ENADE

 ENADE

O ENADE é uma excelente iniciativa do MEC.

Olá.

Como saber qual o nível de eficiência de nossas faculdades?

Para isso o MEC criou o ENADE (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), excelente iniciativa.

O ENADE sofreu alterações:

- prova anual, em vez de ser realizada a cada 3 anos;

- continua obrigatório mas a nota do aluno comporá o Conceito Preliminar do Curso (CPC), que constará no diploma. A nota da prova vale 60% do CPC e os outros 40% devem ser atribuídos ao corpo docente e estrutura da escola;

- avaliação por áreas, todos os cursos serão contemplados.

Uma boa notícia: o MEC concedeu aumento de 11.36% para o salário inicial dos professores da escola pública.

Abraço.

A TECNOLOGIA EM AVANÇO

Aplicativos 300x219 A TECNOLOGIA EM AVANÇO

A tecnologia está sendo utilizada por algumas escolas.

Olá.

Faz algum tempo que a tecnologia inovadora invadiu a sala de aula: computadores, vídeos, filmes, jogos on line...

No início, era utilizada como fator motivacional e com o tempo, começou a ser parte integrante das aulas.

Atualmente, existe um novo caminho posto em prática por algumas escolas. Toma por base a habilidade que os jovens possuem para manipular smartphones e assim surgem atividades de elaboração de aplicativos que utilizam conceitos relacionados às disciplinas ministradas, como por exemplo, criação de jogos para exercitar Matemática. Com isso, os alunos aprendem com diversão!

Quem será o próximo ministro da Educação? Ultimamente tivemos vários. Depende do que ocorrerá com o governo. Impeachment, troca de cargos por votos... Estamos mal, hein?

Espero por dias melhores na Educação. Currículos, salários dos professores e tecnologia devem ser temas importantes.

Abraços.

 

INDISCIPLINA

Bagunça 300x225 INDISCIPLINA

A troca do castigo por trabalhos é uma boa ideia.

Olá.

O tema tem sido recorrente...

Nos últimos anos constatou-se uma desistência anormal dos alunos do Ensino Médio. Por quê? Os alunos desistentes descobrem que o certificado de conclusão tem pouco valor no mercado de trabalho e que sua maior utilidade é permitir que sejam feitas inscrições para vestibulares.

Alguns alunos não querem entrar em faculdade por conta do estudo de matérias abstratas. Eles se dariam melhor em cursos técnicos, onde o foco é o FAZER. Por que, então, esses alunos não entram em escolas técnicas? Não há vagas suficientes em escolas técnicas públicas, conforme comentei em matérias anteriores.

Esse é um fator que explica parte da indisciplina de alunos em salas do Ensino Médio. Por quê? A aprendizagem se processa em dois tempos:

Primeiro tempo: na sala de aula.

Segundo tempo: em casa.

A aprendizagem na sala de aula exige participação ativa do aluno. Ora, se o aluno não tem interesse nos assuntos tratados ele começa a conversar com colegas durante às aulas, a rir de qualquer coisa... O professor perde a concentração e por vezes exclui o aluno da sala. O aluno excluido vai conversar com o diretor conforme a gravidade do caso e pode ocorrer até suspensão.

Alguma escolas estão inovando. O diretor chama os pais, explica o que motivou a exclusão da aula e pergunta:o que é melhor, suspender o aluno por 3 dias ou pedir a ele que faça trabalhos na escola, tais como trabalhar na Biblioteca? Os pais e o aluno escolhem o que fazer.

É um caminho.

Abraços.

AINDA TEREMOS UM BOM ENSINO

 AINDA TEREMOS UM BOM ENSINO

Não há vagas para o Ensino profissionalizante.

Olá.

O Brasil necessita de capital humano capaz de fazê-lo crescer e conquistar espaço no mercado internacional.

O começo: Ensino Básico eficiente! De que depende um Ensino Básico eficiente?

- Planejamento e organização;

- Professores bem preparados e bem remunerados. O Magistério deve ser uma profissão realmente reconhecida;

- Boas instalações, com equipamentos modernos, laboratórios de Ciências e de Computação e áreas para a prática de esportes;

- Currículo adequado.

Temos Ensino Básico eficiente? Apenas em algumas escolas particulares que buscam inovações mas por vezes o currículo acaba sendo o impedimento, além dos salários. Na grande maioria das escolas, principalmente públicas, falta tudo.

Uma análise rápida:

- 22 milhões, entre crianças e adolescentes, estão fora das escolas de Ensino Fundamental e Médio;

- A taxa de reprovação no primeiro ano do Ensino Médio é de 26,5%. Os alunos enfrentam um currículo anacrônico, com número exagerado de disciplinas. Muitos teriam preferido cursar ensino profissionalizante mas não o fizeram por conta da falta de vagas.

Espero que um novo governo seja realmente novo e coloque o País no rumo certo.

Abraço.

 

LICENÇA MÉDICA

 LICENÇA MÉDICA

A indisciplina dos alunos provoca transtornos mentais nos professores da rede pública estadual.

Olá.

De um modo geral podemos afirmar que a disciplina nas escolas públicas de São Paulo não anda bem.

Por que essa constatação? Sabemos que o Magistério é uma profissão pouco valorizada. Paga pouco. A dificuldade com os baixos salários, a bem da verdade, não é apenas dos professores. O País está em crise!

Um fato intrigante nas escolas públicas de São Paulo: dos 220 mil professores da rede, 21,8% saíram de licença médica ao menos uma vez.

Qual a principal causa dos pedidos de licença? Transtornos mentais e comportamentais.

Por quê? Porque está difícil a lida com alunos mal educados e truculentos.

Mal educados e truculentos? Isso mesmo e ainda, alunos que não têm interesse em aprender.

Por quê? Essa é uma história complicada, num País complicado, que contarei em outro artigo.

Abraço.

UMA VISÃO PANORÂMICA

 UMA VISÃO PANORÂMICA

O ensino superior paulista tem reduzido o seu número de alunos.

Olá.

Impeachment? Ou não?

Cunha fica ou sai?

Enquanto os políticos brigam para dividir o que resta deste País, num verdadeiro balcão de negócios, alguns professores idealistas continuam a sonhar com métodos de ensino: lecionar matemática utilizando jogos, utilizar debates para construção de ideias, trabalhar com emoções...

Estamos em crise. Quando não estávamos, já não conseguíamos administrar de modo eficiente o Ensino Público. As universidades precisam buscar recursos financeiros fora do governo, fazer parcerias com indústrias e até buscar patrocinadores.

O ensino superior privado paulista tem aproximadamente 1,5 milhões de estudantes. Perdeu cerca de 150 mil, incluindo os que não fizeram rematrícula. Por quê? Porque o FIES endureceu, para não dizer que secou, reduzindo o número de ofertas e aumentando os juros. A rematrícula está diminuindo bastante, afinal, a oferta de empregos está em baixa. Como pagar o FIES sem emprego?

Uma análise do Ensino Médio por meio das notas do ENEM revela que apenas 10% dos alunos têm nível satisfatório.

Estamos mal, mas não devemos perder a esperança de que um dia os políticos nos deixarão em paz, cuidarão bem do dinheiro público e remarão de fato no sentido do progresso.

Abraço.

 

 

TDA/H

 TDA/H

As escolas devem se preparar para lidar com o TDA/H.

Olá.

O Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade (TDA/H) é o diagnóstico neuropsiquiátrico para nomear um comportamento desatencional com ou sem histórico de hiperatividade física ou mental excessivo, presente predominantemente em crianças e adolescentes.

Pode ser confundido com os maus hábitos adquiridos em casa e até mesmo com a falta de interesse de um jovem superdotado. Com diagnóstico preciso, constata-se que o jovem não consegue, por exemplo, concentrar-se na aula ministrada pelo professor e portanto, não aprende.

Einstein era considerado na escola fundamental um mau aluno. Por quê? Rebelava-se contra os ensinamentos que lhe eram oferecidos. Por quê? Era superdotado.

Atualmente, as escolas estão se preocupando em como lidar adequadamente com estudantes com TDA/H. Procuram verificar se o comportamento distinto é específico em uma disciplina ou se é generalizado. Os coordenadores e diretores conversam com as famílias para conhecer os comportamentos dos jovens estudantes no seu dia-a-dia, buscam implementação de estratégias relacionadas às atitudes dos professores para lidar com o tema. Em casos extremos, indicam os estudantes para tratamentos psiquiátricos, onde podem até  tomar remédios.

O tratamento do TDA/H deve envolver uma combinação de medicamentos, orientação aos pais e professores, além de técnicas específicas que são ensinadas ao jovem estudante. A Terapia Cognitivo Comportamental também pode ser indicada para o tratamento e no Brasil é uma atribuição exclusiva de psicólogos.

Abraço.

 

 

EAD EM TEMPO DE CRISE

 EAD EM TEMPO DE CRISE

O EAD é uma boa escolha, especialmente em época de crise.

Olá.

A situação está difícil. A cada ano, cerca de 700 mil brasileiros não conseguem colocação no mercado de trabalho. Aproximadamente 20% dos jovens brasileiros estão desempregados.

O desejo de obter emprego levou estudantes a optar pelo Magistério. Em torno de 500 mil alunos ingressaram em escolas de formação de professores. Surpresa: metade em cursos com ensino à distância (EAD) e a outra metade, em cursos presenciais.

Uma das características marcantes dos cursos EAD é o uso da tecnologia. Através da internet os alunos podem se comunicar com professores e colegas de turma, acessar o conteúdo do curso, assistir às aulas, tirar dúvidas e até fazer avaliações.

Um dos requisitos para se matricular em um curso EAD é ter acesso a um computador conectado à internet e saber o básico de informática como enviar e-mails, acessar sites, assistir vídeos, etc.

O diploma EAD tem o mesmo valor do diploma presencial. Oferece grandes vantagens ao estudante:

- Horário: estudar com flexibilidade de horário, no momento mais apropriado;

- Local: estudar no espaço físico que julgar mais conveniente, com eliminação de custos com deslocamentos e barreiras geográficas;

- Ritmo: evoluir de acordo com o ritmo pessoal, de acordo com a velocidade própria de aprendizagem, respeitando os prazos máximos e mínimos definidos nos projetos educacionais que participa.

Sem dúvida, especialmente em época de crise, o EAD é uma boa escolha.

Abraço.

 

 

INOVANDO

 INOVANDO

Os debates sobre temas importantes, nacionais e internacionais, estão entrando na moda nas boas escolas do País.

Olá.

Várias escolas brasileiras estão substituindo aulas tradicionais consideradas maçantes por debates sobre temas importantes. Desses debates podem até participar alunos de séries/anos distintos.

Os temas são os mais variados: Água, Energia, Desastres Ambientais, Impeachment da Presidente, AEDES e as doenças por ele transmitidas, Vacinas, Guerra na Síria, Terrorismo, Preconceito, Discriminação, Economia, Grupos Internacionais (G8,G20, ...) Arte, Números Famosos ( Número PI, Número de Euler, Número de Ouro, ...), etc.

Claro, o tema escolhido deve ser adequado ao nível dos alunos das séries/anos envolvidos no debate.

Os debates devem ocorrem no segundo turno de um período integral. No primeiro turno, deve ser ministrado o programa com aulas tradicionais, que não sejam simples monólogos para se tornarem inspiradoras. O professor pode utilizar recursos de audio e vídeo, incluindo computadores e internet para aumento de performance.

A verdade é que os currículos atuais estão com muitos defeitos. O MEC está procurando uma Base Nacional Comum Curricular. Espero que consiga uma que seja eficiente no sentido de melhorar o nível de aprendizagem no País.

Abraço.

PROVA:INSTRUMENTO DE APRENDIZAGEM

 PROVA:INSTRUMENTO DE APRENDIZAGEM

A prova é um veículo para o estudante aprender com os próprios erros.

Olá.

Por que os professores aplicam provas? Para avaliar os conhecimentos adquiridos durante as suas aulas.

Há, em geral, por disciplina, de duas a quatro provas por bimestre, no Ensino Fundamental II e Médio. Aluno reprovado num bimestre deveria fazer recuperação no próprio bimestre.

No entanto, há uma razão maior para a aplicação de provas: o estudante comete erros numa prova e esta é o veículo para que ele aprenda com os próprios erros.

Em geral, os professores comentam e indicam as resoluções das questões das provas em sala de aula. Quando isso não for feito, o estudante deve localizar as questões que errou e estudar novamente as teorias nelas envolvidas. A seguir, deve tentar resolver cada uma delas novamente e não conseguindo, é preciso recorrer aos colegas e/ou professores para detectar o erro e transformá-lo em acerto.

Abraço.