O governador Alckmin precisa pedir desculpas para poder agir

alckmin O governador Alckmin precisa pedir desculpas para poder agir

Após 20 anos no comando da segurança pública do Estado de São Paulo, é possível afirmar, sem correr nenhum risco de injustiça ou exagero: o PSDB é um fracasso. E deve desculpas à população paulista. Este não é um discurso retórico, um ataque gratuito ou demagógico aos tucanos. O governador Geraldo Alckmin reconhecer sua responsabilidade e a de seu partido não é uma opção, é uma necessidade imperiosa.

Nem se trata de humildade, inútil a essa altura da guerra civil que se espraiou, notadamente na região metropolitana. A conhecida arrogância que marcou o discurso oficial esses anos todos está desmontada pelos fatos trágicos, pelos números assombrosos, pela violência selvagem que tomou conta do cotidiano dos cidadãos do Estado mais rico do País.

Pedir desculpas pelo descalabro é apenas o primeiro passo, fundamental, para que o governo possa ter credibilidade e a mínima condição de tomar a medida inadiável: reconhecer que vivemos uma crise, que a criminalidade não está sob controle, que é preciso agir a partir dessa realidade. Sem camuflagens. Sem subterfúgios. Sem mentiras. Sem medo.

Não existe a possibilidade de dizer que esse terror nasceu de um dia para o outro. Que ele  não vem se arrastando há anos, nos subterrâneos dos gabinetes, nos corredores do sistema penitenciário, nas ruas abandonadas da periferia. Seria um deboche, um escárnio, uma indecência. Outros estados vivem problemas semelhantes, talvez mais agudos, com certeza específicos.

Mas só se viu alguma reação civilizada onde o poder público, sempre pressionado, assumiu que havia inimigos articulados que precisavam ser combatidos sem bravatas. O que não funciona e se mostrou literalmente um engodo foi a insistência de o governador Alckmin (e seus antecessores) negar a existência de bandos organizados, desqualificar os que alertavam sobre a crescente onda de homicídios, insistir na tese canalha de que estava tudo sob controle.

Nao está. E isto tem custado a vida de inocentes. E a de policiais. Nao é, portanto, uma questão retórica. Nao dá para para subir no muro dos presídios superlotados e ficar olhando a cidade pegando fogo. Isso é criminoso. Por mim, não tem perdão.

Veja mais:

+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

Posts Relacionados

9 Comentários

"O governador Alckmin precisa pedir desculpas para poder agir"

12 de November de 2012 às 09:37 - Postado por jzorzato

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Luiz Aldo
    - 20/11/2012 - 11:38

    Perguntar não ofende: E se o governo de São Paulo fosse de algum outro (qualquer) partido, e que esse se negasse a adquirir centenas de milhares de revistas v... arg! não consigo dizer o nome daquela maldita - vocês sabem qual é!, centenas de milhares de assinaturas da FSP, do OESP, que estariam esses órgãos de media a dizer?

    Responder
  • Edna,2
    - 18/11/2012 - 20:41

    "Sabem quando os nossos governantes vão tomar ou tentar tomar as rédeas da violência?" Quando o *braço da criminalidade alcançar *os filhinhos,as mães deles ou *eles* própios". Mas enquanto a *criminalidade atingir exclusivamente a "patulea" ou seja a população,eles entram naquela de:TÔ NEM AÍ...TÔ NEM AÍ... "No Rio de Janeiro as nossas *ÔTORIDADES* so se tocaram quando o braço da criminalidade começou a atingi - los ai já era tarde demais,so restou ficarem fazendo *esses remendos de pacificações não sei das quantas...* "Os estados que possuem altos índices de criminalidade,não dormiram anjos e no dia seguinte acordaram *demonios*. "A *coisa* veiu aos pouquinhos,devagar e os governantes foram tolerando afinal das contas não os atingia.

    Responder
  • João Batista Jr.
    - 14/11/2012 - 16:28

    Tudo era apenas Uma brincadeira E foi crescendo Crescendo, me absorvendo E de repente eu me vi assim Completamente (dominado) meu... Negou-se ao PCC, a imprensa não o nomina, varreu-se tudo para debaixo do tapete. Porém, a sujeira acumulou tanto que o tapete enrugou e não dá mais para negar. Dou graças por não governarem o Brasil.

    Responder
  • J Ferreira
    - 13/11/2012 - 16:00

    Não sei como o povo de São Paulo aguenta ainda olhar para este desgovernador alckimin. Isto é um incompetente ao cubo. Tenham juizo paulistas, São Paulo é maravilhoso. Tire das mãos deste Urubutucanos.

    Responder
  • gesiel
    - 13/11/2012 - 12:18

    """EXPLICAR, PEDIR DESCULPAS NÃO PARECE SER O PERFIL DO PSDB""". Quando questionado sobre o PAULO PRETO, o Serra NÃO EXPLICOU. Também quando questionado sobre A REPORTAGEM DA REVISTA CARTA CAPITAL, que acusava SUA FILHA VERONICA SERRA de ter quebrado o sigilo fiscal de 60 MILHÕES DE PESSOAS ele TAMBÉM NÃO RESPONDEU. O Fernando Henrique Cardoso, NUNCA EXPLICOU sobre os questionamentos: das PRIVATIZAÇÕES, do PROER (que encheu os bancos privados de dinheiro) e o suposto acordo que ele havia feito com os NORTE AMERICANOS da CIA e da FORD. O PSDB NESSE PERIODO DE 27 anos de GOVERNO PAULISTA, com ALCKIMIN,SERRA E novamente ALCKIMIN, ""NEGOU QUE EXISTIA O PCC"" e ""DEPOIS APRESENTOU O 'MARCOLA'(MARCOS CAMACHO), COMO SENDO O CHEFÃO DO PCC"". Agora, o ALCKIMIN, "NEGOU QUE ESTES NOVOS ATAQUES A POLICIAIS ERAM COISA DO PCC"", e AINDA DISSE QUE """""""""""""EM SÃO PAULO NÃO EXISTE CRIMINOSO FAMOSO"""""""""". Ora então se NÃO HA CRIMINOSO FAMOSO EM SÃO PAULO, """"""""QUEM SERIA O TAL 'MARCOLA' (MARCOS CAMACHO) que OUTRORA FORA APRESENTADO PELO PROPRIO GOVERNO DO PSDB (ALCKIMIN ou SERRA), como SENDO ELE MARCOLA, O CHEFÃO DO CRIME ORGANIZADO, e posterior renomeado CHEFÃO DA FACÇÃO CRIMINOSA QUE AGE DENTRO E FORA DOS PRESIDIOS ESTADUAIS?""""""""""""""""" Meu, O QUE IMPEDE QUE O MARCOLA SEJA TRANSFERIDO PARA PRESIDIO FEDERAL?

    Responder
1 2
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com