Posts com a tag: fofa

Golden retriever fica famosa ao visitar pontos turísticos de SP

pagu gustavo oliveira blog patas ao alto Golden retriever fica famosa ao visitar pontos turísticos de SP

Pagu ama visitar São Paulo. E ela tem a sorte de ter um pai fotógrafo.

Nas andanças, Gustavo de Oliveira costuma registrar o que Pagu apronta. Reuni aqui 16 fotos da lindeza! Clique e descubra onde ela está.

+ Quer  xeretar o que rola na minha vida?

+ Visite-nos no Facebook

Dica fofa do amigo antenado Julio Francfort Ankerkrone.

Veja mais no Instagram do dono dela!

 

 

Veja mais

+ Pit bebê resgatado quase morto tem recuperação impressionante!

+ Cachorrinha de 3 pernas é adotada por paraplégico sem-teto

+ Cão ladrão foge e ajuda os amigos a fugir para roubar comida

+ Cachorrinha linda resgatada em posto procura um lar

+ Protesto! Tratar e prevenir leishmaniose é obrigação do governo

+ Conheça o cão mais paciente do mundo!

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons!

facebook patas ao alto foto gustavo de oliveira Golden retriever fica famosa ao visitar pontos turísticos de SP

Dálmata dos bombeiros se aposenta e procura um lar

Gente, hoje dou o espaço para Nany, outra cachorra repórter, que vai contar a história da dálmata bombeira.

dalmata bombeiros 1 Dálmata dos bombeiros se aposenta e procura um lar

 

Por Nany

Assim como eu, Veruska também é de Osasco (Grande São Paulo). Mas a história dela é bem mais legal que a minha já que ela é mascote dos Bombeiros da cidade!

Isso mesmo: além de lindos, os dálmatas são conhecidos mundialmente como cães de bombeiros desde 1.700, quando, na Inglaterra, acompanhavam as carruagens e ajudavam a acalmar os cavalos (sim, eles são superaumigos!).

A Veruska nasceu no Pelotão dos Bombeiros e chegou até o Centro de Controle de Zoonose de Osasco porque acreditavam que, por ela ter dez anos e ter muitas dores na coluna, estava difícil viver.

Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

Até que a humana Andréa Filomena Freixeira, bióloga especializada em acupuntura e outras terapias para os animais, se ofereceu para ajudá-la com o aval da veterinária do CCZ Cátia Trevisan. E deu tudo certo: graças às "agulhadas" ela está novinha em folha!

Só que apesar de ser muito amada pelos bombeiros (gente, ela é a mascote oficial!) chegou a hora da Veruska se aposentar, ter sombra, água fresca, enfim, um lar acolhedor sem aquela agitação do Pelotão! Quem se habilita? Aqui em casa eu sou a estrela e não aceito companhias permanentes mas já pensou que máximo ter uma dálmata esperta, fofa e carinhosa e ainda por cima dos bombeiros? Se eu fosse humana, iria querer!

Quem tiver interesse anota aí. O telefone do Pelotão é (11) 3689-1426 e o Facebook do CCZ é http://www.facebook.com/pages/CCZ-de-Osasco-SP/267740189959319. Eles têm mais notícias dela.

Veruska, aumiga: fica em paz que vai dar tudo certo! Tenho fé que você terá a mesma sorte que a Maga e achará um lar com muito amor e carinho como sua "xará" dalmata! Estas pintinhas de vocês dão sorte!

Maga, muito obrigada pelo espaço.

Te audoro muito,

Nany

dalmata 21 Dálmata dos bombeiros se aposenta e procura um lar

 

Veja mais!

+ Cão de 3 perninhas mora na rua e mesmo assim leva e traz meninos da escola

+ Cães cegos e deficientes são descartados com as desapropriações para Copa

+ Veja uma sequência de ataques de um cão

+ Irã proíbe cães de passear e os ameaça de morte

+ Criança explica o porquê não quer comer polvo icon biggrin Dálmata dos bombeiros se aposenta e procura um lar

+ Cão sem um olho demonstra gratidão pela humana que salvou sua vida

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons!

Resgatada de uma vala, gatinha Freida vira nova sensação da web

kitty 1 Resgatada de uma vala, gatinha Freida vira nova sensação da web

Que fique claro aqui. Não são nescessários rios de dinheiro e tempo de sobra para estender a mão a um bicho.

É preciso sim compaixão e boa vontade. Freida foi despejada em uma vala. Resgatada em 10 de abril, a pequena estava magrela, triste e com seus poucos pelos emaranhados.

Um mês e meio depois, virou essa lindeza, que ama colocar roupinhas, diferentemente de outros gatos. Veja o jeito que ela foi encontrada, logo abaixo.

Depois, clique em todas as fotos da galeria e espie como, com amor, Freida ficou linda!

Fonte: BuzzFeed

kitty 2 Resgatada de uma vala, gatinha Freida vira nova sensação da web

Veja mais:

+ Conheça Ray, o golden cego que escapou da morte e virou celebridade

+ Amizades especiais vão te arrancar lágrimas! Assista icon biggrin Resgatada de uma vala, gatinha Freida vira nova sensação da web

+ Cão é jogado pela janela de carro em movimento icon sad Resgatada de uma vala, gatinha Freida vira nova sensação da web

+ Cachorra resgatada à beira da morte vira terapeuta de garoto autista (imperdível!)

+ Corujinha resgatada precisa de pelúcias para não entristecer

+ Cão sem um olho demonstra gratidão pela humana que salvou sua vida

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook

+ Sigam-me os bons!

 

 

 

 

 

 

 

Cachorra resgatada à beira da morte vira terapeuta de menino autista

 

xena 000 Cachorra resgatada à beira da morte vira terapeuta de menino autista

 

Obrigada, tia Jaque Barbosa, da Hypeness, por esta história emocionante!

Jonny Hickey, de oito anos, sofre de autismo. O menino vivia em um mundo próprio e pouco interagia com as pessoas. Ele encontrou justamente na cachorra Xena seu ponto de apoio e de abertura para a vida.

Mas antes de a pequena poder apoiá-lo, ela teve que ser praticamente ressuscitada.

Abandonada, negligenciada por quem passava por ela e judiada pelas ruas, Xena passou fome e frio. Foi resgatada à beira da morte, por voluntários de um abrigo na Georgia, nos EUA.

Depois de se recuperar, acabou adotada e virou a melhor amiga do garotinho. Não. Ela virou sua terapeuta, sua irmã, sua chave para a vida.

Apesar de sua família ter despendido muito dinheiro com terapia para Jonny, foi justamente o amor da cachorra que o fez progredir.

Veja abaixo a evolução desta guerreira. Desde o momento que foi encontrada, até a felicidade de estar ao lado de quem se ama.

E, ao final, não perca os vídeos. É permitido chorar.

Fotos: Facebook

xena 1 Cachorra resgatada à beira da morte vira terapeuta de menino autista

xena 2 Cachorra resgatada à beira da morte vira terapeuta de menino autista

xena8 Cachorra resgatada à beira da morte vira terapeuta de menino autista

JonnyeXena9 Cachorra resgatada à beira da morte vira terapeuta de menino autista

 

Veja mais!

+ Conheça Diamond, a cachorrinha fashion que faz sucesso com artista de rua

+ Bebê coruja resgatado precisa de pelúcias para não entristecer

+ Cão sem um olho demonstra gratidão pela humana que salvou sua vida

+ Bichos sortudos crescem juntos com os donos! Veja o antes e depois

+ Saiba o que aconteceu com a salsichinha abandonada em construção

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons!

 

Neste vídeo, Jonny canta uma música para Xena: Você tem um amigo em mim.

Xena and Jonny 2 por trailers no Videolog.tv.

E neste, ele reconhece o autismo, diz que Xena e ele fazem um par perfeito, e pede, do fundo do coração, que ninguém, nunca mais, maltrate os animais icon wink Cachorra resgatada à beira da morte vira terapeuta de menino autista

 

Jonny e Xena por trailers no Videolog.tv.

 

xena guerreira Cachorra resgatada à beira da morte vira terapeuta de menino autista

 

 

Cachorra aventureira com displasia revela como é o tratamento

Divulgação Cleo Turismo 4 Patas Cachorra aventureira com displasia revela como é o tratamento

Entre minhas amigas, Cleo é a mais aventureira. Ninguém faz trilha ou busca bolinhas em um lago como ela.

Esta menina megativa foi diagnosticada com osteoartrose com displasia coxofemural. A doença não tem cura, mas tem tratamento. A raíz do problema está nas articulações.

Cleo conta como descobriu e o que está fazendo para melhorar. Complemento nutricional, acupuntura, florais e compressas fazem parte da rotina.

Mas, como latiu, não há articulação no mundo que desarticule o amor entre a mãe e ela. Articuladas, Larissa Rios e Cleo ainda vão aprontar muito por aí.

O depoimento é grande, mas pode ajudar quem tem um amiguinho na mesma situação. Lá vai um trecho.

Força, linda Cleo!

“Eu já tinha ouvido falar nessa tal de displasia e sabia que ela assustava a minha dona desde quando eu ainda era uma bolinha de pêlos... Mas, além dos meus pais bológicos terem seus laudos negativos, sempre fui uma peluda bastante ativa, esportista, com “shape” em dia (tá bom, de vez em quando dava uma engordadinha, rs... Mas nada exagerado). Isso não iria me atingir, era o que ela pensava... Pois bem, atingiu. Agora temos que aprender a lidar com a displasia e mais todo o pacote que veio acompanhado a “dita cuja”.

Sim, além dela, eu também tenho: diminuição do espaço intervertebral entre várias vértebras da minha coluna (com isso, os disquinhos gelatinosos que separam as minhas vértebras não têm mais a mesma capacidade de absorver impactos), espondilose anquilosante (inflamações nas minhas articulações), osteofito dorsal (crescimento de esporões ósseos com forma e tamanho variáveis, o famoso “bico de papagaio”... Tô me sentindo um viveiro ambulante...rsss), artrose (desgaste das minhas articulações) e “estresse articular” moderado (olha a displasia aí gente!).

No final das contas, elas ocorrem quase sempre devido ao desgaste da cartilagem das articulações. A cartilagem é um tecido espesso que cobre e lubrifica as extremidades dos ossos. E a articulação é uma parte do corpo onde dois ou mais ossos se encontram. Portanto, a cartilagem evita a fricção dos ossos, assim permitindo o movimento livre das articulações. Poderosa, né? Aí, dá para imaginar o como ela é tão importante.

Divulgação Cleo Turismo 4 Patas 3 Cachorra aventureira com displasia revela como é o tratamento

E quando se desgasta, meu amigo, os nossos ossos começam a friccionar um no outro a medida que nos movimentamos. Caso você não saiba, euzinha posso te dizer com conhecimento de causa: isso dói pra cachorro!

Os primeiros sinais de que algo não vai bem com as nossas articulações podem vir em forma de rigidez (especialmente durante baixas temperaturas), dificuldade para se levantar ou se movimentar depois de muito tempo na mesma posição, inchaço, febre e dor, muita dor.

Alguns cuidados ajudam a prevenir o surgimento destes problemas articulares. A prática de exercícios físicos moderados ajudam a fortalecer a musculatura da pélvis e evita a obesidade (um dos maiores vilões). Além disso, não deixe que o seu pet circule por pisos lisos e escorregadios evitando o risco de quedas, pancadas de mal jeito e também o esforço excessivo das articulações para manter o equilíbrio.

Na parte nutricional, existem, hoje, várias rações no mercado já contém dois compostos que servem para prevenir tais problemas: o sulfato de condroitina e o sulfato de glucosamina, que são moléculas glicídicas que compõem os proteoglicanos, elementos que formam as cartilagens articulares.

A Glucosamina atua na recomposição articular, favorecendo a formação da nova cartilagem. Já a Condroitina, age de forma complementar, através da ação anti-inflamatória (...)

O meu programa nutricional também foi reforçado adicionando ao meu cardápio com alguns alimentos ricos em cartilagem como pé de galinha e osso de mocotó cozidos. Mas sem exageros, porque eles também são riquíssimos em gordura...e tudo o que eu não preciso agora é engordar. Mas adoro…de lamber a fuça…eheheh
(...)

É claro que continuo superativa, afinal, sou uma pet aventureira! Mas é preciso ser consciente das minhas limitações. Sempre fui extremamente impulsiva (me jogo mesmo, seja de onde for), geniosa (quero ir e vou!), rude (adooooro uma troca de safanões e cabeçadas eheheh), estabanada (sai da frente que eu atropelo), desesperada (é minha, é minha, deixa que eu pego!!)....E, muitas vezes, esses comportamentos geram movimentos bruscos que podem sobrecarregar o nosso corpo e exigir demais das nossas articulações....Foi isso o que aconteceu...

Não foi genético (como a maioria dos casos), não foi por deficiência nutricional, não foi por excesso de peso, não foi por falta de exercícios (ôooh, isso não foi mesmo!), nem foi por falta de cuidados (mamys, eu sei que você sempre me deu o seu melhor carinho e a sua melhor atenção!)... Foi pois tinha que ser... Aproveitei e aproveito ao máximo, da minha maneira, o melhor que a vida me ofereceu, sem perder um só segundo, sem ter motivos para me arrepender de não ter feito.

Apesar de limitada, de ter alguns momentos doloridos, eu continuo vivendo alegremente… É possível, basta se adaptar… E vamos continuar compartilhando com você nossa nova rotina, as mudanças, quais as minhas maiores dificuldades, novidades de tratamento. Acho que assim, podemos ajudar outros peludinhos que sofrem da mesma coisa e também mostrar para vocês que estou bem.

Na verdade, acho que minha dona sofre mais que eu… Tem aquela coisa de não querer ver o filho sofrer, de se sentir impotente, de se questionar onde pode ter errado… Onde já se viu? Quer ver cachorra mais feliz do que eu? E, mamys, assim que as dores passam, eu esqueço tudo.

Vivi e vou continuar vivendo todas as emoções que a minha rotina aventureira me trouxer, enquanto eu puder fazer com qualidade... É claro que terei que amenizar a minha impulsividade, evitar um pouco as explosões, aprender a hora de parar... Mas não vou deixar de viver e conto com uma dona que me cerca de carinho, que está sempre atenta aos meus sinais, que está aprendendo a ser firme para me dizer “já chega” quando é preciso, que se dispõe a todos os cuidados que necessito... E assim seguiremos, juntas, “articuladas”, como sempre... O tempo pode até me limitar, mas não há “articulação” no mundo que tire a minha alegria de viver."

Leia tudo e conheça mais sobre Cleo neste link

Divulgação Cleo Turismo 4 Patas 4 Cachorra aventureira com displasia revela como é o tratamento

Veja mais

+ Pena para crimes contra os animais podem aumentar. Conheça o projeto

+ Cão sem um olho demonstra gratidão pela humana que salvou sua vida

+ Bichos sortudos crescem juntos com os donos! Veja o antes e depois

+ Saiba o que aconteceu com a salsichinha abandonada em construção

+ Golden bebê tenta fugir do primeiro banho

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons! SÓ os bons

 

Corujinha resgatada precisa de pelúcias para não entristecer

corujinha dailymail patas ao alto 2 Corujinha resgatada precisa de pelúcias para não entristecer

A corujinha Tomsk teve que sair de seu habitat depois que sua irmã foi morta pelos pais.

Ela foi parar em um centro escocês especializado em corujas, o Scottish Owl Centre in West Lothian, no Reino Unido, onde será cuidada.

Já viu uma coruja sorrindo?

Examinando o site, vi que o lugar funciona também como um parque. Por isso, não sei ainda se simpatizei com ele. Bichos não devem servir para exposição, muito menos para humanos ganharem dinheiro.

Mas a história aqui é que Tomsk, que tem apenas cinco semanas de idade, precisa ficar sempre rodeada de pelúcias, para não se sentir sozinha. Não é a coisa mais fofa?

A dica foi da tia Marcella Franco. Agora, uma lambida para quem achar coruja:

corujinha dailymail patas ao alto 3 Corujinha resgatada precisa de pelúcias para não entristecer

 

Veja mais

+ Pena para crimes contra os animais podem aumentar. Conheça o projeto

+ Cão sem um olho demonstra gratidão pela humana que salvou sua vida

+ Bichos sortudos crescem juntos com os donos! Veja o antes e depois

+ Saiba o que aconteceu com a salsichinha abandonada em construção

+ Golden bebê tenta fugir do primeiro banho

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons! SÓ os bons

corujinha dailymail patas ao alto 4 Corujinha resgatada precisa de pelúcias para não entristecer

 

Cachorra jogada em rio para morrer reencontra seu herói

224817 121108318055599 339127135 n Cachorra jogada em rio para morrer reencontra seu herói

Sandy, na foto acima com Susi, passou por um trauma quando pequena. Ela morava com uma família muito estranha, em Divinópolis (MG).

Um dia, o adolescente dessa família, que não suportava Sandy bebezinha, resolveu jogá-la para morrer em um rio. (sério, sem comentários essa)

Vendo a violência, um rapaz imediatamente a retirou da água e convenceu o psyco a levá-la de volta.

Em vez de internar o filho, a mãe do adolescente maldoso optou por doar a cachorra, que foi parar na casa muito amada da vendedora Margô Silva.

Muitos anos depois, Margô conta que, um dia, um rapaz parou na porta da casa dela para conversar com alguém.

Apesar de ser uma menina quieta, quando Sandy o viu logo saiu correndo e fez a maior festa. Margô não entendeu nada.

Foi então que o moço contou toda a história. Revelou que ele foi o rapaz que retirou Sandy do rio. E ela, como cachorra linda e inteligente, nunca o esqueceu.

Veja mais

+ Cão sem um olho demonstra gratidão pela humana que salvou sua vida

+ Bichos sortudos crescem juntos com os donos! Veja o antes e depois

+ Saiba o que aconteceu com a salsichinha abandonada em construção

+ Golden bebê tenta fugir do primeiro banho

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons! SÓ os bons (o louquinho que jogou Sandy no rio que nem pense em clicar aqui)

946399 174919559341141 2134895533 n Cachorra jogada em rio para morrer reencontra seu herói

Mães, amadas, parabéns!

MAE 11 Mães, amadas, parabéns!

 

MAE 2 Mães, amadas, parabéns!

MAE 3 Mães, amadas, parabéns!

MAE 4 Mães, amadas, parabéns!

MAE 5 Mães, amadas, parabéns!

Fotos: Reprodução/BuzzFeed

Veja mais!

+ Bichos sortudos crescem juntos com os donos! Veja o antes e depois

+ Saiba o que aconteceu com a salsichinha abandonada em construção

+ Golden bebê tenta fugir do primeiro banho

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons

Voltei de férias! Saiba o destino da salsichinha abandonada

andrea miramontes maga e salsichinha patas ao alto Voltei de férias! Saiba o destino da salsichinha abandonada

Minha humana e eu retomamos o blog hoje. Foram muitas emoções neste mês que passou, e já chego uma notícia linda!

Lembram da salsichinha abandonada em uma construção, aquela que farejei e voltei para buscar?

Ela ganhou uma família muito amorosa!! Parece pouco, mas não. É uma a menos para sofrer na rua.

Aproveito também para agradecer publicamente o Barbinha, meu talentoso amigo que brilhou muito na minha ausência em abril.

Veja mais!

+ Francisquinho precisa muito da sua ajuda!

+ Cão estiloso faz o maior sucesso no instagram

+ Curtiu o blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons

Filhote, salsichinha Petit busca um humano que se apaixone por ela

pretinha Filhote, salsichinha Petit busca um humano que se apaixone por ela

 

Durante um passeio, minha humana e eu vimos a salsichinha Petit toda perdida. Deve ter uns 5 ou 6 meses.

Ela apareceu em uma obra e ficou o dia todo abanando o rabo para os pedreiros. Ganhou um pouquinho da marmita, mas não um lar. Eles disseram que não era de ninguém e que também não a queriam.

Depois que se foram, passamos por lá e ela estava entre os tijolos, tristinha.  De cara, abanou o rabo para nós. Insisti com minha humana que jamais poderíamos deixá-la lá.

É muito minúscula, filhotinha, deve pesar uns 3 quilos. Tão docinha que se deu bem comigo e com os outros cães que moram em casa. Ela está no interior de SP e vai passar pelo veterinário. Já está para adoção.

O Patas ajuda a trazer Petit para SP, mas daí, o adotante tem que combinar um lugar para buscá-la. Feito?

É só mandar e-mail para patasaoalto@gmail.com . No campo assunto,por favor,  coloque UM AMOR PARA PETIT

Mais riquezas?

+ Cachorrinha cega e paralítica tem recuperação incrível!

+ Quem já viu um tatu tomar banho levanta a pata icon biggrin Filhote, salsichinha Petit busca um humano que se apaixone por ela

+ Como você pede o que você ama? Eu sei como

+ Cão idoso achado em saco de lixo se recupera

+ Dogue alemão vira guia de amiga cega. Os dois foram abandonados

+ Gostou do blog? Vire nosso amigo no Facebook!

+ Sigam-me os bons!

Página 1 de 3123