"é ótimo instrumento de aprendizagem.

Parabéns FEBRACE.

Abraço.

HÁBITO DE ESTUDO

Aprender 300x240 HÁBITO DE ESTUDO

Olá.

Caro estudante, permita-me ser chato. É para o seu bem...

Suponho que você não falte às aulas, participe das mesmas e somente estude em casa em véspera de prova. O conhecimento que você assimilou durante as aulas vai se esvaindo, aos poucos. Com isso haverá prejuízo para o entendimento das aulas seguintes. Apesar do estudo em véspera de prova, durante a mesma você até se lembrará de uma parte do que aprendeu em aula, o suficiente para passar de ano. Você fica satisfeito, missão cumprida, passou de ano.

Você vai acordar desse estado de letargia mental quando fizer o ENEM.  Não é possível, bem menos do que esperava!

O que você fez de errado nesses anos de Ensino Médio? Na aula, o professor abre as portas do conhecimento para você. Às vezes, com um monólogo. Outras vezes, o professor dialoga com a turma. Tem professor que divide a sala em grupos para a discussão de assuntos. Essa é a primeira fase da aprendizagem. Em casa, deve ter início a segunda fase: aula dada, aula estudada. Você deve ler no material didático os assuntos dados em aula e refletir sobre eles. A seguir, resolver as questões propostas.

Caro estudante, assim você vai assimilar os conhecimentos que os professores apresentaram em suas aulas. O estudo em casa é uma atividade solitária que se processa entre você e a matéria, com muita concentração.

Não é fácil adotar esse sistema de aprendizagem. É difícil o início. Depois virá hábito de estudo, rotina.

Estudar e coçar... é só começar.

Abraço.

 

 

COLECIONADORA DE MINISTROS

 COLECIONADORA DE MINISTROS

O novo ministro da Educação Renato Janine Ribeiro renova nossas esperanças de um futuro melhor para a Educação do Brasil.

Olá.

Em pouco mais de quatro anos de governo, a presidente Dilma teve quatro ministros da Educação: Fernando Haddad, Aloizio Mercadante, Henrique Paim e Cid Gomes. O que eles conseguiram ou não conseguiram fazer na área da Educação?

- Não conseguiram tirar o Ensino Básico da mediocridade;

- Conseguiram ampliar o número de alunos que frequentam a Escola Superior por meio do PROUNI e FIES;

- Não conseguiram oferecer vagas em creches para atender a todos os interessados;

- Conseguiram por meio do PRONATEC, ampliar o número de vagas para o Ensino Técnico;

- Não conseguiram tirar das ruas e encaminhar para as escolas milhares de jovens de quatro a dezessete anos;

- Conseguiram ampliar o número de vagas para oferta de bolsas de estudo no exterior, com o Programa Ciência sem Fronteiras;

- Não conseguiram valorizar o Magistério, pagando miseravelmente os professores do Ensino Básico da rede pública;

Agora a presidente Dilma nomeou o quinto ministro da Educação de sua gestão, o professor Renato Janine Ribeiro, da cadeira de Ética e Filosofia Política da USP. O seu currículo e a folha de serviços prestados na área de Educação comprovam, sem desmerecer seus antecessores, que agora temos um ministro da área. Além de tudo, um filósofo, que certamente observará os problemas da Educação com farol alto. Saberá reconhecer as prioridades.

Parabéns, ministro Renato Janine Ribeiro, o senhor renova nossas esperanças de um futuro melhor para a Educação do Brasil.

Abraço

CRECHES, OUTRA VEZ?

creche 300x205 CRECHES, OUTRA VEZ?

A esperança de novas creches em São Paulo está na colaboração da iniciativa privada.

Olá.

Não é possível, prefeito Haddad, após dois anos de gestão continuam faltando as mesmas 100 mil vagas para creches em São Paulo!

Quando o senhor assumiu a Prefeitura, prometeu zerar a fila de espera para conseguir vaga em creches... Zerou mesmo a criação de novas creches.

Está certo, as dificuldades para conseguir terrenos são muitas. Então, o prefeito resolveu recorrer  à iniciativa privada. Reuniu empresários e discutiu com eles as condições para a construção de novas creches.

Pacientemente aguardaremos.

Abraço.

A GREVE DOS PROFESSORES DO ENSINO ESTADUAL PAULISTA

 A GREVE DOS PROFESSORES DO ENSINO ESTADUAL PAULISTA

É justo que os professores tenham salário equiparado ao de outros profissionais com ensino superior.

Olá.

Os professores da rede pública estadual entraram em greve, principalmente por um reajuste salarial. O que reivindicam? O aumento de 75,33% em seus salários. Por que um reajuste tão elevado? Para equiparação com outras carreiras do ensino superior.

O que respondeu o governo estadual? O salário dos professores é de R$2.415,89 enquanto o PISO Nacional é de R$1.917,78.

A lógica é uma só: se o Brasil é Pátria Educadora, por que o Magistério é uma profissão tão desvalorizada?

Uma comissão formada por representantes do governo, sindicatos e outras entidades profissionais, está estudando o assunto. Ninguém espera que o governo conceda reajuste de 75,33% já, mas que se estabeleça uma meta a curto prazo para obtê-lo. É justo.

Quando os professores estiverem ganhando dignamente, poderemos pensar em cobrar a eficiência do ensino público brasileiro.

Eu acredito que São Paulo dará o exemplo para o restante do País, se tornando o primeiro Estado brasileiro a valorizar o Magistério.

Abraço.

PROFESSOR PIERLUIGI PIAZZI (1943-2015)

Pier 241x300 PROFESSOR PIERLUIGI PIAZZI (1943 2015)

Pier serviu de inspiração para centenas de professores!

Olá.

Por volta de 1970, eu acabava de assumir o cargo de coordenador do Anglo, quando a direção contratou um novo professor de Física: Pierluigi Piazzi. Os alunos o chamavam de Pier.

Pier era um jovem loiro de olhos azuis, muito bonito, italiano com leve sotaque, mais parecia um artista de cinema americano do que um professor de Física. Pensei eu, isso não vai dar certo, mas deu. Deu muito certo! Felizmente para o magistério, nenhum agente cinematográfico o descobriu.

Pier tinha um QI (inteligência) elevado e, também, um QE (emocional) elevado, um discurso convincente que conseguia motivar os milhares de seus alunos.

Eu tive muito trabalho como coordenador para aparar as arestas de inúmeros casos de alunas apaixonadas pelo Pier.

A direção, impressionada pela facilidade com a qual ele se comunicava com seus alunos, contratou-o para fazer palestras para os professores do Sistema Anglo de Ensino. Pier deveria explicar aos professores como funcionava o nosso método de ensino. Numa única reunião, percebi que ele já estava por dentro. Foi um sucesso. Durante muitos anos Pier foi um dos principais laços pedagógicos que uniam as escolas parceiras ao Anglo. Ele foi uma inspiração para centenas de professores!

Há poucos anos, a direção rompeu o contrato com o Pier, por razões financeiras.

Pier era um apaixonado por ficção científica. Criou uma editora com a finalidade de publicar obras de ficção científica. Hoje, a editora é dirigida por um de sues filhos.

Pier tinha uma imensa cultura, um entusiasmo fora do comum para realizar suas tarefas, um imenso desejo de adquirir novos conhecimentos. Era uma boa pessoa, um bom amigo. Ele viverá enquanto viverem os seus familiares, seus amigos e milhares de alunos.

Agora, talvez esteja apresentando os seus projetos interplanetários à Arthur Clarke.

Que Deus o abençoe.

Abraço.

A RELAÇÃO PAIS/FILHOS NA APRENDIZAGEM – PARTE II

Pais e Filhos Estudo1 300x199 A RELAÇÃO PAIS/FILHOS NA APRENDIZAGEM   PARTE II

Na vida há tempo para tudo. A sabedoria está em saber distribuí-lo.

Olá.

Numa sala de aula genérica há três tipos de alunos:

- Primeiro tipo

Participam das aulas e em casa, aula dada, aula estudada.

- Segundo tipo

Participam das aulas e somente estudam em vésperas de prova.

- Terceiro tipo

Levam as aulas em brincadeira e não estudam em casa.

Os alunos do primeiro tipo têm meta bem definida, serão bem sucedidos no vestibular.

Os alunos do segundo tipo vão acordar para o estudo no cursinho, as vezes com dois ou três anos de preparação. As vezes, entram numa faculdade qualquer  e transferem o problema para mais adiante, quando irão ingressar no mercado de trabalho em condições duvidosas, as vezes sujeitando-se a subempregos n0 mercado de trabalho.

Os alunos do terceiro tipo, se estiverem em bom colégio, serão reprovados. Recomendo para eles uma Escola Técnica. O "FAZER" do Ensino Técnico provavelmente irá motivá-los.

Os alunos do primeiro tipo, minoria numa sala de aula, certamente adquiriram três valores fundamentais: responsabilidade, organização e disciplina. Senhores pais, aí está a fórmula do sucesso: incutir em seus filhos esses três valores fundamentais. É tarefa árdua que exige perseverança, mas é gratificante. Não descuidem da prática de esportes dos seus filhos. Estudar e praticar esporte acabam se tornando hábitos saudáveis.

Na vida, há tempo para tudo. A sabedoria está em saber distribuí-lo entre o estudo, o esporte, o lazer e a convivência com familiares e amigos. Para isso, a contribuição dos pais é fundamental.

Abraço.

 

 

 

A RELAÇÃO PAIS/FILHOS NA APRENDIZAGEM – PARTE I

Pais e Filhos Estudo 300x199 A RELAÇÃO PAIS/FILHOS NA APRENDIZAGEM   PARTE I

Os pais devem compartilhar do estudo de seus filhos com carinho e palavras de estímulo.

Olá.

O meu ex-aluno de 1968, José Tostes Filho, pediu-me para comentar como deve ser a relação pais-filhos no sentido de beneficiar a aprendizagem de seus filhos. Outros pais me fizeram esse mesmo pedido. É assunto para um livro que procurarei resumir em duas matérias.

Desde cedo, os pais devem insistir com seus filhos o quanto é importante estudar para adquirir uma profissão qualificada e viver com dignidade na sociedade.

Os pais devem acompanhar os seus filhos em todas as fases de aprendizagem, desde a Educação Infantil até o ingresso numa Escola Superior, sempre com palavras de estímulo, nunca de reprovação. Conversar sobre as aulas que tiveram, sobre seus professores, o que estão aprendendo.

Na fase do Fundamental I, a tarefa é mais fácil porque o professor passa diariamente tarefa para casa e corrige no dia seguinte. É só acompanhar e, se possível, ajudá-los vez ou outra nas lições de casa. A coisa complica no Fundamental II, com o aumento no número de disciplinas e, consequentemente, no número de professores. O estudante que adquiriu hábito de estudo no Fundamental I, tende a perdê-lo no Fundamental II porque nem todos os professores passam tarefa para casa.

É importante saber que a aprendizagem se processa em dois tempos:

- Primeiro tempo - Escola

O aluno deve participar ativamente da aula. Para isso, deve chegar na escola sem afobação, bem dormido e bem alimentado.

Meta: entender todas as aulas do dia.

- Segundo tempo - Casa

Após a refeição, descansar em torno de uma hora e dirigir-se para o seu cantinho de estudo (constituído por uma mesa com gavetas prateleira e boa iluminação) e começar a estudar. Como? Lendo no material didático os assuntos de todas as aulas do dia, refletindo sobre eles e resolvendo as questões propostas no material. Anotar as dúvidas para saná-las na escola, com seus colegas e/ou professores.

Meta: aula dada, aula estudada.

Completado o segundo tempo, podemos afirmar que o conhecimento envolvido nas aulas do dia está assimilado. É muito importante o acompanhamento dos pais nesse sentido.

A tarefa do professor é abrir as portas para a aquisição do conhecimento. A tarefa do estudante é  ler, refletir e resolver as questões propostas para assimilar o conhecimento (é uma atividade solitária). A tarefa dos pais, é certificarem-se de que tudo está caminhando corretamente, com muito carinho.

Na próxima quinta-feira continuarei com o tema.

Abraço.

 

 

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com