24 dez as 15h35

Hoje é dia de paz e confraternização, de elevar os espíritos, mas ainda assim eu queria pegar no pé da Folha de S. Paulo e na sua insistente – ainda que subliminar – campanha contra as cotas raciais nas universidades.

A Folha publicou um caderno especial resguardando-se em argumentos digamos assim científicos para dizer que há negros que na verdade são muito mais brancos do que muito branco que há por aí. A verdade estaria no código genético.

Fiquei me perguntando se o que a Folha propõe é um amplo programa federal de identificação genética de cada um dos 200 milhões de brasileiros, com direito a uma carteirinha de DNA tipo RG ou CPF.

Assim, quando um PM caísse em cima de um negro suspeito, ele tiraria do bolso a carteirinha e poderia implorar: “Por favor, não me massacre, eu não sou o negro que o Sr. pensou que sou, sou majoritariamente branco”.

A hipocrisia da Folha é igual à dessa “elite” de folhetim que a gente vê por aí, sempre escravocrata e excludente. A realidade: branco é quem a sociedade percebe como branco, negro é quem a sociedade percebe como negro (e que, por isso mesmo, vai acabar pagando a pesada conta do preconceito).

Veja mais:

+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
Comente

"Por favor, não atire. No fundo, eu sou branco"

24 de December de 2012 às 15:35 - Postado por jzorzato

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.