Ensino Médio

SIMULADO

 SIMULADO

No simulado e no vestibular, o aluno não compete com ninguém mais a não ser com ele mesmo, à procura de seus próprios limites.

Olá.

Atualmente está muito claro que o Ensino Médio é o caminho que conduz à escola superior. São exceções os colégios que "não se importam"com o vestibular e se preocupam "apenas"com a formação de seus alunos.

As boas escolas cumprem as duas finalidades: boa formação e preparação para os vestibulares.

Na preparação para os vestibulares, o simulado é uma arma poderosa. Ele procura imitar todas as condições que o estudante vai encontrar no vestibular. Assim, temos simulado para o ENEM, FUVEST, FGV etc.

Quais são as condições a reproduzir? Número de questões, tempo de prova, grau de dificuldade das questões e distribuição de assuntos.

Após a realização de um simulado, vem a parte mais importante: em casa, o aluno deve se concentrar nas questões que errou. Para cada uma, estudar a teoria envolvida e, a seguir, tentar resolvê-la. Se não conseguir, deve pedir ajuda a um colega ou a seu professor. A meta é tirar nota 10 nessa nova resolução.

Um número conveniente de simulados poderá cobrir os principais assuntos do programa.

A gente ouve especialista em Educação afirmar que o simulado não é um bom instrumento de ensino porque desperta a competitividade e pode gerar angustia. Ora, o ser humano é competitivo por natureza. Compete desde que nasce até que morre, para viver com dignidade. No simulado, o estudante compete com ele mesmo à procura de seus limites. E no vestibular também é assim!

Abraço.

ENEM ONLINE

enem1 300x200 ENEM ONLINE

ENEM online, tudo bem, mas o governo deveria tomar iniciativas nas áreas prioritárias: Creches, Educação Infantil e Fundamental I.

Olá.

Chamada no jornal O Estado de São Paulo: "Ministro quer ENEM online ainda neste ano". Claro, com prova bem elaborada.

Uma prova bem elaborada deve apresentar várias virtudes. Entre elas, a abrangência, isto é, deve avaliar os principais assuntos, varrer o programa.

Na prova online imaginada pelo ministro, para cada aluno seriam sorteadas as questões de sua prova. Como deveria estar constituído o banco de questões? O ideal seria, segundo o  ministro, 8 mil questões para cada uma das quatro grandes áreas, Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens e Matemática.

O ENEM pré-classifica as questões em fáceis, medianas e difíceis. Como seriam as gavetas virtuais de questões para a Matemática, por exemplo? Como a prova tem 45 testes teríamos 45 x 3 = 135 gavetas, elegendo os principais 45 assuntos da matéria. Se colocarmos em cada gaveta 60 testes teremos um total de 8.100 testes para a Matemática.

O ministro Cid Gomes, em seu primeiro pronunciamento disse que consertaria o Ensino Médio em dois anos. Agora, promete o ENEM online para 2015. O senhor não acha, ministro, que um edifício deve ser iniciado pelas fundações? No caso da Educação, Creches, Educação Infantil e Fundamental I?

Nada contra melhorar o Ensino Médio e ENEM online, mas estamos aguardando iniciativas nas áreas prioritárias.

Abraço.

ENEM X FUVEST

 ENEM X FUVEST

Alguns pedagogos condenam o conteudismo no ensino. Sem conteúdo, não chegaremos a nenhum lugar.

Olá.

Os professores de Matemática Márcio Cintra Goulart e Remo Alberto Fevorini enviaram-me considerações muito interessantes a respeito dos vestibulares do ENEM e da FUVEST.

Sabemos que o ENEM surgiu no governo de Fernando Henrique Cardoso com a finalidade de avaliar certas competências e habilidades adquiridas pelos alunos do Ensino Médio. No início gerou confusão. Havia professores por aí querendo dar aulas de competências e habilidades e, com razão, não sabiam como.

Uma ideia extremamente feliz do MEC transformou o ENEM no maior vestibular unificado do País. Os professores Márcio e Remo apontam texto do MEC: "Ao invés de testar a retenção de conteúdos das diversas disciplinas que compõe o currículo da Educação Básica, como fazem os vestibulares tradicionais, o ENEM exige que o aluno demonstre competências e habilidades na solução de problemas, fazendo uso dos conhecimentos adquiridos na escola e na sua experiência de vida". Ufa!

De uma maneira simples, os professores Márcio e Remo compararam uma questão do ENEM com uma questão da FUVEST. A questão do ENEM fala de um lavrador de Ribeirão Preto. A questão da FUVEST é de Geometria Analítica. As duas questões requerem habilidade para compreender textos e raciocínio. Conhecimentos exigidos pela questão do ENEM: as quatro operações. Pela questão da FUVEST: equação da circunferência, área do círculo, área do setor circular e área do triângulo.

Caros Márcio e Remo, não precisamos ir longe, basta perguntar a qualquer aluno que tenha feito as duas provas e ele dirá: FUVEST é mais difícil. Por quê? Porque exige mais conteúdo. Por quê? Para desenvolver o curso superior sobre uma base sólida de conhecimento.

Alguns pedagogos têm a mania de condenar o conteúdo. Sem conteúdo, não chegaremos a nenhum lugar.

Obrigado, Márcio e Remo.

Abraços.

ENEM 2014

enem 300x200 ENEM 2014

O INEP conseguiu avaliar mais de 6 milhões de estudantes de forma organizada e sem ruídos.

Olá.

Nos últimos 8 e 9 de novembro foi realizado o ENEM 2014. Constou de quatro provas com 45 testes cada uma e um trabalho de Redação, num total de 10 horas de provas.

Quase 9 milhões de estudantes inscreveram-se para disputar vagas em universidades federais (SISU), bolsas em universidades particulares (PROUNI) e no Programa Ciência sem Fronteiras, além de financiamento no FIES.

180 teste elaborados com competência pelo INEP e um trabalho de Redação é o que de melhor pode ser feito para a seleção de tantos candidatos.

Não é fácil elaborar 180 testes sem defeitos. O INEP conseguiu. Parabéns! Com 28,6% de abstenção mais de 6 milhões de alunos completaram o ENEM. Louve-se a coragem e determinação do INEP para corrigir essa quantidade de Redações.

Há muito tempo que se reclama do governo a elaboração de um currículo nacional para os vários níveis de ensino. Pelo menos para o Ensino Médio temos uma solução viável: o INEP tem competência para organizar um currículo nacional oficial enxuto.

Abraço.

ENSINO MÉDIO: AOS PAIS

escolhas 300x300 ENSINO MÉDIO: AOS PAIS

Escolha a escola adequada para seu filho em função do tempo que ele dedica para o estudo.

Olá.

O estudante está terminando o nono ano do Fundamental e é natural que os pais se preocupem em escolher a melhor escola de Ensino Médio para ele prosseguir os seus estudos.

Qual a melhor escola para o seu filho? É preciso inicialmente saber que tipo de estudante é o seu filho. Ele é estudioso, estuda diariamente as aulas dadas? Ou estuda somente em véspera de prova? Ou simplesmente não estuda? Se ele for do terceiro tipo, é mais indicado matriculá-lo numa escola técnica. O "fazer"do ensino profissionalizante poderá motivá-lo, porém se o desejo dos pais é encaminhar o filho para uma universidade, vamos observar que também existem três tipos de escola: exigente, reprova os alunos que não estudam; dificuldade média, para aluno que estuda pelo menos na véspera de prova e finalmente, as que pouco exigem do aluno: trabalhos para casa compensam as más notas das provas.

Convém colocar o aluno na escola adequada, para que ele não repita de ano. Terminado o Ensino Médio ele poderá adquirir motivação, fazer cursinho e recuperar o tempo perdido.

Qual a escola adequada? Só tem um jeito de saber: conversar com alunos, professores e com o coordenador da escola.

Feliz escolha!

Abraço.

 

OBRIGADO, ONG WORLDFUND

ThankYou 300x200 OBRIGADO, ONG WORLDFUND

Para motivar os alunos seria preciso mostrar-lhes como funciona a teoria na prática.

Olá.

A contextualização é um recurso de excepcional importância para os professores utilizarem nas aulas de Ciências Exatas e Biologia. Significa estabelecer ligações entre a teoria e o dia-a-dia do estudante, entender como funciona a teoria na prática. No entanto, para a sua correta utilização, é preciso cuidar da capacitação dos professores. É o que se propõe a fazer a ONG americana Worldfund: capacitar professores da rede pública brasileira para ensinar o conteúdo teórico do Ensino Médio com auxílio de experimentos práticos. Espera-se descobrir talentos nessas áreas.

Desde 2009, a ONG já capacitou em torno de 1,7 mil professores de São Paulo, Pernambuco e Rio Grande do Sul.

O investimento é feito com parceria de empresas privadas e, em 2014, atingirá cerca de 2 milhões de reais.

Só temos que agradecer à ONG Worldfund, mas existe uma solução consistente para resolver o problema do fraco desempenho do nosso Ensino Médio. Está em mãos dos governos. Qual seria? No nono ano do Fundamental, selecionar os alunos segundo o seu desempenho. Certamente a maior parte deveria ir para as Escolas Técnicas e a outra, para o Ensino Acadêmico. Seria preciso, evidentemente, que houvesse vagas para todos os alunos. Exatamente aí os governos deveria concentrar as suas verbas destinadas à Educação, na obtenção de mão de obra qualificada. Enquanto isso, nossos agradecimentos à ONG americana Worldfund.

Abraço.

ENEM EM ALTA

 ENEM EM ALTA

O ENEM é via de acesso para estudantes brasileiros ingressarem na universidade de Coimbra.

Olá.

Quem diria, caro leitor, o ENEM começou discretamente no governo de Fernando Henrique Cardoso, com a finalidade de avaliar habilidades e competências adquiridas pelos alunos do Ensino Médio. No atual governo, passou a ser o mais importante vestibular do País. Agora, servirá para estudantes brasileiros ingressarem na universidade de Coimbra, fundada em 1290, uma das mais antigas do mundo.

A universidade de Coimbra possui atualmente 23,3 mil estudantes dos quais 9% são brasileiros.

Com a crise europeia, universidades estrangeiras passaram a ter interesse em estudantes brasileiros.

Está aí mais um serventia do ENEM, ingressar na universidade de Coimbra.

Parabéns ENEM em alta!

Abraço.

CURSINHO NO SEGUNDO SEMESTRE

Escolha 150x150 CURSINHO NO SEGUNDO SEMESTRE

Há dois caminhos a seguir. Qualquer um deles levará o estudante determinado ao aproveitamento máximo do tempo de que dispõe.

Olá.

Eu vou me colocar no lugar de um aluno matriculado no terceiro ano do Ensino Médio, período da manhã e que não está fazendo cursinho simultaneamente.

Com a proximidade dos vestibulares eu gostaria de intensificar os meus estudos. O meu colégio é sério, mas não é muito exigente. Eu cheguei até agora sem muito esforço e com grande desperdício de tempo, mas agora sinto vontade de me dedicar seriamente aos estudos, aumentando assim a possibilidade de conquistar uma vaga na Propaganda e Marketing da USP. Eu sei que não vai ser fácil. No ano passado, aproximadamente 50 candidatos disputaram essa vaga. Eu sei também que vou competir com candidatos que já fizeram um ou mais anos de cursinho. Eu me suicido ou vou em frente? Vou em frente, claro, com muita garra.

O que de melhor posso fazer? Eu vejo dois caminhos:

- Diariamente, aula dada, aula estudada. Assim, a matéria do terceiro ano fica em dia. Durante duas horas por dia, organizadamente, faço uma revisão dos dois primeiros anos. Será que consigo? Eu sou relativamente organizado e disciplinado;

- Fazer cursinho no segundo semestre. Se o horário de saída do colégio e o de entrada no cursinho forem tais que eu possa engolir uma refeição rapidamente, assistir a até 12 aulas por dia! Somente durante 5 meses, sou jovem, com saúde, aguentarei!

Eu vejo um obstáculo sério: o Prof. Nicolau Marmo do Blog de Educação do R7 afirma que a aprendizagem se processa em dois tempos, na escola e em casa. Depois de 12 aulas, terei fôlego para completar a aprendizagem a noite? Não, acho que não vai dar, mas quem sabe o aproveitamento em aula seja compensador.

Como disse Sócrates: "Conheça-te a ti mesmo". Cada um é cada um. Qualquer dos dois caminhos, se bem trilhado, levará o estudante a aproveitar o tempo disponível da melhor maneira possível.

Boa escolha!

Abraço.

O PRONATEC

Pronatec 150x150 O PRONATEC

Fábrica de mão de obra qualificada.

Olá.

O Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) é um excelente programa do governo federal criado com a finalidade de produzir mão de obra qualificada.

Não deixa de ser um programa tapa-buracos que procura cobrir a lacuna deixada por não haver escolas técnicas em número suficiente para atender à demanda. Hoje, para estudar em escola técnica, o aluno tem que frequentar um cursinho preparatório. Há mais pretendentes do que vagas oferecidas. Bem, acenderam a vela; é melhor do lamentar a escuridão. Viva o Pronatec!

O Pronatec oferece três tipos de cursos:

- Oficina de Ensino Técnico para estudantes do Ensino Médio. O estudante deve frequentar dois cursos simultaneamente. É preciso muita garra;

- Qualificação profissional para jovens e adultos;

- Cursos de capacitação para o público do Programa Brasil sem Miséria.

São Paulo lidera as matrículas no Pronatec, seguido por Minas Gerais. De acordo com o MEC, aproximadamente 40% das matrículas são de alunos de baixa renda.

O que se espera do próximo governo? Que ofereça vagas nas escolas técnicas em número suficiente para atender a todos alunos interessados.

Abraço.

 

A ESCOLHA DA PROFISSÃO – PARTE III

Escolha da Profissão2 150x150 A ESCOLHA DA PROFISSÃO   PARTE III

Pesquise. Seja feliz na escolha.

Olá.

Vimos nas duas primeiras partes desta matéria:

- O ser humano é eclético, tem condições para exercer um leque muito grande de profissões;

- O que não pode acontecer é chegar às portas do vestibular com dúvidas sérias a respeito da escolha da profissão porque no momento da inscrição o estudante tem que optar por uma carreira;

- Ao ingressar no primeiro ano do Ensino Médio, se o estudante ainda não tiver escolhido a carreira a seguir, mexa-se, pesquise, vimos como fazer isso.

Agora falarei da parte final da pesquisa:

- O estudante deve investigar o mercado de trabalho, como está a oferta de empregos na profissão pesquisada;

- Qual o salário inicial proposto para profissionais da carreira pesquisada? A empresa Catho pesquisa para várias carreiras, o salário médio de profissionais com até 5 anos de profissão. O jornal O Estado de São Paulo tem em seu site de Educação valores recentes dessa pesquisa. Dois exemplos: Engenharia de Obras, R$8.562,05 e Física, R$1.461,33.

Caro estudante, dá trabalho mas vale a pena pesquisar. Você estará escolhendo uma profissão dos eu agrado com a qual conviverá provavelmente pelo resto de sua vida. Se você não acertar o alvo em cheio, cursos de pós-graduação, especialização e MBA farão a correção de órbita, conduzindo você para a meta desejada em função das oportunidades que o mercado de trabalho oferecer.

Seja feliz na escolha.

Abraço.

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com