21 abr as 13h09

Às vésperas da eleição presidencial francesa, que até aqui se encaminhava para uma tranquila derrota do Front Nacional no segundo turno (não importa qual fosse seu adversário), eis que os radicais islâmicos tentam dar uma forcinha a Marianne Le Pen – sua mais feroz inimiga.

O Estado Islâmico está reivindicando o desastrado atentado ocorrido na tarde-noite de quinta-feira naquela que é a mais reluzente vitrine de Paris: a Avenue des Champs-Elysées.

Não consigo ver no atentado lógica política alguma, a não ser brutalidade, ignorância e burrice.

Que sentido pode haver numa ação que só confirma as tolices exageradas sobre as quais o partido de ultra-direita, xenófobo, anti-imigrante e anti-Islã alicerça seu discurso de ódio?

As intenções de voto para Marianne Le Pen, até aqui, não chegavam a um quarto do eleitorado. É razoavelmente grande mas não o suficiente para vencer a eleição no ballotage de maio.

No quadro de desilusão, de desemprego entre os jovens e de crescimento de um sentimento populista de “antipolítica”, à moda de Trump, a ultra direita sonhou alto. Mas o bom senso parecia prevalecer.

A aliança surreal de Le Pen com os celerados do Isis, baseada no terror recíproco e auto-alimentado, será capaz de reverter o quadro até domingo?

Espero que não. Espero que o voto reflita os valores republicanos históricos, de progresso com tolerância. E que ganhe a França de Voltaire, de Victor Hugo, de Charles De Gaulle, de François Mitterrand e de tantos outros campeões de uma democracia sem medo.

À bas les extrémistes! Vive La France!

http://r7.com/X1i1

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
Comente

"O Islã radical faz tudo para ajudar seus inimigos"

21 de April de 2017 às 13:09 - Postado por Odair Braz Junior

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.