Posts com a tag: Cão Leal

Cão jogado na rua com amigo precisa de ajuda

Têm muitos cachorros fofos e carentes na Cão Leal. Muitos mesmo.

Se você é daqueles que sempre perguntam como ajudar, aqui está sua resposta. Rafa, da Ong, precisa muito. E mesmo que você não tenha dinheiro, ajude divulgando este vídeo.

A ONG está lotada,  e eles precisam ser adotados, para que outros recebam ajuda. Entende? icon smile Cão jogado na rua com amigo precisa de ajuda

Têm bebê e adulto fofo, têm vira-lata charmoso e cão de raça jogado no lixo. Em comum, todos foram abandonados por humanos criminosos.

Assistam, emocionem-se, ajudem, divulguem:

 

Veja também

Cão pode entrar em depressão e morrer se for para abrigo

Boxer de duas pernas vai te surpreender!

Orcas enlouquecem em parques aquáticos, revela documentário

 Já é meu amigo no Instagram?Espie só o que a gente apronta

Veja muito mais no Facebook!

Gosta de viajar? Confira os roteiros mais legais no R7 Viagens

Cães resgatados à beira da morte em SP ganham famílias lindas

 

1 dexter montagem Cães resgatados à beira da morte em SP ganham famílias lindas

Dexter foi encontrado desnutrido em julho. Agora, já está com sua família (fotos: Cão Leal e Facebook

2 dexter e amarelo antes Cães resgatados à beira da morte em SP ganham famílias lindas

Dexter e Amarelo foram encontrados assim em uma favela de São Paulo (foto: Cão Leal)

 

O humano que (não) cuidava de Dexter e do cãozinho Amarelo não queria entregar os cães ao resgate. Eles foram encontrados assim, como na foto, raquíticos, muito sofridos.

Estavam na periferia em São Paulo, em julho, e foram pegos por Rafael Leal, da ONG Cão Leal. Se ficassem lá, morreriam pela magreza e doença do carrapato.

Eles tinham anemia profunda, muitos parasitas, desnutrição, além da doença. Após os cuidados, Amarelo foi adotado pelo próprio veterinário. Dexter, o pretinho, foi parar na casa do Paulão e da jornalista Jacqueline Lattari, dois corações de ouro.

Já viu a página do Patas no Facebook? Espero você lá!

Paulo Cesar Martin é um jornalista amado. Dessas almas boas, sabem? Ele já cuida do Chulé e do Tutu. Paulão conta aqui como foi a adaptação do pequeno. Nosso coração se derreteu no Patas. Inspirem-se:

 

 “Dexter é um cão tímido ainda, até pelas dificuldades que deve ter passado nesses três anos, sua idade aproximada. Mas é um cão doce, companheiro e que, acima de tudo, te observa. É nítido que ele se esforça para aprender e conhecer a nova família o mais rápido possível.

Ele ainda não entende muito bem os passeios. Não marca território, raramente levanta a perna para fazer xixi e faz tudo de uma vez. Ainda se inibe com a aproximação de outros cães, mas é bem receptivo às amizades (humanas e caninas). Sua evolução é muito boa. Em uma semana até perdeu o medo de elevador!

Percebe-se que é uma questão de tempo para ele entender que a fase de sofrimento acabou, conhecer nossos hábitos e nós também entendermos os dele.

O próximo passo é a adaptação ao Chulé e ao Tutu, já acostumados a essa vida e mais ativos que o Dexter ainda.

E vida longa a todos eles”

 

Espie só em que família linda ele foi parar:

Veja também

+ Gatinho sobrevive a ataque e vira o pirata mais lindo da web

+ Cão militar aposentado se apaixona por gatinha

+ Cão salva bebê de babá criminosa

+ Poodle idoso vira monstro por crueldade do ex-humano

+ Loira demora a aprender como pegar petiscos

+ Salsichinhas amam a hora do banho!

 + Quer  xeretar o que rola na minha vida?

+ Curtiu o blog? Vire meu amigo no Facebook!

+ Espero você no Twitter

5 dexter depois Cães resgatados à beira da morte em SP ganham famílias lindas