Estatal não pode patrocinar time privado que não seja o meu

Se a Caixa queria melhorar sua imagem patrocinando o Corinthians, o gerente de marketing do banco bem que deveria pedir demissão. São tão poucos os defensores de o banco investir R$ 31 milhões no time do parque São Jorge que é melhor chamar o negócio de contrapropaganda.

Por maior que seja a torcida corintiana, a estatal vai precisar convencer os torcedores de todos os outros times de que não está fazendo um mal negócio com sua imagem.

Sempre achei revoltante ver o logotipo da Petrobras estampada na camisa do Flamengo. Creio, inclusive, que vem daí minha muito particular antipatia pelo rubronegro. Claro que era inveja. Por que não despejaram aquele oleoduto de dinheiro no meu time? Humpf.

Estatais não deveriam colocar dinheiro em nada que não fosse em beneficio de todos os seres humanos nascidos neste País. Apoiar alguma seleção, por exemplo. Nem que fosse de boliche ou pôquer. Ou criar uma companhia de balé, uma sinfônica que se apresentasse gratuitamente na abertura de jogos do Brasileirão. Ideias não faltariam de onde enterrar tanto dinheiro.

Para agravar, o Corintians ainda tem de explicar à nação brasileira a fortuna que o BNDES, o Estado e a cidade de São Paulo vão esbanjar no Itaquerão. É alguma política de cotas para alvinegros e não avisaram ninguém do Santos, Botafogo e Atlético Mineiro?

Minha convicção é a de que a antipatia desse tipo de privilégio (legal mas imoral) vai custar muito caro aos envolvidos. O povo não é trouxa. Obviamente que há um exagero nisso.

Nem vale a pena falar da influência do ilustre torcedor Luis Inácio da Silva. Isso só piora e evidencia o tráfico (legítimo?) de influência. FHC nunca participaria de algo assim, até por que não sabe nem o que é pênalti.

Eu jamais proporia um boicote à Caixa. Por absoluto patriotismo. Mas nada me impede de sonhar com o Corinthias na segunda divisão em 2014. De pirraça. Só não vejo como torcer para que isso dê certo. E o Banco do Brasil, não vai fazer nada?

Veja mais:
+ R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

+ Curta o R7 no Facebook

+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia

+ Todos os blogs do R7

Posts Relacionados

9 Comentários

"Estatal não pode patrocinar time privado que não seja o meu"

21 de November de 2012 às 07:51 - Postado por drdelima

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Andreia
    - 23/11/2012 - 11:20

    Alguém já viu uma camiseta de ESCOLA ou uma camiseta de um PROFESSOR estampada com o símbolo de alguma estatal ou de uma empresa privada??? No Brasil está tudo ao contrário, quem pensa é trouxa e quem dá balão é herói. Ô país medíocre! Quanto aos bancos estatais está explicado, em parte, os ALTÍSSIMOS juros que pagamos! Tá tudo embutido!!!

    Responder
  • Ricardo
    - 22/11/2012 - 11:09

    Não sou contra uma estatal patrocinar clubes seja de futebol, volei, futsal, basquete nos temos nossas seleções de basquete, volei e futsal que são patricinadas por estatais mas voltando aos clubes a grande dificuldade desse tipo de patrocinio e a burocracia pra quem não sabe para o clube pode ter o direito ao volar acordado ele precisa esta em dia com o INSS, FGTS se ele não estiver em dia com isso o clube não recebe o dinheiro dois grandes exemplos foram o Flamengo quando tinha a Petrobras e o Vasco com a Eletrobras no papel eram grandes valores so que o dinheiro nunca chegou pra nenhum dos dois devido a essas pendencias e quando chegava era muito pouco. resta saber se a caixa vai fazer o mesmo com o Corinthians de so libera o dinheiro se o mesmo estiver em dia com o INSS e FGTS.

    Responder
  • Ednilson
    - 22/11/2012 - 08:36

    É por opiniões como essa que sou a favor das privatizações. Nós brasileiros temos que entender que estatais também devem gerar lucro, para que assim possam aplicá-los em um crescimento sustentável e com parte desses lucros gerados investir(ai sim) em benfeitorias para a nação. A Caixa não está DANDO dinheiro para o Corinthians e sim investindo em algo que lha dará lucro !!!

    Responder
  • Maria
    - 22/11/2012 - 03:19

    Acho que não só vale a pena como deve ser ressaltada a influência desse senhor "Luís Inácio da Silva". Vergonha, vergonha...

    Responder
  • Helder
    - 21/11/2012 - 16:19

    Enquanto isso centenas de clubes pelo Brasil definham. "Quem tem padrinho não morre pagão..." Queriam estádio, estava difícil, veio o Kassab, Alckmin e o Ricardo Teixeira e deram tudo, do terreno a cobertura do estádio, agora a quase um ano sem o dinheiro do patrocínio surge a Caixa, desculpe, mas pra quem se auto denomina 'todo poderoso' tá mais pra sugador das tetas dos cofres públicos.

    Responder
1 2
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com