maga patas ao alto crueldades Cafonices e crueldades que até humanos que amam bichos cometem

Todo mundo que nos ama poderia ir além do que se passa com animais domésticos.

Então, para não cometerem mais gafes, vou listar quatro atos escabrosos. E daí, vocês avaliam se compensa mudar, ao menos, um ou outro hábito na vida.

Não há conforto, sabor ou diversão que compensem a tortura de um animal, que sente medo e dor como você.

Dá tempo de mudar. Vamos lá?

1 – Devorar um baby beef (ou vitela)

A carne vem de um bezerrinho anêmico recém-nascido, que foi torturado três meses antes de morrer sangrando lentamente, com um corte na jugular.

Ao nascer, bezerros são retirados da mãe, não mamam, não têm nenhum contato materno. Berrando, são confinados em celas minúsculas (mesmo) para que não se mexam, afinal, não podem ter músculos. De onde você acha que vem a carne macia? Da tortura.

Choram muito, de dores, pela falta do sol, pela ausência de movimentação e  falta da mãe.

Têm uma alimentação isenta de ferro, o que lhe causa fraqueza. A ausência do mineral faz com que tentem lamber qualquer estrutura metálica na cela e com que eles tomem a própria urina.

Com tudo isso, a carninha bem macia e recheada de dor vai direto para o seu prato. Se tiver estômago, veja mais neste link.

2 –  Comprar edredons, travesseiros e casacos com plumas de ganso

Para fazer as peças, os bichos são amarrados, têm suas penas arrancadas à força, sangram, berram de dor, tomam pontos sem anestesia (imaginem a dor) e são criados confinados, sem direito a uma vida de ave. Veja mais aqui

 3 – Comer foie gras e achar-se chique

E lá comer fígado gordo de ganso doente e torturado é coisas de gente chique?

Para produzir o patê, o criador prende a ave, enfia um tubo de metal de 30 cm goela abaixo e despeja  uma pasta de gordura. Todo dia, cinco vezes ao dia.

Depois, um anel é amarrado no pescoço dela para que não vomite.

As aves são confinadas amontoadas, para que não se movimentem.  Após um mês, ficam doentes, e então, são mortas. Aquele fígado com hepatia, inchado e gordo vira o famoso patê.

Se ainda quiser comprovar nas fotos, é só clicar nesta página da ONG Igualdad Animal (são imagens tristes e fortes)

4 –Fazer a foto com golfinhos de parques aquáticos

Golfinhos passam fome para serem treinados a fazer aquilo no show. Eles simplesmente passam a ignorar os próprios instintos, e, como forma de ganhar petisco do treinador, aprendem a fazer qualquer coisa.

A captura dos gofinhos também não tem nada de bonito. Pescam o bicho para que ele vá morar no tanque e ser treinado a te divertir. E se ele tem uma família no mar? Filhotes? Dane-se, o importante é o dinheiro que ele vai trazer ao parque.

Pense. Você, humano inteligente que é, vai pagar para que um lugar como esse continue a prática e ainda mostra a foto- mico ‘beijando’ o golfinho torturado? Veja mais aqui

Agora, se acham tudo bobagem, não liguem para o que eu digo. Afinal, sou apenas uma cadela.

maga patas ao alto Cafonices e crueldades que até humanos que amam bichos cometem

Mais fotos da minha vida? Siga-me aqui

Espie também:

+ Gatinho cego ganha seu primeiro brinquedo

+ Buldogue produz leite para amamentar gatinho abandonado

+ Cãozinho não sai mais da rua onde o dono foi assassinado

+ Cães de grande porte são morto a pontapés na frente dos donos

+ Cão reencontra o dono 6 meses depois. Emocione-se com ele

+ Cachorra adota crianças abandonadas por mãe alcoólatra

+ Pit bebê resgatado quase morto tem recuperação impressionante

+ Cão ladrão foge e ajuda os amigos a fugir para roubar comida

+ Protesto! Tratar e prevenir leishmaniose é obrigação do governo

 + Quer  xeretar o que rola na minha vida?

+ Curtiu o blog? Vire meu amigo no Facebook!

http://r7.com/Qr0O