02 fev as 14h05

Hoje, 2 de fevereiro, os baianos sabem, é dia de festa no mar. E de tristeza na terra. Foi confirmada a morte cerebral da companheira do Lula, dona Marisa.

Deve ter gente celebrando. Lembro, por exemplo, das duas patetas que foram para a porta do Sírio-Libanês portando cartazes e debochando do fato da ex-primeira-dama ter recorrido a um hospital particular, e não ao SUS.

A ignorância, no Brasil, insuflada por um setor da imprensa ideologicamente orientado e politicamente enviesado, desconhece que o Sírio-Libanês acolhe, de graça, um imponente número de usuários do SUS.

A ignorância – junto com a má fé – não consegue aceitar que uma ex-primeira-dama fosse tratada num hospital de ótimo nível só porque ela se casou com um torneio mecânico. Aos pobres, os maus tratos; aos ricos, as benesses de um sistema eternamente injusto.

(O SUS, aliás, com todas as suas limitações, é um sistema muito mais humano do que imaginam as duas idiotas postadas no Sírio em seu plantão de ódio)

Dona Marisa vinha sofrendo humilhações mais doloridas do que esta. Por ter acompanhado o marido na visita a um apartamento no Guarujá que os dois acabaram não comprando (a PF divulgou esta semana, com a maior discrição, esta conclusão), passou a se submeter ao escrutínio feroz do juiz Moro.

Aquele que só vê crime de um lado – com as outras organizações igualmente criminosas, ele se confraterniza alegremente, em simpósios engravatados e coquetéis de luxo.

Dona Marisa se foi. Agora só falta o Lula, né mesmo, doutor Sergio Moro?

http://r7.com/JHX8

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
Comente

"Dona Marisa e os três S: SUS, Sírio e Sérgio Moro"

2 de February de 2017 às 14:05 - Postado por tccardoso

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.