Filtro pela tag: esperança

Faça diferente. Mas faça a diferença!

2012 Faça diferente. Mas faça a diferença!

Sabe aquela rabugice que você tem de vez em quando? De ficar reclamando o tempo todo de alguma coisa que as vezes você nem sabe o que é? Joque no lixo! Assuma o seu bom humor mais do que o seu mau-humor.

Conte mais piadas, ria mais dos outros, mas mais ainda da sua própria cara. Assuma suas burradas e chame-se de imbecil sempre que errar. Também aproveite e cometa mais erros e diga a si mesmo que nunca vai morrer sem ter tentado. Morra tentando!

Passe a dar mais bom dia, boa tarde e boa noite. Até conte as vezes em que faz isso para, a cada dia, bater seu próprio recorde. E provoque as pessoas que passam de cabeça baixa perto de você, com cara de quem brigou com o mundo, e dê-lhes um bom dia de boca cheia. Vai ver como elas se desconcertam.

Pegue do chão a caneta do seu colega que acabou de cair. Não chute pra debaixo da mesa aquela bolinha de papel que apareceu no seu caminho - o lugar dela é no lixo. Catá-la não vai travar sua coluna. Ofereça um cafezinho a alguém quando for buscar um pra você e estenda a mão sempre que alguém precisar de uma ajuda. Mesmo que seja aquele estagiário chato que acabou de derrubar toda a correspondência nos seus pés.

Repita "obrigado" quantas vezes puder no dia. Peça licença quando quiser passar ou interromper uma pessoa. Afague um cachorro, cantarole a música que você mais gosta sem se sentir envergonhado. Também não tenha vergonha de sair às ruas pela manhã e gritar bem alto "BOM DIA MUNDO!".

Escreva um poema e depois rasgue achando que era idiota. Mas escreva. Olhe-se no espelho e se ache linda, por mais que esteja acima do peso. Dê mais gorjetas, fume e beba menos, coma com mais qualidade mas não deixe de degustar as besteirinhas que sempre nos dão prazer, acompanhadas daquela cervejinha gelada.

Xingue muito mais. Mas não para ofender alguém, apenas para extravasar. Chute o balde de vez em quando, sem que o balde atinja alguém. Chore mais, molhe a camisa de lágrimas e não se envergonhe disso - você não é medroso, é sensível!

Cate um lixo do chão quando passear pelas calçadas, mesmo que não tenha sido você que jogou. Sinta como se estivesse debochando de quem fez isso. Seja mais gentil no trânsito, dê mais passagens, buzine menos e xingue apenas com os vidros fechados.

Mude apenas o que achar necessário, o que achar que não deu certo. Mas só mude se você tentou e não conseguiu. Não desista sem tentar. Arrependa-se sempre apenas daquilo que você deixou de fazer. O que fizemos, não deve ser motivo de arrependimento. De alguma forma você aprendeu com aquilo.

E prefira ser feliz do que ter razão. A razão, muitas vezes a gente pode perder. A felicidade ninguém pode lhe tirar!

2012 tem que se melhor que 2011, mas não diferente. A diferença quem vai fazer é você!

Página 1 de 11
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com