DAMA Cachorrinha jogada em córrego busca um lar

Por Dama, despejada ainda bebê

Minha mãe nasceu rica. Labradora chocolate de olhos claros, ela custou uma grana. Quando pequenina todo mundo a mimava.

Depois que cresceu, passou a ser ignorada e menos cuidada. Descuidaram tanto que ela, sem castração, entrou no cio e fugiu. Engravidou.

Voltou para casa, e depois de meses nos teve. 10 filhotes. Sim, vira-lata nasce de renca.

Mal terminamos de mamar e, um dia, o humano se irritou, pegou os 10 e enfiou numa caixa. Não entendemos nada. Eu estava com fome e fiquei com frio, longe da minha mãe.

Do carro, nossa caixinha recheada de bebês foi parar na beira de um córrego. Chorávamos muito, e com fome, saímos. Todo mundo se perdeu. Fui andando em direção a uma avenida, até que uma pessoa me pegou.

Esse humano me levou para uma construção e lá fiquei. Mas novamente, vou acabar na rua. Não sei o que faço para parar de crescer! O humano não me quer mais, pois fiquei muito grande.

Para evitar que eu engravide, como minha mãe, acabaram de me castrar.

Sou chocolate e inteligentíssima. Também sou paciente, quietinha e obediente. Já sei o que é um não. Aprendi a ficar na minha.

Embora grande, garanto, não vou fazer bagunça. Só quero um humano firme, daqueles raros, com palavra e caráter, a quem vou amar para sempre.

(os candidatos a adoção podem comentar no blog, aí acima no canto, ou clicar aqui)

Leia mais!

+ Fica triste com histórias assim? Alegre-se com o calendário Celebridade Vira-lata

+ "Não há solidão quando se tem um amigo como Silé"

+ Bebê bernese faz a maior festa para um limão. Perdeu? Assista!

+ Todo dia tem notícia! Curta no Facebook e acompanhe tudinho

http://r7.com/2Tmg