Cuide do passado para ter um bom futuro

TEMPO+fatia1 Cuide do passado para ter um bom futuro

O tempo fatiado renova esperanças, mas não conserta erros

"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar  no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente."

Usei o pensamento de Carlos Drumond de Andrade para falar dessa maravilhosa esperança de renovação que o tempo fatiado nos trás. E não me refiro apenas à fatia chamada "ano". Os pedaços de tempo menores também simbolizam a esperança de que tudo que virá depois será melhor. Assim é quando esperamos que a tarde seja melhor do que a manhã, que amanhã seja melhor que hoje, que o mês que vem seja mais tranquilo que este mês ou o passado e que 2013 seja mais renovador que 2012. Na verdade o rodar dos ponteiros em nada altera o meio que nos cerca mas faz crescer em nós a expectativa que precisamos para nos manter vivos, esperançosos e otimistas. Afinal quem nunca espera que o depois será melhor que o agora?

Mas acho que temos passado por essas fatias temporais de maneira equivocada. As nossas esperanças sempre se renovam naquilo que desejamos de melhor daqui pra frente. Mas alguém já parou pra pensar o quanto deixamos de errado para trás sem sequer se preocupar com o que passou? Será certo isso? Por exemplo, aquele mal entendido que você teve com um colega de trabalho ou com alguém da família, ou a discussão que fez você se afastar de um amigo, ou ainda a mágoa guardada por alguma relação mal terminada. Será que passar por cima de tudo deixando-as no passado é o melhor remédio para recomeçarmos um novo período? Acredito que não. Pra mim é como varrer a sujeira para debaixo do tapete ou arrumar a cama sem esticar o lençol embaixo do edredom. Aparentemente está tudo no lugar, mas é do fundo das nossas almas que algum dia esses desacertos ressuscitarão E poderão colocar por água abaixo os planos feitos para uma nova etapa da vida.

Sempre aprendi a tentar consertar erros do passado. Confesso que talvez eu não tenha aprendido direito como fazer isso, mas sigo tentando da melhor maneira possível. E posso dizer com certeza de que todas as tentativas que fiz obtiveram sucesso. Não preciso contar detalhes mas nas vezes em que pedi desculpas por machucar alguém, mesmo que sem querer, ou pedi perdão por alguma palavra ou ato mal pensados, consegui de volta a admiração e a confiança que eu mesmo tinha abalado. Mesmo que o pedido tenha vindo um pouco além do tempo certo. Pois não existe tempo certo e sim a atitude certa. Com isso aprendi que, muitas vezes, saber pedir perdão e saber perdoar são as mais poderosas ferramentas para o sossego da alma.

Sempre ouço promessas de ano novo que me parecem um pouco egoístas: vou emagrecer, vou juntar mais dinheiro, vou crescer no meu trabalho, vou ser mais alegre, vou mudar de casa, vou respeitar mais meus pais, etc. Enfim, promessas que dizem respeito única e exclusivamente ao atendimento do próprio ego. Nunca ouvi ninguém dizer "Nesse ano que começa vou reparar todos os meus erros com as pessoas que magoei, que machuquei, vou pedir desculpas a quem ofendi e perdão a quem traí ou enganei. E vou perdoar aqueles que me machucaram". Sei que é difícil fazer isso, mas não devemos dar às costas sem ao menos tentar. Muitas vezes pode ser mais fácil do que cumprir as demais promessas sem tanto valor.

Não há nada mais valioso nesse mundo do que o abraço reconciliador e o sorriso tímido do perdão. Isso, mesmo que seja apenas para colocar uma pedra em cima da situação e você nunca mais vai ver a pessoa. E mesmo que você não seja perdoado, pois muitas pessoas não tem esse nível de compreensão e compaixão, a sensação é de liberdade por você ter cumprido a sua parte. 2013 pode ser um ano maravilhoso com tudo o que desejamos mas será imensamente revelador se você não deixar de aparar as arestas do que ficou para trás.

Pense nisso e tenha mais uma fatia de tempo repleta de felicidade!

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com