silé o cão com saudade Não há solidão quando se tem um companheiro como Silé

Silé, de 3 anos, foi rejeitado quando bebê por ter o rabo cortado e um machucado na testa. Ele foi parar na casa de Rafael Cruz. Viraram melhores amigos.

Safado, o cão desenvolveu uma técnica para faturar quitutes. Sempre que fazia xixi no lugar certo, o dono lhe dava um. Então, passou a beber mais água e a fazer mais xixi, para ganhar mais biscoitos.

Mas agora faz quatro meses que o cãozinho está longe do dono. Rafael mora em um lugar onde não querem saber de bichos como nós por perto. Uma pena. E Silé segue saudoso, enroladinho nas cobertas, só esperando seu melhor amigo voltar.

Tio Rafa disse que vai acertar a situação, pois também não vive mais sem seu companheiro de patas.

— Não há solidão quando se tem um companheiro como o Silé.

Em tempo, Silé significa Elis ao contrário. O nome é uma homenagem a Elis Regina.

Leia mais:

+ Criança chora e beija peixe frito ao descobrir que já foi vivo

+ Cadela atleta late sobre Primeira Corrida Animal do País

+ Estudo: olhar fotos de filhotes aumenta a produtividade do trabalho

+ Poodle cega achada no lixo volta a enxergar

+ 5 fofinhos de um mês aguardam um lar

+ Curtiu o blog? Então visite-nos no Facebook!

http://r7.com/o8A3