Posts com a tag: cachorra

Cadela ferida consegue ajuda e agora busca um lar

2 cachorra adoção Cadela ferida consegue ajuda e agora busca um lar

Preta, boazinha de tudo, nem se importou com remédios, curativos e até com o colar. Ela finalmente conseguiu ajuda

Preta é das milhares de cachorrinhas lindas que, quando bebê todo mundo quer. Mas depois que cresce, sem saber o porquê, é jogada na rua, feito lixo.

Preta passou a viver só, suja, a passar fome e alimentar-se de restos. Faminta e machucada, ela apareceu na porta do jornalista Filipe, que não conseguiu ignorar o pedido de socorro.

Foi curada, vacinada castrada, e, muito boazinha, nunca reclamou de ter que trocar curativos ou tomar remédios. Pelo contrário, sempre foi grata por achar ajuda.

Mas ele não pode ficar com a cachorra, pois já tem outros bichos em casa. A família mora em Curitiba, mas se aparecer um coração bem bondoso mesmo fora do Estado, ele dá um jeito de levar Preta linda para ser feliz para sempre

Quem quiser um amor para sempre pode falar com Filipe (41) 9667 4185

Já é meu amigo no Instagram? Espie só 

Veja muito mais no Facebook!

1 cachorra adoção Cadela ferida consegue ajuda e agora busca um lar

E tem mais!

Pit bull ama música feita para ele

Morador de rua cede única coberta para o amigo cão

Cão mais feliz do mundo mostra vida de luxo após adoção

Buldogue explorada para reprodução é abandonada velha e com tumores

 

3 cachorra adoção Cadela ferida consegue ajuda e agora busca um lar

Mais de 50 filhotes escapam da crueldade e pedem nova chance de vida

cãop abandonado 2 Mais de 50 filhotes escapam da crueldade e pedem nova chance de vida

Era uma vez uma bruxa má, com verruga enorme no nariz, que detestava cachorrinhos.

Mas como sua filha gostava, ela suportava uma cachorra  pelo castelo.

Um dia, a velha acordou de rabo virado. Bem nesta data, a cachorrinha da filha, que imprudentemente não havia sido castrada, teve filhotinhos. Um monte deles.

Com o tempo, muitos sumiram. Desconfia-se que a bruxa fez sopa com os pobres.

Mas uma sobreviveu: Cristal. Com inveja de tamanha beleza da Cristal e barriguda demais para fazer mais sopas, a bruxa então resolveu colocar Cristal no lixo.

Queria condenar a pobre a viver à sombra do amor, passar fome e até ser atropelada.

Mas uma princesa muito boa achou Cristal antes disso, deu banho, vacinou, castrou e agora colocou-a para adoção. Ela tem 3 meses.

Cristal está prestes a ser levada para um novo castelo e será a princesinha de um casal apaixonado.

Mas outros 50 filhotes esperam ter um final tão feliz quanto de Cristal. Eles estão no Projeto Cão Sem Fome, que acolheu três ninhadas inteiras.

Mais informações: caosemfome@gmail.com

 

 

Veja também

Protetora passa fome com seus 120 animais

Boxer de duas pernas vai te surpreender!

Orcas enlouquecem em parques aquáticos, revela documentário

 Já é meu amigo no Instagram?Espie só o que a gente apronta

Veja muito mais no Facebook!

Gosta de viajar? Confira os roteiros mais legais no R7 Viagens

Dálmata dos bombeiros se aposenta e procura um lar

Gente, hoje dou o espaço para Nany, outra cachorra repórter, que vai contar a história da dálmata bombeira.

dalmata bombeiros 1 Dálmata dos bombeiros se aposenta e procura um lar

 

Por Nany

Assim como eu, Veruska também é de Osasco (Grande São Paulo). Mas a história dela é bem mais legal que a minha já que ela é mascote dos Bombeiros da cidade!

Isso mesmo: além de lindos, os dálmatas são conhecidos mundialmente como cães de bombeiros desde 1.700, quando, na Inglaterra, acompanhavam as carruagens e ajudavam a acalmar os cavalos (sim, eles são superaumigos!).

A Veruska nasceu no Pelotão dos Bombeiros e chegou até o Centro de Controle de Zoonose de Osasco porque acreditavam que, por ela ter dez anos e ter muitas dores na coluna, estava difícil viver.

Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

Até que a humana Andréa Filomena Freixeira, bióloga especializada em acupuntura e outras terapias para os animais, se ofereceu para ajudá-la com o aval da veterinária do CCZ Cátia Trevisan. E deu tudo certo: graças às "agulhadas" ela está novinha em folha!

Só que apesar de ser muito amada pelos bombeiros (gente, ela é a mascote oficial!) chegou a hora da Veruska se aposentar, ter sombra, água fresca, enfim, um lar acolhedor sem aquela agitação do Pelotão! Quem se habilita? Aqui em casa eu sou a estrela e não aceito companhias permanentes mas já pensou que máximo ter uma dálmata esperta, fofa e carinhosa e ainda por cima dos bombeiros? Se eu fosse humana, iria querer!

Quem tiver interesse anota aí. O telefone do Pelotão é (11) 3689-1426 e o Facebook do CCZ é http://www.facebook.com/pages/CCZ-de-Osasco-SP/267740189959319. Eles têm mais notícias dela.

Veruska, aumiga: fica em paz que vai dar tudo certo! Tenho fé que você terá a mesma sorte que a Maga e achará um lar com muito amor e carinho como sua "xará" dalmata! Estas pintinhas de vocês dão sorte!

Maga, muito obrigada pelo espaço.

Te audoro muito,

Nany

dalmata 21 Dálmata dos bombeiros se aposenta e procura um lar

 

Veja mais!

+ Cão de 3 perninhas mora na rua e mesmo assim leva e traz meninos da escola

+ Cães cegos e deficientes são descartados com as desapropriações para Copa

+ Veja uma sequência de ataques de um cão

+ Irã proíbe cães de passear e os ameaça de morte

+ Criança explica o porquê não quer comer polvo icon biggrin Dálmata dos bombeiros se aposenta e procura um lar

+ Cão sem um olho demonstra gratidão pela humana que salvou sua vida

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons!

Cachorrinha atropelada precisa de fraldas e humano especial para sobreviver

nina 21 Cachorrinha atropelada precisa de fraldas e humano especial para sobreviver
Nina morava na rua. Negligenciada e abandonada por humanos, ela acabou atropelada em Florianópolis e nunca mais foi a mesma.

A cachorrinha agora tem problemas nas patas, nos rins e no intestino. Por isso, precisa de cuidados especiais, bem como troca de fraldas várias vezes ao dia. E só usa fralda de uma marca específica, o que deixa o cuidado ainda mais caro.

Muitos humanos perguntariam o motivo de mantê-la viva. É muito simples. Com os cuidados, Nina é uma cachorrinha muito feliz. Ela brinca como qualquer outro e ama bichos de pelúcia, como todos nós.

Parabéns à humana Erika Tavares, que, com muito amor, mantém o sorriso de Nina em dia. Espie no vídeo

 

Mais?

+ Cão despede-se do dono morto a tiros no caixão

+ Cachorra heroína que perdeu o focinho na defesa dos donos tem alta

+ Criança explica o porquê não quer comer polvo

+ Cachorra dedo-duro deixa a irmã na lama

+ Com defeito nas pernas, Emma se arrasta para encontrar seu humano

+ Resgatada quase morta, gatinha Freida ganha nova vida

+ Cão sem um olho demonstra gratidão pela humana que salvou sua vida

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons!

nina 1 Cachorrinha atropelada precisa de fraldas e humano especial para sobreviver

 

 

Cachorra com defeito nas pernas se arrasta para encontrar seu humano

Toda vez que seu humano chega do trabalho, a cachorra Emma o espera no final do corredor.

Emma nasceu com necessidades especiais. Mas desta vez, ela foi ao encontro do pai. Arrastou-se, como pode.

Ela simplesmente não sabe que é diferente e vive a vida aproveitando todo amor que esses humanos especiais a dedicam.

E antes que me perguntem, eles tentaram cadeira de rodas, mas Emma não se adaptou.

Então, ela brinca e corre do jeito que pode, e, com os cuidados que tem, não é menos feliz que qualquer outro cão.

História fofa, daquelas que o Barba fareja e dá a dica!

03 emma Cachorra com defeito nas pernas se arrasta para encontrar seu humano

00 EMMA Cachorra com defeito nas pernas se arrasta para encontrar seu humano

Veja mais:

+ Conheça Ray, o golden cego que escapou da morte e virou celebridade

+ Amizades especiais vão te arrancar lágrimas! Assista icon biggrin Cachorra com defeito nas pernas se arrasta para encontrar seu humano

+ Cão é jogado pela janela de carro em movimento icon sad Cachorra com defeito nas pernas se arrasta para encontrar seu humano

+ Cachorra resgatada à beira da morte vira terapeuta de garoto autista (imperdível!)

+ Corujinha resgatada precisa de pelúcias para não entristecer

+ Cão sem um olho demonstra gratidão pela humana que salvou sua vida

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook

+ Sigam-me os bons!

EMMA 1 esta Cachorra com defeito nas pernas se arrasta para encontrar seu humano

Cachorra jogada em rio para morrer reencontra seu herói

224817 121108318055599 339127135 n Cachorra jogada em rio para morrer reencontra seu herói

Sandy, na foto acima com Susi, passou por um trauma quando pequena. Ela morava com uma família muito estranha, em Divinópolis (MG).

Um dia, o adolescente dessa família, que não suportava Sandy bebezinha, resolveu jogá-la para morrer em um rio. (sério, sem comentários essa)

Vendo a violência, um rapaz imediatamente a retirou da água e convenceu o psyco a levá-la de volta.

Em vez de internar o filho, a mãe do adolescente maldoso optou por doar a cachorra, que foi parar na casa muito amada da vendedora Margô Silva.

Muitos anos depois, Margô conta que, um dia, um rapaz parou na porta da casa dela para conversar com alguém.

Apesar de ser uma menina quieta, quando Sandy o viu logo saiu correndo e fez a maior festa. Margô não entendeu nada.

Foi então que o moço contou toda a história. Revelou que ele foi o rapaz que retirou Sandy do rio. E ela, como cachorra linda e inteligente, nunca o esqueceu.

Veja mais

+ Cão sem um olho demonstra gratidão pela humana que salvou sua vida

+ Bichos sortudos crescem juntos com os donos! Veja o antes e depois

+ Saiba o que aconteceu com a salsichinha abandonada em construção

+ Golden bebê tenta fugir do primeiro banho

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons! SÓ os bons (o louquinho que jogou Sandy no rio que nem pense em clicar aqui)

946399 174919559341141 2134895533 n Cachorra jogada em rio para morrer reencontra seu herói

Filhote, salsichinha Petit busca um humano que se apaixone por ela

pretinha Filhote, salsichinha Petit busca um humano que se apaixone por ela

 

Durante um passeio, minha humana e eu vimos a salsichinha Petit toda perdida. Deve ter uns 5 ou 6 meses.

Ela apareceu em uma obra e ficou o dia todo abanando o rabo para os pedreiros. Ganhou um pouquinho da marmita, mas não um lar. Eles disseram que não era de ninguém e que também não a queriam.

Depois que se foram, passamos por lá e ela estava entre os tijolos, tristinha.  De cara, abanou o rabo para nós. Insisti com minha humana que jamais poderíamos deixá-la lá.

É muito minúscula, filhotinha, deve pesar uns 3 quilos. Tão docinha que se deu bem comigo e com os outros cães que moram em casa. Ela está no interior de SP e vai passar pelo veterinário. Já está para adoção.

O Patas ajuda a trazer Petit para SP, mas daí, o adotante tem que combinar um lugar para buscá-la. Feito?

É só mandar e-mail para patasaoalto@gmail.com . No campo assunto,por favor,  coloque UM AMOR PARA PETIT

Mais riquezas?

+ Cachorrinha cega e paralítica tem recuperação incrível!

+ Quem já viu um tatu tomar banho levanta a pata icon biggrin Filhote, salsichinha Petit busca um humano que se apaixone por ela

+ Como você pede o que você ama? Eu sei como

+ Cão idoso achado em saco de lixo se recupera

+ Dogue alemão vira guia de amiga cega. Os dois foram abandonados

+ Gostou do blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons!

Cachorra fica dez dias no meio da marginal Tietê após morte do dono

cachorrinha filho da mara Cachorra fica dez dias no meio da marginal Tietê após morte do dono
Ao passar à noite pela marginal Tietê, o professor de tênis Junior Almeida viu a pequena Minerva isolada no canteiro central da via. Um perigo! Aflito, não conseguiu parar, mas voltou. Em vão, pois ela fugiu.

Conversou com um mendigo, que lhe contou a história triste. A cachorrinha tinha dono, outro morador de rua, que morreu.

Ela vivia com mais dois cãezinhos, mas que morreram ao tentar atravessar a marginal. Esperta como a deusa da sabedoria Minerva, que inspirou seu nome, ela estava apavorada com a pista e ficava longe.

Desde então, a pequena tentava sobreviver por lá. Havia dez dias que comia lixo e corria de humanos. Junior tentou pegá-la, mas ela fugiu.

Ele não desistiu e voltou mais cinco vezes. Ontem, com a ajuda de Claudinei Toledo, da ONG Salve Dog, ela foi pega. UFA!

Junior, humano muito amado, agora tem 13 bichos resgatados em sua pequena casa e não pode ficar com mais esta mocinha. Minerva tem quatro anos e está para adoção.

Outra cachorrinha de um ano, Nina abaixo (olha gente, fofa demais, parece a Estopinha, do Dr. Pet!!) e uma gata bebê, tiradas da rua, também esperam um lar.

Alguém aí quer dar um rumo para essas vidinhas?  Minerva é um docinho de cachorra, deixa fazer tudo com ela, tem ótima saúde, mas morre de medo de humanos. Sofreu né, gente :/

Junior - (11) 99612-4310 e junior2904@yahoo.com.br

cachorrinha adoção do junior Cachorra fica dez dias no meio da marginal Tietê após morte do dono

Veja mais

+ Fotos de antes e depois de resgates de cães vão te surpreender

+ Dogue alemão vira guia de namorada cega icon biggrin Cachorra fica dez dias no meio da marginal Tietê após morte do dono

+ Golden abandonada cega vira o jogo e encontra uma família

+ Gatos flagrados por câmeras secretas mostram seu lado sombrio

+ Família de dálmatas enlouquece com quitute

+ Gostou do blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons!

Conheça Loca – a pug que não consegue correr

Olha, não sei cantar e não sou muito fã de cães cantores. Mas reconheço que todo mundo em casa riu dessa.

Quando eu conseguir falar como humanos, peço aos céu que não me dê uma voz como a dessa menina.

Divirta-se com Loca, a pequena pug que tem uma vida maravilhosa. Só que não consegue correr...

Conheça Loca, a pug que não consegue correr por trailers no Videolog.tv.

 

Assista também:

+ Macaquinho resgatado fica viciado em uvas icon smile Conheça Loca   a pug que não consegue correr

+ Golden abandonada cega ganha um lar

+ Morceguinhos órfãos tomam mamadeira

+ As Aventuras de Pi consagra o amor aos bichos na telona

+ Gostou do blog? Seja nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons

De plebeia a princesa, cachorra de Ogg Ibrahim garante que também sorri

Mell e Ninna com Ogg Ibrahim apresentador da Record1 De plebeia a princesa, cachorra de Ogg Ibrahim garante que também sorri

Por Mell

Nasci em uma favela, morava em um lugarzinho apertado. Mas já pequenina, fui parar na casa do meu pai Ogg Ibrahim, que trabalha como apresentador do Jornal da Record e repórter na TV.

Quero contar para vocês que também dou risada, assim como Marrom #rimarrom. Costumo sorrir pela manhã, para dar bom dia aos meus pais.

E na hora de dormir, sinalizo meu sono e daí me esqueçam. Pego meu ossinho de pelúcia e levo para a cama, juntamente com Ninna, minha irmã mais velha.

Agredeço todos os dias pela família linda na qual vim parar.

Mell cachorra de Ogg Ibrahim apresentador da Record De plebeia a princesa, cachorra de Ogg Ibrahim garante que também sorri

 

Mell e Ninna cachorras de Ogg Ibrahim apresentador da Record De plebeia a princesa, cachorra de Ogg Ibrahim garante que também sorri

Veja também:

+ Cachorra careca usa roupa de tigrinho para se esquentar

+ Deputado quer acabar com a tortura de bichos

+ Pitt bull não é vilão. É vítima

+ Border Collie resgatada de incêndio procura um lar

+ Fotógrafo passa 5 anos na ilha dos gatos no Japão

+ Gostou do blog? Espero você no Facebook!

Página 1 de 212